Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Jermaine Dupri

Desde a separação com o bilionário James Packer em outubro, a vencedora do Grammy, 46 anos, “vem colocando toda a sua dor em um novo álbum”, uma fonte de Carey revela na nova edição da US Weekly. “Ela quer que ele tenha as grandes baladas tristes que ela tanto é famosa por fazê-las.”

Mariah Carey em Toronto, Canada. Por: George Pimentel/WireImage

Mariah Carey em Toronto, Canada. Por: George Pimentel/WireImage

Para ajudá-la, Carey recrutou o produtor Jermaine Dupri, que co-produziu seu álbum de 2005, o estrondoso The Emancipation of Mimi. “Eles querem recriar essa vibração”, acrescenta a fonte. “Ela quer duplicar seu velho sucesso.”

Como relatamos anteriormente, Carey e Packer cortaram relações depois que eles entraram em uma briga durante as recentes férias na Grécia. Enquanto planejava o casamento a bordo de seu iate, Packer se transformou, de acordo com uma fonte próxima à mãe dos gêmeos Monroe e Moroccan, de 5 anos. “Era como Jekyll e Hyde”, acrescenta a fonte. “De repente ele está como, ‘eu não acho que eu posso fazer isso.'”

Por sua parte, Carey ainda está balançando sua enorme joia. De acordo com a lei da Califórnia, ela não precisa devolver o anel de noivado de 35 quilates que Packer lhe deu em janeiro.

“Se o detentor cancela o casamento, então ele tem de devolver o anel, porque o anel era um dom condicional – a condição de ser o detentor teve que casar com o doador”, Attorney Stacy D. Phillips explicou a nós. “Se o doador o quebrar, então o detentor pode manter o anel. Se decidirem juntos mutuamente para cancelar o casamento, em seguida, o destinatário tem de devolver o anel”.

Publicação: US Weekly por Jamie Blynn em 18/11/2016

A cantora americana abusa de fenda e decote em foto com Moroccan e Monroe.

Mariah Carey com os filhos, Moroccan e Monroe. Foto: Instagram.

Mariah Carey com os filhos, Moroccan e Monroe. Foto: Instagram.

Mariah Carey posou glamourosa com um vestido decotado e de generosa fenda em um ensaio ao lado dos filhos, os gêmeos Moroccan e Monroe.

Tempo em família“, escreveu a diva americana na foto ao lado das crianças que teve com o ex-marido, o cantor Nick Cannon.

A cantora americana, de 46 anos, que faz shows no Brasil em novembro, ainda compartilhou em seu Instagram uma foto ao lado do noivo, o bilionário australiano James Packer.

Mariah Carey com o noivo. Foto: Instagram.

Mariah Carey com o noivo. Foto: Instagram.


Publicação: QUEM em 26/09/2016

O produtor e amigo de longa data de Mariah Carey, Jermaine Dupri, esteve no programa de Wendy Williams e falou sobre o seu relacionamento com Mimi. Confira abaixo:

Wendy: Você e Mariah produziram coisas incríveis juntos. Você está gostando da residência de shows que ela está fazendo em Las Vegas?

Jermaine: Sim. Isso foi ideia minha. Eles só não aproveitaram quando eu sugeri isso. Bom, eu já fiz uma residência lá como DJ, por uns cinco anos.

Wendy: Eu não sabia disso!

Jermaine: Quando eu estava fazendo isso e as pessoas souberam que eu estava empresariando ela, vieram até mim e me mandavam todos os tipos de mensagem, então essa oferta apareceu.

Wendy: Você foi empresário dela por um período muito curto. Quando o Randy Jackson, do American Idol, apareceu nessa jogada empresariando ela?

Jermaine: Eu comecei a empresaria-la depois de Randy.

Wendy: E você alguma vez tentou ter um relacionamento amoroso com Mariah?

Jermaine: Não.

Wendy: Ok. Tudo bem. Você não precisa ser tão monossilábico comigo.

Jermaine: Não, não, não. Quero dizer. As pessoas acham que nesse meio essas coisas não podem acontecer. É o que acho. Ela é minha amiga de verdade. Por isso que resolvi separar as coisas e deixar de ser seu empresário. Eu a conheço há mais tempo do que qualquer marido que ela teve.

Jermaine começa a falar sobre Mariah no minuto 06:39. Confira o vídeo abaixo:

