Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

A Elusive Chanteuse finalmente chegou na O2!

Se ela errou o playback em 2015 na Jamaica, ou fez uma apresentação vergonhosa de “All I Want For Christmas Is You” em 2015, assistir um concerto de Mariah Carey em 2016 superaria todas as suas expectativas, não existiu e nem existe alguém que tivesse a mesma capacidade vocal que Mariah Carey ao longo deste anos, mas as pessoas ainda questionam se ela ainda canta, bom, ela ainda pode cantar.

No melhor estilo diva de ser, Mimi é carregada no palco em cima de um sofá por seus bailarinos no número de abertura de sua turnê Sweet Sweet Fantasy na O2 Arena em Londres. Sim, ela atrasou meia hora (e vamos descobrir o motivo do atraso só no seu reality show para o E!), mas a para uma personalidade como Mariah, que sempre se preocupa com o ângulos, ela fez uma entrada angelical com “Fantasy”, que foi perfeita.

No entanto, apesar de suas palhaçadas como showgirl, ela levou pouco tempo para ficar solta. Suas marcas registradas que lhe fizeram de um verdadeiro ícone são aquelas notas de assobio que ela faz de forma perfeira em Emotions, apesar dela estar ainda um pouco rígida ao se mexer no palco para um canção tão exuberante como esta. Se alguma coisa – e eu nunca pensei que fosse criticar Mariah – nós só queríamos que ela andasse sozinha no palco, em vez de ser constantemente guiada por seus dançarinos.

Mas isto foi uma cólica em menor escala, pois a vimos fazer um número fabuloso mais tarde. Vestida de preto, Mariah se transforma em uma raposa sensual ‘Touch My Body’, ‘It’s Like That’ e ‘Obsessed’, provando que ela ainda é gostosa. E com seu humor brincalhão, ela sempre tira sarro dela mesma: “Não é verdade, eu não sou uma pessoa tão difícil assim”, disse ela pra multidão e concluiu: “Apenas depende da perspectiva.”

Faz bem para o ego de Mariah ver que ainda ela pode lotar arenas (da maneira mais agradável possível, é claro), porque o palco é básico. Os efeitos visuais mal superam os gráficos do Windows 98, aquelas telas de descansos, que toda vez aparece aqueles dançarinos bonitos sem camisa. Ela não tem telão para quem está assistindo o concerto no fundo, será que ela estava preocupada com o ângulo da tela?

Então, todos ficaram perplexos com o padrão vocal de Mariah Carey. Sim, ela arrasou completamente. Especialmente nas baladas difíceis como ‘Hero’, ‘My All’, ‘Always Be My Baby’, e ‘Against All Odds’ (que fica muito melhor sem o Westlife), e na versão emocionante de When You Believe, homenageando Whitney Houston.

“Eu fui abençaoda por fazer dueto com uma das melhores cantoras do mundo”, disse Mariah ao introduzir a música. É preciso manter olhos e ouvidos atentos durante a performance, pois Whitney sendo projetada no fundo com o vídeo da música é o que deixa o número ser muito comovente.

Então, Mariah faz todas aquelas notas altas de “Without You”, isto é uma lição que nem sempre você pode acreditar em tudo que vê no Youtube. Sim, ela pode ter falhado em algumas apresentações, porém Mariah não perdeu aquela voz poderosa e mágica que tinha. Hit após hit, a Elusive Chanteuse fez a espera de 13 anos dos ingleses valer a pena.

Nota: 4 estrelas

Fonte: Digital Spy

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.