Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

A Rainha do Natal finalmente trouxe o seu show sazonal para o Reino Unido

Quando Mariah Carey assumiu a posse do Natal em 1994, com o lançamento de seu mega hit “All I Want For Christmas Is You”, até ela mesma nunca imaginou que construiria uma música com uma popularidade tão duradoura.

Após quatro anos realizando shows natalinos bem sucedidos nos Estados Unidos, Carey trouxe finalmente sua comitiva para o Reino Unido, assumindo o comando do palco da Manchester Arena e da O2 em Londres. No primeiro momento, ela dirigiu-se a multidão e disse que precisava passar primeiro por Manchester durante seus shows no Reino Unido, pois ela precisava homenagear a cidade pela  ‘força e resiliência’ que a cidade havia demonstrado após os atentados acontecidos em maio deste ano.

Nós estivemos com a Mimi em seu segundo show no país, realizado na The O2, em Londres, onde ela  abriu o concerto usando um vestido brilhante. Seus vocais impecáveis cantaram clássicos sazonais de seus dois álbuns natalinos, atingindo todas as notas agudas do clássico ‘Oh Santa!“. E a sua nova balada, ‘The Star’, que é tema do filme animado que leva o mesmo nome, a música foi indicada para o Globo de Ouro do ano que vem.

O seu catálogo natalino são os holofotes aqui, “Música errada“, ela diz quando começou a tocar as primeiras batidas de ‘Fantasy’, ela estava na cidade para celebrar a sua época favorita do ano, desta vez a sua ‘visita’ ao Reino Unido foi ‘festiva’.

Carey poderia ter feito este concerto sem os bailarinos no palco, pois eles pareciam bem desnecessários e amadores. Ela faria bem em empregar um diretor criativo decente para lhe dar o alicerce que seu status merece, pois as pausas dos shows são muito longas e roubam o impulso de sua poderosa presença no palco. Toda multidão esta ali para ver a Mariah no palco cantando e arrasando. Trabalho simples para artistas como Adele, que nem precisa atingir todas aquelas notas agudas que só a Mariah Carey atinge, para fazer um show bem simples e  animado. Não é necessário os bailarinos de Mariah acompanha-la a cada passo, ela não precisa disso.

Em uma indústria em que os popstars são embalados com autotune e preparados para lançar músicas em linha de produção, Mariah mantém uma relevância curiosa para os seus fãs mais velhos e mais jovens. Ela é uma das poucas últimas grandes divas vocais vivas, vinda de uma época em que ela, Whitney  Houson e Celine Dion dominavam as paradas. Não escute os haters, nós estávamos na primeira fileira do palco e podemos afirmar para vocês, ela definitivamente estava cantando ao vivo o show inteiro. Principalmente em Emotions”, quando ela atingiu todas as notas agudas. E no caso se você perguntar, sua voz estava em forma… Embora o pico de sua voz tenha sido nos anos 90 e ela carregar este fardo em suas costas para o resto da vida, a sua voz ainda está cheia de oitavas, ela atinge tanto as notas baixas como altas sem fazer esforço algum.

“We Belong Together” e “Hero” levou a multidão de gays, mães, meninas e crianças a loucura cantando, um pouco antes do bis de ‘All I Want For Christmas is You’, que levou a Arena a loucura. Todo momento em que Mariah está no palco é ouro puro, como você esperaria da diva de todas as divas. Mas, da próxima vez, Carey, podemos ter um pouco menos brilho e glamour e um pouco mais você?

Fonte: Attitude Magazine

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.