Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Depois de incendiar a Grand Garden Arena com um medley de sucessos que fez com que todos cantassem junto, Mariah Carey fez um discurso emocionado ao aceitar o Icon Award no Billboard Music Awards de 2019.

Na clássica moda de Mariah, a lenda da música limpou o suor do rosto após a apresentação e jogou o lenço no chão, enquanto aceitava o troféu de ouro das mãos de Jennifer Hudson, acenando para seus filhos gêmeos e desejando-lhes um feliz aniversário.

“Muito obrigada por este lindo prêmio, vai ficar fabuloso no meu apartamento em Nova York, tchau”, brincou Carey, fingindo ir embora. “Estou tão nervosa! Sério, obrigado Billboard por me deixar crescer nas paradas com você e por essa incrível honra. Ícone? Eu realmente não penso em mim dessa maneira”.

Carey disse que começou a fazer música por necessidade, como forma de sobreviver e se expressar. “Eu só queria criar algo para me sentir digna de existir”, disse ela. “E se eu aprendi alguma coisa, qualquer coisa nesta vida é que verdadeiramente todas as coisas são possíveis com Deus. Sem querer ficar fazendo drama, todos os altos e baixos da minha carreira, todos nós os vimos, todos nós cometer erros…tiverem alguns memes também”, disse ela rindoenquanto Taylor Swift gritava: “Nós amamos você!” da multidão.

“Eu acho que sempre me senti como uma estranha, alguém que não pertence a lugar nenhum. E eu ainda me sinto como aquela criança interracial perdida que tinha muita coragem para acreditar que eu poderia ter sucesso em qualquer coisa neste mundo”. Carey disse enquanto a plateia gritava e aplaudia. “Mas eu acreditei, porque eu tinha que fazer isso. A verdade é que eu dediquei minha vida à minha música. Que foi o que me salvou. E para os meus fãs, que são diferentes de qualquer outra entidade que eu já conheci. Eles me trouxeram de volta das profundezas do inferno com sua devoção e amor”.

Ela também agradeceu a todas as pessoas que estiveram com ela nesta jornada, através dos altos e baixos, através de suas lutas, e dedicou o prêmio a qualquer pessoa “que não se permite ser destruída e continua se levantando e mantendo os pés no chão, acreditando e dando a volta por cima. Eu celebro você esta noite. E para qualquer um que já me disse que a música que eu escrevi ajudou a salvar sua vida, eu te agradeço, porque você salvou a minha”.

Desde seu primeiro single em 1990, Carey liderou a Billboard Hot 100 em todos os anos da década de 1990, fazendo dela a única artista a liderar o ranking em todos os anos de qualquer década. Ela teve 18 hits em primeiro lugar no Hot 100, mais do que qualquer outro cantor solo. Além disso, seu total de 79 semanas dominando o Hot 100 é o máximo de qualquer artista. Seis de seus álbuns alcançaram o primeiro lugar na lista de álbuns da Billboard 200.

Ao aceitar o prêmio, Carey juntou-se a lendários artistas, incluindo Janet Jackson, Neil Diamond, Stevie Wonder, Prince, Jennifer Lopez, Celine Dion, Cher e muito mais.

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.