Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Para as suas turnês atuais, as cantoras superstars mais uma vez se voltaram para a casa italiana para uma dose de alta voltagem de glamour e carisma. A Vogue falou com o novo diretor criativo da Cavalli, Paul Surridge, sobre a criação de desenhos personalizados para Mariah Carey e Beyoncé.

Mariah Carey e Beyoncé voltaram as palcos vestindo Roberto Cavalli neste fim de semana – mas ao contrário de 2014, quando ambas as divas usavam o mesmo vestido preto, desta vez eles estavam vestidos com desenhos feitos sob encomenda pelo novo diretor criativo da marca italiana, Paul Surridge. Carey começou sua residência em Las Vegas no dia 5 de julho em um vestido de alta costura de Cavalli, enquanto Beyoncé saiu no dia 6 de julho em Milão em duas criações feitas sob medida para a última etapa de sua OTR II Tour.

“Eu agarrei a oportunidade”, diz Surridge à Vogue sobre a chance de trabalhar com os dois ícones da música. Ambas as cantoras usaram a marca italiana dentro e fora do palco ao longo de suas carreiras, mas esta foi uma chance para Surridge reimagina-las em sua visão para o “novo” Cavalli. “Para mim, a mulher que usa Cavalli quer ser visível e quer ser comemorada”, diz o designer nascido na Inglaterra e treinado por Saint Martin, que sucedeu Peter Dundas no comando da casa italiana em julho de 2017. “Ambas as mulheres representam coisas muito diferentes, mas fundamentalmente são artistas, apaixonadas e bonitas”.

O vestido branco de alta costura de Carey, especialmente encomendado para seu show em Vegas, foi inspirado na herança da estampa de zebra. “Ela queria algo muito tradicional”, observa Surridge, descrevendo apaixonadamente os detalhes meticulosos – “chanfrados feitos à mão, usando lantejoulas francesas, cristais e franjas de vidro, com lindas penas de avestruz brancas e marabu na parte de trás” – que levou mais de 100 horas dedicadas de costura à mão para completar. O objetivo era evocar um senso tradicional de glamour e carisma. “Mariah é a voz que eu cresci ouvindo e esse esboço é ela usando o vestido”.

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.