Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Mariah Carey nos deu alguns dos vídeos musicais mais emblemáticos de todos os tempos. Há o vídeo de “Honey“, onde ela mergulha em uma piscina vestindo um “biquininho”; O vídeo de “Heartbreaker“, onde ela luta com ela mesma (Bianca, seu alter ego, que é interpretada por Mariah), no banheiro de um cinema; E, claro, o vídeo de “We Belong Together“, onde ela deixa seu noivo no altar e foge em seu vestido de noiva – com um “carinha” mais jovem, e mais quente, supomos.

Seu último vídeo, no entanto, é “fogo na roupa” – literalmente. No clipe de seu novo single, “I Don’t“, ela leva a coisa toda de vestido de noiva para um próximo nível … queimando-o em uma fogueira enquanto canta, “Cara, eu estava errada”.

Leia mais de nosso bate-papo com Mimi:

Refinery 29: Você está se reinventando, numa nova fase da sua carreira. Você sente isso?
Mariah Carey: Hmm, eu acho que essa é uma nova fase na minha vida. Quer dizer, eu não gosto de dizer isso, porque soa muito dramático. Você sabe, é realmente a mesma vida que eu tenho tido! É apenas que eu decidi escrever uma canção sobre onde eu estou nesse momento, e foi ótimo poder fazer um vídeo e fazer todas essas coisas novamente, porque é isso que eu amo. Eu tenho cantado ao vivo nos últimos anos e isso é divertido, adoro ver todos os fãs de todo o mundo, mas eu realmente amo fazer música no estúdio. Então sim, é um novo dia, é um novo momento.

R29: Como você descreveria o som de “I Don’t”? Parece muito com a velha escola R&B que você usava, e que eu adoro.
MC: Exatamente! Eu realmente não acho que seja algo novo pra mim. É uma evolução para o momento em que me encontro, mas se as pessoas conhecem alguns dos meus trabalhos anteriores – que podem não ser as músicas mais famosas, ou o que for – eu sempre tive raízes no R&B, colaborações com rappers, remixes e coisas assim. Então é aí que essa música vive, você sabe o que eu quero dizer? Mas também tem um novo sentimento, tem o YG (rapper) lá. Quero dizer, eu realmente o amo, e sua música “Why You Always Hatin” é uma das minhas três músicas favoritas. Então, quando você tem alguma conexão com alguém, e daí trabalha em conjunto, geralmente o resultado é ótimo. Pelo menos é o que tenho encontrado trabalhando com diferentes colaboradores ao longo dos anos!

R29: Então, precisamos conversar sobre este vídeo, porque fiquei chocada quando vi que você queima um vestido de noiva. Você pode me dizer um pouco sobre a decisão de ter o vestido no vídeo, e o que isso significou para você?
MC: Ok… Então, muitas pessoas têm falado sobre isso, mas no vídeo, este vestido é um vestido de noiva qualquer, e não “O” vestido de noiva – não era o vestido com o qual eu tinha intenção de casar! Mas de qualquer forma, parecia que eu fechava o ciclo, porque no vídeo de “We Belong Together” eu fugi com um vestido de noiva. Eu costumo fazer isso muito, na vida real e em vídeos (Risos). Mas a verdade é que o Brett Ratner, que dirigiu o clipe de “We Belong Together”, não deixou que eu queimasse meu vestido durante a gravação do videoclipe de “WBT”! Então dessa vez eu quem dirigi o clipe de “I Don’t”, e fiquei tipo: “Estou queimando essa coisa, e eu não me importo!”

R29: Adoro!!! Então, com tudo o que você passou nos seus relacionamentos, e agora lançando sua nova música, “I Don’t”, o que você diria que não “faz” num relacionamento?
MC: Querida, a música se chama “I Don’t”, então é melhor eu não falar mais nada. Basta ler a letra da canção para ter a resposta dessa pergunta. E quando você for publicar isso, por favor, coloque aquele emoji piscando ao lado disso! (Risos)

RF29: Pode deixar! Eu AMO a sua autoconfiança, você ali sentada no topo do carro, como uma rainha. Como você consegue sempre se manter confiante, uma “fodona”?
MC: Oh meu Deus, eu não acho que seja tão confiante assim, você acha? Definitivamente não é intencional, mas as pessoas têm que que ter amor próprio, estarem “pra cima”, estarem felizes … Eu sempre tenho café, um chá, ou algum isotônico por perto. Pra mim, eu só preciso acordar e tomar uma dose deles, e em seguida, já estou motivada para começar bem meu dia. O processo para a gravação do clipe e da música durou algo em torno de 36 horas, logo eu precisava desses “aditivos” para me ajudar naquele momento, mas é preciso ter uma luz interior também.

RF29: Uau. Você disse em outras entrevistas que não está trabalhando em álbum nesse momento, então como vocês conseguem “descobrir” o momento ideal de se lançar uma música?
MC: Eu senti que era o momento certo, eu pensei tipo, “Não podemos esperar (pra lançar o single)”, eu senti que a música refletia o meu atual momento, daí lançamos.

RF29: Esta (I Don’t) é outra das clássicas músicas da Mariah, que toca o coração. Na vida real, você falou sobre encontrar o amor novamente depois de seu relacionamento mais recente. Qual é o seu conselho para os fãs, ou quaisquer pessoas (como eu, talvez!) que estão perdendo a fé no amor?
MC: Acho que minhas músicas (de amor) passam por todas as fases de uma relação! Mas eu acho que “I Don’t” traz um pouco do lado irritado, você sabe? Não é apenas como, “Oh ai de mim, eu estou triste, nós terminamos, alguém por favor, eu não posso lidar com isso mais, me dê álcool para que eu possa deitar neste sofá e morrer!” Não é isso (Risos). Eu acredito que antes de procurar um novo amor, você tem que deixar a raiva, a dor do relacionamento anterior passar. Você tem que se concentrar em você e apenas saber que você não fez nada de errado. E se você tiver feito algo de errado, culpe a outra pessoa! (Risos)

RF29: Todos que eu conheço estão obcecados com “Mariah’s World”. Qual foi a maior lição que você teve fazendo um reality show?
MC: Bem, a maior lição que tive foi que eu o batizei como docu-série e todo mundo, continuamente, o chama de reality show (Risos). Não, está tudo bem, eu só estou brincando. Eu acho que com a série eu teria preferido ter um pouco mais de música e um pouco mais de tempo para trabalhar em geral. Mas você sabe, eu me diverti muito, eu gostei, há muitas filmagens e coisas que vou ter para sempre. Se eu fizer isso de novo, eu gostaria de ter mais música, talvez tenha sido essa a grande lição que aprendi.

RF29: Assim, a missão da Refinery29 é capacitar as mulheres, mas nesses tempos turbulentos que estamos vivendo, isso tem sido difícil. Qual seu conselho para aqueles que estão se sentindo “fora” desse mundo?
MC: Bem, eu definitivamente não acredito estar capacitada para dar conselhos importantes a ninguém sobre este assunto, até porque eu estou me sentindo um pouco instável sobre tudo isso. Eu pessoalmente gosto de me expressar através da música, ela permite que você bote a raiva para fora. Então eu diria que não importa como você esteja se sentindo, para mim, a música, ou qualquer outro tipo de arte, é minha válvula de escape preferida. Então se jogue ouvindo uma música bacana e deixe as coisas melhorarem.

Fonte: Refinery29

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.