Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Arquivo do autor

Mariah Carey, a artista feminina mais vendida de todos os tempos, vai tocar no palco principal durante o Grand Prix de Fórmula 1 no Azerbaijão. A superstar mundial vai levar os fãs da F1 a uma emocionante jornada musical passando por todos os seus hits.

Com base num catálogo de mais de 18 singles nº 1, Mariah vai cantar os seus maiores sucessos, incluindo os atemporais: “Hero“, “Fantasy“, “Always Be My Baby“, o sucesso global “We Belong Together” e muito, muito mais.

Mariah Carey é um ícone da música, uma lenda viva, um fenômeno pop, a artista feminina mais vendida de todos os tempos. Ela vendeu mais de 220 milhões de álbuns, e 17 dos seus 18 #1, foram escritos por ela, mais do que qualquer outro artista solo.

Com sua distinta faixa vocal de cinco oitavas e composições inspiradoras, Mariah marcou seu nome no pop. Ela foi reconhecida com vários prêmios Grammy, 21 American Music Awards, prêmio de “Artista da Década” da Billboard, World Music Award para “Melhor Artista Feminina do Milênio “, e um BMI como “Icon Award” por suas notáveis composições.

Ela atingiu o topo das paradas mundo a fora e tem tocado para arenas e estádios lotados ao redor do planeta. Sua combinação de talentos inspirou seus fãs e estabeleceu novos padrões de excelência na indústria da música.

O diretor executivo do BCC, Arif Rahimov, ficou emocionado ao confirmar o último e maior ato musical para tocar ao vivo no GP de Azerbaijão de Fórmula 1 de 2017: “Estamos incrivelmente orgulhosos de receber a estrela mais bem-sucedida da história da música para cantar no nosso Grande Prêmio de Fórmula 1. Ouvir-lhe realizar a sua gama incrível de hits aqui em Baku será um verdadeiro privilégio, e o perfeito final para o maior e melhor fim de semana de corrida de F1 da temporada. Estamos prontos para comemorar com o mundo inteiro, e estamos convidando a todos a vir se juntar a nós neste verão em Baku!”.

A segunda corrida sucessiva de Fórmula 1 a ser encenada nas ruas da capital do Azerbaijão está programada para o fim de semana entre os dias 23 e 25 de Junho de 2017. Todos os detentores de bilhetes terão livre acesso ao concerto. Fãs com bilhetes para todo os dias, além disso, serão capazes de desfrutar de um exclusivo Pit Lane Walk em 22 de junho. Os titulares desses bilhetes terão acesso aos pilotos e também, a uma série de atividades de entretenimento.

Fonte: AzerNews

No início deste mês, Mariah Carey encantou seus fãs ao anunciar que um novo álbum estava a caminho, e que seria lançado em algum momento de 2017. Os fãs devotos de Carey estão esperando desde 2014, quando Mariah lançou “Me. I Am Mariah … The Elusive Chanteuse”, um fracasso comercial, e felizmente, eles não terão que esperar muito mais tempo. Ao mesmo tempo em que anunciou o décimo quinto álbum de estúdio, a cantora também anunciou a formação de seu próprio selo, o Butterfly MC Records, que foi criado em parceria com a Epic Records, selo do qual Mariah é contratada.

Esta não é a primeira vez que Carey cria um selo, e na verdade, também não é a segunda. Butterfly MC é a terceira tentativa da cantora em lançar um selo de sucesso, e o mercado está aflito para saber quanto tempo este selo irá durar.

Crave Records

A primeira vez que Mariah se aventurou como proprietária de um selo musical, foi lançando a Crave Records, no ano de 1997. A esta altura ela já era uma superstar, e uma das artistas mais bem sucedidas do planeta. Em 1997, a cantora já tinha seis álbuns de extremo sucesso, e ela já havia alcançado 12 vezes o topo da Hot 100, tornando-se uma das maiores cantoras de todos os tempos. Lançar seu próprio selo era uma evolução natural do seu trabalho, mesmo que ela não usasse a empresa para lançar seu próprio material.

Infelizmente a Crave Records não durou muito. Carey não demorou a contratar vários artistas que estavam despontando (na época). Talvez o maior acerto da Crave Records tenha sido o grupo Allure, com sonoridade R&B. O grupo Allure foram os únicos artistas da Crave Records a entrar no TOP 40, embora dois outros nomes, 7 Mile e DJ Company, tenham conseguido entrar no Hot 100.

A Crave fechou as portas em 1998, apenas 1 ano após dar início ao projeto, o que é surpreendente, dado o valor que a dona do selo (Mariah) tinha, e o quanto ela poderia ainda investir em novos artistas.

