Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Uma telemaratona organizada para instituições de caridade de Nova York e liderada por várias celebridades levantou US$ 115 milhões em promessas de doações na segunda-feira à noite.

O evento de uma hora foi realizado pela atriz, roteirista e produtora Tina Fey, que revelou o montante no final do programa com lágrimas nos olhos.

Todas as doações serão destinadas à associação Robin Hood, que colabora com mais de 250 organizações que combatem a fome e ajudam os mais necessitados a encontrar um emprego ou um lar.

Desde o início do confinamento devido à pandemia de coronavírus, 831.000 nova-iorquinos se registraram como desempregados, cerca de 10% da população total e 18% da população economicamente ativa.

Muitos nova-iorquinos desempregados estão passando de fome, especialmente as populações mais vulneráveis, e com as maiores taxas de mortalidade durante a pandemia: imigrantes hispânicos e afro-americanos de baixa renda.

O valor prometido poderá aumentar ainda mais após o final do programa, intitulado “Rise Up New York!”, que foi transmitido em vários canais nacionais e locais.

Durante a telemaratona, organizada em colaboração com o grupo de mídia iHeartRadio, vários artistas cantaram de suas casas, incluindo Mariah Carey, Bon Jovi, Sting e Billy Joel.

Enquanto Billy Joel cantava “Miami 2017 (Seen the lights go out on Broadway)”, lançada em 1976 e descrevendo a destruição apocalíptica de Nova York, o Empire State Building mudou as cores ao ritmo da música.

 

Fonte: Jornal do Correio

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.