Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Mariah Carey concedeu uma entrevista para o colunista da Magazin Herblerl, Barbaros Tapan, em Los
Angeles. Ela falou sobre a vida pessoal, ‘The Star’ e sobre como será o seu Natal.

Barbaros Tapam: Além de dublar o filme, você também gravou a faixa-tema de ‘The Star’. Qual foi sua  inspiração para cantar a faixa?

Mariah Carey: Acho que ninguém em especifico. O Natal é a minha época do ano favorita, então como o tema central do filme é o Natal, me deixei levar neste clima festivo e escrevi e cantei a música.

BT: Você é chamada de ‘Rainha do Natal’. Tenho curiosidade de saber como é a decoração da sua  casa…

MC:A decoração começa muito cedo em nossa casa. No final de outubro, os pinheiros, luzes e  decorações já estão prontos. Penso em todos os detalhes para o Natal, desde as renas e a neve, já  que a neve é o símbolo mais importante do Natal. É por isto que passamos as nossas férias em Aspen.  E tem também a lista de presentes enorme!

BT: E o que seus filhos te pediram este ano?

MC: Muitas coisas e os presentes mais difíceis, bom, você sabe, eles têm 6 anos de idade. Os gêmeos tem muita idéias, eles fazem suas próprias listas de Natal, e eles entregam para o Papai Noel. Então, o Papai Noel também de usar seu critério para escolher o presente (risos).

BT: Onde você encontra renas vivas?
MC: Você quer mesmo que eu responda esta pergunta?

BT: Sim…
MC: É uma tradição, você não espera que eu revele meus segredos aqui, né? Mas em todas as nossas  festas de Natal, as renas e o Papai Noel nos visitam em Aspen. Você não entende como isto acontece e nem eu… (risos).

BT: Você está interessada no aspecto religioso do Natal, além das belas decorações e presentes?
MC: Posso muito bem falar sobre isto. Rezar é muito importante para mim e para as crianças. Meus  filhos também fazem a leitura religiosa todo domingo ao meu lado. Nós somos muito sensíveis sobre isso. Eu acho que não preciso te falar mais nada sobre, certo?

BT: Você ainda está usando o famoso anel de 35 quilates que o James Packer lhe deu, certo?

MC: Sim, mas ele está em dedo diferente, não reparou? No final, ele não foi um presente? Nós estávamos falando sobre presentes, certo? (risos).

BT: Com 220 milhões de álbuns vendidos ao redor do mundo, 18 canções em primeiro lugar das paradas. Mas voltando ao passado, aquela história que você deu a sua fita demo para o Tommy Mottola em uma festa é verdadeira?

MC: Sim. Eu era backing vocal de uma cantora chamada Brenda K. Starr. Ela foi uma mulher muito legal em me levar para festa junto com ela. Nesta mesma festa, conheci Tommy Mottola e entreguei a minha fita demo para ele, ali estavam algumas de minhas músicas que foram número 1, como ‘Vision Of Love’ e ‘Someday’.

BT: Na época, você estava muito confiante de si mesma?
MC: Muito! Porque eu amo cantar! Minha mãe era uma cantora de ópera, e ela sempre me apoiava como uma cantora profissional.

BT: Você se constrangeu ou se irritou depois de assistir o seu documentário, o Mariah’s World?
MC: Se irritar é algo que não está no meu caderninho. A vida é sempre sobre olhar para o futuro e tentar se tornar uma pessoa melhor. Alguém com um plano maligno são parte da vida como o sucesso, então isto me preocupa.

BT: Vivendo em um mercado tão difícil e competitivo. Você já se sentiu explorada algum dia?
MC: Um mercado competitivo e cheio de concorrentes de peso. Você cresce e percebe o quanto amadureceu, é nisto que penso.

BT: Você pensa em investir mais no cinema?
MC: Em 2009, eu trabalhei com o Lee Daniels em ‘Precious’ e foi uma produção bem sucedida. Atuar  para mim é uma terapia, o processo do cinema me deu muito prazer. Estou trabalhando em novos projetos com o Lee Daniels, mas não posso falar sobre ainda. Porém, a música ainda é o meu primeiro amor, gosto de compor e cantar.

BT: Qual é a parte favorita no processo criativo.
MC:Compor… Adoro estar no estúdio, mas ser compositora é a minha melhor função, na minha opinião.

BT: A maioria de suas músicas falam sobre amor? O que você aprendeu sobre o amor ao longo destes anos?

MC: Escrever músicas sobre o amor vem do meu subconsciente. Eu não sei muito mais do que aprendi no ensino médio, eu ainda escrevo sobre o que vivo e o que meu coração sente.

BT: Muitas pessoas são curiosas para saber o que você tem em seu armário, você poderia descrever  isto?
MC: Sim, tenho vários vestidos, jóias e sapatos. Eu amo as roupas que uso em meus ensaios  fotográficos e clipes,e todos estão em meu armário. Mas quando eu comecei a cantar em Nova York, só tinha dois vestidos, então quando assinei meu primeiro contrato comprei um casaco e um sapato  novo. Quero dizer, eu tenho muitas roupas lá, muitas que só guardo como recordação, mas grande maioria são de roupas que uso em meus shows.

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.