Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Como noticiamos aqui no começo do ano, Mariah Carey está sendo processada não só por não cumprir a agenda de shows na América do Sul em 2016, mas por também culpar os produtores do evento através de sua conta no Twitter. Na ocasião, a cantora traria a Sweet Sweet Fantasy Tour para o Brasil, Chile e Argentina.

Nós sabemos que a empresa contratante não cumpriu com o combinado, obrigando Mariah a quebrar o contrato e cancelar os shows devido ao não pagamento da produção do concerto.

Eles estão pedindo judicialmente pelo menos 500 mil dólares por cada show cancelado. A maior reivindicação vem de um tuíte de Mariah Carey, quando ela anunciou que os shows foram cancelados.

“Devastada por meus shows no Chile, na Argentina e no Brasil terem que ser cancelados. Meus fãs merecem mais do que alguns desses produtores têm os tratado”.

Nos autos do processo, os promotores afirmam que a declaração de Mariah foi  “complemente falsa e difamatória”. Eles também alegam que a declaração causou ‘”danos irreparáveis” à sua “reputação entre os espectadores e os artistas no meio musical”.

Agora, segundo o correspondente da ABC NewsAaron Katersky, através de seu perfil no Twitter, as acusações foram indeferidas pelo juiz:

“Violação de contrato, reclamações de difamação contra @MariahCarey trazidas por produtora musical sul-americana foram indeferidas por um juiz federal em Nova York”.

Parece que o jogo virou, não é mesmo?

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.