Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

HSN

A Bloomberg – agência de notícias do mercado financeiro, fez uma matéria sobre como Mariah Carey aumenta cada vez mais a sua fortuna. Confira abaixo:

Se você der uma olhada nos projetos recentes de Mariah Carey, você pode concluir que ela está desesperada por dinheiro. Em 2011, ela organizou um especial de três noites no Home Shopping Network, onde ela servia como modelo de jóias baratas, com tanto entusiasmo quanto Paula Abdul fez antes dela. Em 2013, ela seguiu os passos de Abdul novamente, tomando seu lugar no American Idol. No início deste ano, Carey anunciou uma residência em Las Vegas, onde ela vai competir por vendas de ingressos com Britney Spears e Penn & Teller. Em seguida, em 27 de abril, ela – que é famosa por seu alcance vocal de 5 oitavas, irá lançar uma nova música, que integrará o relançamento do seu álbum de greatest hits.

O álbum leva o nome de “#1 To Infinity”, ele apresenta canções que liderou a Billboard Hot 100, começando com sua balada de 1990, “Vision Of Love” e terminando com “Touch My Body”, que se manteve no topo por duas breves semanas no ano de – espera um pouco – 2008? Isso foi há sete anos. Carey lançou três álbuns desde então, mas todos eles fracassaram. E, no entanto, apesar de todos os indícios de uma carreira em declínio, a diva está prosperando. De acordo com a CNN, Carey, que está com 45 anos, tem uma conta bancária estimada em mais de US$ 520 milhões. Isso é mais do que Elton John e está pau a pau com Jay-Z.

Muito de seu sucesso atual, é claro, está na sombra do que ela produziu no início de sua carreira. Com 18 sucessos número 1 na parada da Billboard, ela detém o recorde para um artista solo. Em 2001, repleta de indicações ao Grammy e discos de platina, ela assinou um contrato de US$ 80 milhões, para cinco álbuns com a EMI. Na época, foi um dos maiores contratos com uma gravadora para uma cantora, perdendo apenas para Whitney Houston, que tinha um contrato de US$ 100 milhões com a Arista Records. “Ela é a última de uma raça em extinção”, diz Jeff Rabhan, executivo da Clive Davis Institute of Recorded Music. “Uma diva Pop para se colocar em um pedestal. Isso não acontece mais”.

Carey fez um trabalho memorável gravando sucessos como o “Heartbreaker” e “Always Be My Baby”, mas isso não é o que mantém sua fortuna. O fato é que ela escreveu suas próprias músicas. “Se você é apenas um artista, você fica fora das vendas de discos, mas como compositora ela é paga cada vez que sua música é tocada na rádio ou transmitidas online”, diz Clyde Rolston, um professor de música na Universidade Belmont de Nashville. “Isso faz uma enorme diferença no sucesso financeiro a longo prazo”. Com a nostalgia dos anos 90 a todo o vapor, a música de Carey é ouvida no Spotify duas vezes mais que as de Madonna.

Negociar créditos de composição é uma batalha para Katy Perry, Rihanna, e outras estrelas Pop jovens – mesmo que elas não tenham realmente escrito suas músicas. Mas Carey sempre foi astuta com seus contratos: Em 2001, quando ela tentou atuar no filme “Glitter”, foi bombardeada. O álbum da trilha sonora vendeu apenas 500 mil cópias. A EMI, sua gravadora na época, decidiu que pagaria para nunca trabalhar com ela novamente. Então ela negociou 28 milhões de Dólares pela quebra do contrato. O The New York Times fez as contas: Carey ganhou cerca de 25 Dólares por cada cópia do álbum “Glitter” que fosse vendida.

Depois disso, a cantora passou por alguns selos e lançou novos álbuns com resultados inconsistentes. Carey também não é realmente uma artista dos palcos. Ela consegue cantar, é claro, mas “você realmente não se lembra quando eles anunciaram uma nova turnê de Mariah Carey, não é?”, pergunta Bob Merlis, publicista musical de longa data na Warner Bros. “Ela não é uma artista que excursiona com seus shows” (Ela não sabe dançar.) De acordo com o site de dados de música Pollstar, as turnês de Carey arrecadaram cerca de 60 milhões Dólares desde 2000. Christina Aguilera arrecadou 92 milhões.

Então como é que Carey continua a ser uma estrela sem grandes concertos ou baladas românticas? Dizendo ‘sim’, basicamente. Poucos meses no American Idol rendeu a ela 18 milhões de Dólares. Seus perfumes arrecadaram mais de 150 milhões de Dólares em receita desde 2007. Ela ainda está vendendo sua linha na HSN, e ela também lançou uma nova bebida. A parceria mais rentável da Carey continua a ser a que ela tem com o Papai Noel – ela recebe uma turbilhão de royalties a cada Natal, quando “All I Want For Christmas Is You” toca até a gente enjoar.

Agora ela está indo para Vegas, o único lugar que ainda falta para ela ganhar seu dinheiro. A partir de maio, ela vai se apresentar em 18 shows no Caesars Palace, enquanto a dona da casa, Celine Dion, descansa. Se os shows forem bem sucedidos, Carey seria inteligente para torná-lo permanente: Dion ganha cerca de 2 milhões de Dólares em vendas de ingressos por noite. Se não der certo para Mariah, tudo bem, também. Até mesmo as suas falhas acabam lhe rendendo um monte de dinheiro.

MC_UOMF

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.