Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Celebrando os 25 anos de carreira, a residência em Las Vegas e o relançamento da coletânea “#1’s” – que ganhou o nome de “#1 To Infinity”, o Entertainment Tonight fez um ranking com os 18 singles em 1º lugar no Hot 100 da Billboard, do melhor para o mais fantástico, na opinião deles. Confira abaixo:

Vinte e cinco anos atrás, Mariah Carey reivindicou seu lugar no panteão do Pop, colocando seu primeiro single no 1º lugar da Billboard Hot 100. Depois disso viria um single atrás do outro na 1ª posição até somar 18 no total – mais do que o Elvis e apenas três posições abaixo dos Beatles.

Esses hits – que vão estar na compilação “#1 To Infinity” – serão sempre especiais. Antes que a cantora arrase durante sua residência em Las Vegas, no Colosseum do Caesars Palace, vamos recaptular o melhor de sua carreira.

18. “Thank God I Found You” (1 semana, 2000)
Com convidados especiais que incluem o cantor Joe e 98 Degrees, não havia uma só sensação que não viesse à tona quando todos eles mesclavam suas vozes.

17. “Touch My Body” (2 semanas, 2008)
Mudando da água pro vinho com esse hit safadinho de 2008, do álbum “E=MC²”, era difícil saber o que ou quem era mais sexy: a música ou Mariah, o objeto de desejo do nerd, vivido por Jack McBrayer, no vídeo da música.

16. “Don’t Forget About Us” (2 semanas, 2005)
A volta de uma Mariah ardente, no auge da beleza, foi em “Don’t Forget About Us”, que foi lançada como faixa bônus no relançamento do álbum “The Emancipation Of Mimi”, de 2005. Claro que a música aproveitou o enorme sucesso de “We Belong Together”, mas vamos considerar a divindade que é essa canção.

15. “Someday” (2 semanas, 1991)
A canção que tinha um estilo meio “fodão” de ser, trazia uma Mariah vestida com uma calça jeans meio brega (mas vamos dar um desconto porque era o começo dos anos 90). Mariah conseguiu seu terceiro single consecutivo na 1ª posição. E pra completar ela ainda nos presenteou com seu ‘registro de apito’ no final.

14. “I Don’t Wanna Cry” (2 semanas, 1991)
Mariah conhece a dor de corno da vida real, e aqui ela desabafa da melhor maneira fazendo o que sabe melhor – cantando. Sua voz está potente, acompanhada de um refrão que da ainda mais força à seu alcance vocal incomparável.

13. “Hero” (4 semanas, 1993)
Como sabemos que Mariah aprecia seus amados fãs, os “Lambs”? Ela continua dando à eles esta maravilhosa balada sobre beleza interior, mesmo não sendo muito fã dela.

12. “I’ll Be There” (2 semanas, 1992)
O The Jackson 5 tornou essa canção um hit em 1970, e, em seguida, Mariah – preservando a magia durante este tributo realizado no seu especial MTV Unplugged – conseguiu esse feito novamente, 22 anos depois.

11. “One Sweet Day” (16 semanas, 1995-1996)
Foi mais do que apenas um dia para Mariah e Boyz II Men – a canção passou 16 semanas como número 1 no Hot 100. Eles dominaram o chart com tanta devoção quanto o amor que sentiam pelo seus entes queridos que jã não estavam entre eles.

10. “Vision Of Love” (4 semanas, 1990)
Mariah estava tendo uma visão do amor, enquanto o resto de nós estava tendo visões de uma longa carreira de sucesso. Tudo começou com essa canção, a primeira a alcançar o 1º lugar.

9. “Heartbreaker” (2 semanas, 1999)
O primeiro single do álbum “Rainbow”, de 1999, grudou feito chiclete na cabeça das pessoas. Jay-Z dando o ar da graça com um rap, e Mariah alternando com a voz suave e poderosa.

8. “Love Takes Time” (3 semanas, 1990)
Sua segunda parada no topo foi com “Love Takes Time”, dando a coroa à Mariah como a nova rainha das baladas. “Eu não posso escapar da dor interna”, ela confessou neste clássico esquecido. O mundo também não poderia escapar depois desta canção.

7. “Dreamlover” (8 semanas, 1993)
A carreira de Mariah certamente não precisava ser resgatada, em 1993, mas seu coração sim. Mariah cantava: “Eu preciso de alguém para me levar embora” – era tão encantadora como ela brincando num campo vestindo um short no estilo Daisy Duke.

6. “Emotions” (três semanas, 1991)
Nota alta, após nota alta, após nota alta. Tá bom pra você?

5. “Honey” (3 semanas, 1997)
Jogando fora sua imagem de boa moça (e a maioria de suas roupas), Carey – com o toque mágico de Puff Daddy e equipe de produção da Bad Boy – completou a sua metamorfose em uma heroína do Hip-Hop. O single de verão que foi uma febre, invadiu as paradas, acendendo um dos renascimentos mais memoráveis da história da música.

4. “My All” (1 semana, 1998)
Quando se trata de baladas esse hino da era “Butterfly” – sua primeira emancipação, em 1997 – é sublime e inesperadamente discreto. Triste, também. Até mesmo as cordas da guitarra de inspiração latina sofrem com a música.

3. “We Belong Together” (14 semanas, 2005)
Depois de uma fase difícil no início do novo milênio, Carey fez o maior retorno de todos os tempos – 14 semanas em primeiro lugar! – esta balada com toques de R&B, foi um retorno para as baladas clássicas de Mariah.

2. “Fantasy” (8 semanas, 1995)
Mesclando suas raízes Pop com suas influências de Rap, Mariah fletrou pela primeira vez com o Hip-Hop, ao lado do falecido rapper ODB para o remix de “Fantasy”. Foi um acontecimento deslumbrante.

1. “Always Be My Baby” (2 semanas, 1996)
Assim como Mariah descreve na letra, essa balada de amor incondicional não fica velha nunca. Já é parte de nós.

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.