Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Em recente entrevista para Billboard, Johnta Austin, produtor e músico, falou como foi sua a experiência em trabalhar com a Mariah Carey no aclamado e lendário álbum ‘The Emancipation Of Mimi’.

“Eu estava trabalhando em outras coisas com Jermaine na época e ele me disse que me queria para a sessão do álbum de Mariah. Ela veio no estúdio e estava falando com todo mundo. Ela se vira para mim e diz: “Ei, eu sou Mariah, quem é você?” [Risos] Eu me apresento e ela pergunta: “Suponho que você seja parte do que estamos prestes a fazer?” Eu disse que seria todo dela! Então nos tornamos amigos rapidamente depois disso. Eu tinha um pouco de vinho no estúdio – um pinot grigio – que era um bom quebra-gelo. Ela me perguntou: “Posso ter um pouco disso?” Foi muito Mariah! Chegamos perto depois de alguns goles!

Eu acho que “Get Your Number” foi a primeira música que fizemos, e depois disso foi “Shake It Off”. “It’s Like That” foi a terceira. “It’s Like That” foi uma música divertida para gravar porque estávamos apenas sendo bobos. Estávamos sendo apenas sendo engraçados com trechos como ” “These chickens is ash and I’m lotion”. Mas Mariah disse: “Não,  nós iremos manter isso na música “. Ela e eu podemos entrar em nossas zonas onde Jermaine teria que nos parar, porque vamos colocar qualquer coisa em uma música! Jermaine falou: “Gente, eu não entendo essa linha de raciocínio”. Mas todos acabaram amando!

Depois disso, Mariah saiu e [o ex-diretor da Island Records] L.A. Reid veio para ouvi-los. Na época, ele estava pensando em fazer “Shake It Off” o primeiro single. Mas ele disse: “Vou mandar Mariah de volta para o estúdio porque eu sinto que vocês têm mais uma música para compor juntos”. E foi aí que inventamos “We Belong Together”. Jermaine e Mariah juntaram as cabeças para pegar aquele gancho, então eu entrei para fazer os versos com Mariah. Eu me lembro de L.A. me dizendo: “Mariah estava tão animada com essa música que ela me ligou quando voltou para Nova York. Ela só queria fazer sua demonstração disso. Essa é a música!” Ela ficou somente por trás de outro singledela em termos de sucesso, “One Sweet Day” (como a segunda música de maior permanencia em 1° lugar nas paradas da Billboard) – nós perdemos o recorde do Hot 100 por uma semana. Mas o desempenho  ainda era espetacular. E vocês [na Billboard] baitzaram a música  como a mais popular da década, então eu vou levar isso para sempre na minha vida! Jermaine e eu estávamos falando sobre isso alguns dias atrás. Restam apenas seis meses nesta década, então ainda seremos o número um – a menos que outra música seja anunciada.

Nós sabíamos que estávamos fazendo algo especial com este álbum. Toda a pressão para fazê-lo estava saindo do Glitter de 2001. Lembro-me de que minha gravadora na época achava que eu era louca por passar tanto tempo com Mariah, porque tive outra oportunidade de trabalhar com um grande artista. Eles perguntaram: “Você tem certeza de que quer trabalhar com Mariah?” Eu disse a ele: “Estou aqui no estúdio. Sinto a energia e sei o que está sendo feito aqui”. Com “We Belong Together”, acho que ninguém poderia prever esse tipo de sucesso. Mas sabíamos que estávamos fazendo uma ótima música para a MC. Minha mãe costumava colocar para tocar “Vision of Love” de seu primeiro álbum sem parar, então foi um momento especial para eu estar no estúdio com alguém que eu estava ouvindo desde que eu tinha 12 anos. Eu tive a chance de criar o que ainda é considerado um dos melhores trabalhos dela.

Fonte: Billboard

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.