Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Por Marty Duda

O termo de diva fica cogitado em torno de um lote, mas os artistas agora estão lá fora, Mariah Carey tem presença de palco, atitude, as cordas vocais e o guarda-roupa verdadeiro para reivindicar o título. Ontem à noite ela fez a sua primeira visita a Nova Zelândia e confirmou o seu lugar entre os melhores artistas pops da atualidade. E ela tinha algo a provar.

Apesar do fato de ser o seu primeiro concerto no país, a Vector Arena não estava completamente esgotada. Seus mais recentes álbuns têm  mais sido sólidos, senão forem espetaculares apesar das críticas desta turnê terem sido mistas, na melhor das hipóteses, estavam falando no que ela estava se revelando ao invés de focarem sobre o que  ela estava cantando.

O que é uma pena, pois, pelo menos aqui em Auckland, Mariah Carey parecia fantástica. Talvez pelo fato de público estar tão empolgado quanto os músicos no palco. Eles ficaram em pé desde o momento que as luzes se apagaram e jogaram boas vibrações ao longo do show.

Mariah se sentiu amada e respondeu na mesma moeda. Chegando a ponto dela fazer uma piada entre a diferença de Vegemite e Marmite, e além de tentar fazer um sotaque nativo do país ao longo do concerto.

Próximo ao final do show, ela ainda trouxe seus filhos ao palco, que também exibiram talento e foram fofos ao falar no microfone.

No meio do concerto, fomos recebidos com seus antigos e novos sucessos, com cinco ou seis trocas de roupa e um desempenho incrível de seus sete dançarinos, que estavam perdendo o fôlego com aquelas notas altas exibidas por ela com abundância.

Até mesmo o extenso medley funcionou muito bem. Normalmente, eu acho medleys algo muito chato, uma desculpa para os artistas cantarem mil músicas que eles só cantam por obrigação, mas com Mariah foi diferente, foi completamente divertido.

Haviam músicos ótimos na banda formado por cinco rapazes ao lado de três cantores de apoio, enquanto Mariah sumia do palco, eles que aguentavam a ponta, especialmente o Trey Lorenz, que mantinha o público envolvido até Mariah retorna com uma nova roupa.

 

Houve também um uso excessivo de clipes antigos de Mariah durante o show. Eu acho que isto poderia ter sido menos usado e exibido mais a Mariah do palco com seus fãs frenéticos na plateia.  Até porque ela, sua banda, e os mais importante, os seus fãs, estavam tendo um momento único em suas vidas.

Após a última música, We Belong Together, Mariah expressou seus sentimentos sinceros pelo público que ainda estava de pé. “Eu amo vocês, eu estou realmente feliz e curtindo isto.” – falou como uma verdadeira diva.

 

  • Confira algumas fotos desta noite  AQUI

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.