MonarC Entertainment

Apenas alguns anos depois de fechar a Crave Records, Mariah decidiu ter novamente um selo, e em 2002 ela lançou a MonarC Entertainment. A empresa era de propriedade da Island Def Jam, onde a própria cantora era contratada. Desta vez Mariah decidiu que usaria o selo para lançar os próprios álbuns, 2 no total .

O primeiro álbum lançado, como um esforço conjunto entre a MonarC e a Island Def Jam, foi “Charmbracelet”. O título atingiu o terceiro lugar na Billboard 200, e só conseguiu colocar um single no Hot 100, que não conseguiu entrar no top 40.O segundo título lançado pela MonarC foi um álbum de remixes de alguns dos maiores sucessos da artista, intitulado simplesmente de “The Remixes”. A coletânea vendeu menos ainda que “Charmbracelet”, embora coletâneas de remixes fizessem sucesso na época.

A MonarC Entertainment foi colocada para escanteio após “The Remixes”, o que já dava sinais de que Carey não estava satisfeita com o resultado de sua empresa. O selo surgiu em meio de uma das maiores crises (pessoal e profissional) de Mariah, junto a isso, suas músicas não alcançaram o sucesso esperado. A cantora então abandonou a segunda tentativa de ter um selo próprio.

Butterfly MC Records

É muito cedo para dar algum prognóstico sobre a Butterfly MC Records, se durará 1 ou 2 anos. O anúncio de Mariah parece sugerir que a recém-formada empresa vai se concentrar em sua própria música, ao invés de gastar recursos assinando novos talentos. Mas mesmo Mariah Carey, hoje, não tem força para garantir o selo, uma vez que a cantora não consegue um hit há alguns bons anos. Embora seu histórico de sucessos seja enorme, o selo tem o dever de colocá-la no topo, um lugar ao qual já pertenceu.

Fonte: Forbes

Danielle Priano foi detida por tentar transportar 400 comprimidos de Adderall, Oxicodona e Xanax num voô em Nova York.

Danielle Priano foi presa no Aeroporto Internacional de Buffalo, em Nova York, em fevereiro. A hairstylist das celebridades – que trabalhou com Mariah Carey, Jennifer Lopez, Alessandra Ambrosio e Ashley Graham – estava carregando um saco cheio de drogas, de acordo com o TMZ. A polícia encontrou 400 pílulas de medicamentos prescritos como Adderall, Oxicodona e Xanax.

Havia também Suboxone, que é muitas vezes usada para tratar vício na heroína e morfina. Ela foi detida em 12 de fevereiro, de acordo com o site. A “guru dos cabelos” estava tentando embarcar num vôo.

A Polícia de Buffalo obteve um mandado de busca para verificar sua mochila e bolsa. Foi então que eles encontraram as pílulas. Ela foi “acusada de posse ilegal de substâncias controladas”. Danielle se declarou inocente das acusações, acrescenta o site.

Ela recentemente apareceu no reality show “Mariah’s World” como hairstylist de Carey. A cabeleireira trabalha para a empresa Wall Group, e tem um portfólio de clientes impressionante. Ela faz o cabelo de Sara Sampaio, Karolina Kurkova e Lucy Liu no tapete vermelho. A hairstylist já fez, ainda, produções para as capas da Vogue e Harper’s Bazaar.

Foi anunciado nesta manhã de segunda-feira, pela Epic Records, a parceria entre o selo MC Records, da Mariah, com a Sony Music. O representante da Epic Records ainda anunciou o lançamento de um álbum para esse ano.

O acordo parece colocar fim aos rumores de que o contrato entre Carey e Epic estava em perigo. A vencedora do Grammy por cinco vezes assinou com a Epic Records, de LA Reid, com quem trabalhou no “The Emancipation of Mimi”, em 2016.

Carey se lançou na Columbia Records, selo da Sony, em 1990, quando ela alcançou o primeiro de seus cinco sucessos consecutivos da Billboard Hot 100 (“Vision of Love“, “Love Takes Time“, “Someday”, “I Don’t Wanna Cry “e”Emotions“).

Reid disse: “Continuar trabalhando com Mariah Carey na Epic foi outro capítulo gratificante da minha carreira. Os talentos incomparáveis de Mariah como cantora, sua extensão vocal, são acompanhadas por seu brilhantismo como compositora, produtora e performer. Os registros gráficos de Mariah estabeleceram seu lugar duradouro na história da música, uma posição que é apreciada e apoiada por seus fãs em todo o mundo. Estou ansioso para aproveitar todo o sucesso de Mariah pelos próximos anos.”

Carey acrescentou: “Estou colocando meu coração e minha alma nas novas canções. Estou tão emocionada por este próximo capítulo, e continuar trabalhando com, e para, todos que eu amo.”

Fonte: Variety

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.