[youtube id=”K5ueXBlS6rc” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Mariah deu uma entrevista para o LA Times e falou sobre a residência em Las Vegas, novo single, novos projetos e o que aconteceu com o álbum “Me I Am Mariah…The Elusive Chanteuse”. Confira abaixo:
Mariah Carey disse que ela está feliz. Ela pergunta se isto soa como clichê, mas devido a montanha-russa emocional que ela sofreu nos últimos anos, achamos que não.
Todos nós vimos manchetes nos últimos anos. Sobre seu casamento com Nick cannon, pai dos filhos de Carey, os gêmeos Monroe e Moroccan, que acabou após seis anos. Um acidente no set de filmagens em 2013, que a deixou com o ombro deslocado e exigiu uma longa recuperação. Além de uma obrigação como jurada no American Idol, que é principalmente lembrado por uma briga com Nicki Minaj, que era sua amiga e acabou tornando-se sua rival.
E além disso tudo, o seu último álbum de estúdio, “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse” foi muito prejudicado por inumeros atrasos, e acabou com vendas fracas após o lançamento. Mas aqui está ela, alegremente tomando um copo de vinho e em clima festivo, como ela mesmo diz.
Na noite anterior a estreia da nova residência da estrela de 45 anos,
“Mariah #1 to Infinity”, que começou com o pé direito e teve ingressos esgotados no Colosseum dentro do Caesars Palace.“Fomos informados, sem equívocos, que se não foi o melhor, foi uma das melhores vendas de um show de abertura qeu Las Vegas já teve”, celebra a nova agente de Mariah Carey, Stella Bulochnikov, tomando um copo de vinho com a cantora.
O concerto, que é dirigido pelo produtor de longa data do Grammy, Ken Ehrlich, é uma grande amostra de uma verdadeira coletânea de sucesso de Carey, que cantará seus 18 singles em #1 em ordem cronológica. Até agora, foram apenas anunciados 18 shows, mas fontes nos disseram que os concertos poderão ir até o final do ano. Como é que ela comemorou isto?
“Eu dormi muito”, riu Carey. “Na noite passada, eu estava com alguns amigos, e nós assistimos  “OS Homens Preferem as Loiras”, e por alguns minutos estavamos vivendo no esplendor. E depois, fomos na banheira de hidromassagem. Esta é a Mimi depois do show!”.
Para Carey, a residência não é como apertar o botão de reset, é simplesmente olhar no passado, mantendo o olho vivo preso no presente.
Carey se reuniu com Antonio “L.A.” Reid, que supervisionou seu grande retorno em 2005, com o álbum  “The Emancipation of Mimi”. Seu primeiro lançamento na sua nova casa, a Epic Records, é uma compilação de hits, batizada de  “Mariah Carey #1 to Infinity”, que chega às lojas na semana que vem.
Bem distante da toda agitação turística da Strip de Las Vegas, atrás de vários portões de segurança, Carey estava desenvolvendo sua residência para o verão em Nevada. Ela disse que planejava sair mais tarde, pois ela estava vestida pronta para uma sessão de fotos – usando jeans preto apertadísso, com uma jaqueta e saltos altíssimos.
Com uma dezena de fotos na bancada de mármore entre a cozinha e um elegante bar, a maioria das fotos era de seus filhos, ao lado de fotos de Carey na praia com seus amigos. Em uma das fotos, ela está abraçada com seu amigo e colaborador de longa data, Brett Ratner, que estaria na cidade no dia seguinte para dirigir seu próximo vídeo, “Infinity”, em cima de cobertura luxuosa dentro do Caesars Palace.
O barulho de que as crianças de 4 anos de idade de Carey estavam no andar ecoou pela casa, assim como os membros do time de MC que estavam na sala ocupados mexendo em seus laptops e smartphones. Mais tarde, seus filhos foram jantar com Carey, eles estavam felizes batendo palmas e gritando  “Mamãe”. Roc, estava radiante com seus cabelos encaracolados, e Monroe, é tão elegante quanto sua mãe, e la estava usando um vestido das princesas da Disney.
Como foi para você saber que estava fazendo algo certo nesta parceria com Vegas?
Eu acho que foi porque o teatro, darling, porque o teatro estava disponível [risos]. Mas o que parecia ser o momento certo para mim foi porque estava fazendo a transição para uma nova gravadora. E eu tive os bebês, então, tenho que cuidar deles, e começar a gravar um álbum do zero, então isto seria ótimo para mim, mas tem uma casa onde estou trabalhando agora, e lá eles tem uma área especial de lazer. Eles  ditam o que vai acontecer na minha vida, então eu pensei que isto seria uma boa.
Quando você começou a montar o conceito para o show?
Talvez em fevereiro. Nós sentamos e começamos a conversar. Eu tinha algumas idéias e eles me apresentaram outras. Mas até ontem à noite estávamos fazendo algumas anotações.
Eu amei fazer a prévia do show, ou sei lá como posso chamar isto. Eu não sei, eu me senti mais confortável, porque para mim ele realmente foi um ensaio, embora eu sabia que haviam pessoas de verdade ali me assistindo.
Sempre foi este conceito, de fazer rigorosamente as músicas número 1?
Eu acho que qualquer residência em vegas devem ser priorizadas as canções #1, porque a maioria das pessoas vêm para te ver, mas a maioria delas não conhecem músicas aleatórias dos álbuns, somente os fãs conhecem. Se eu fosse fazer um show com as minhas músicas favoritas, algo que farei um dia para os meus fãs, seria realmente em um ambiente mais intimista.
Tem tantas músicas, que quando vou cantar, penso, peraí, esta é a minha favorita. Nós não cantaremos “Make It Happen”, “Can’t Let Go”“Obsessed” ou “Anytime You Need a Friend”,  todas estas canções fizeram muito sucesso, mas não foram número 1. Até mesmo “Shake It Off”  – que eu quis me matar por não ter sido número 1 – que eu sempre canto, não estará na minha setlist.
Fazendo estas músicas em ordem cronológica é bem interessante. As vezes tem algumas criancinhas na primeira fileira do show, que possam conhecer uma canção antiga e talvez não conhecer outra. Através do milagre da tecnologia, elas acabaram descobrindo elas.
Você encontrou algum desafio? Já que tinha uma estrutura pronta para construir o show.
Os desafios foram superar isto [a estrutura]. Foi um desafio eu dizer, ok eu tenho várias músicas dançantes, mid-tempos e baladas, etc, como é que vamos fazer isto? Ken queria misturar. Eu acho que ele não pensou que poderíamos ir em ordem cronológica. Eu acho que ele achou que as pessoas não se dão muito bem com isto. Mas eu disse, é desta maneira que vai acontecer. Foi desta forma que aconteceu na minha vida, esta foi a minha trilha sonora, e eu senti que assim pudéssemos fazer funcionar, usando interlúdios para ligar os pontos musicalmente.
Ele não era fã de certas canções, “Don’t Forget About Us” não era uma de suas favoritas e “Thank God I Found You” também não. Nós temos mais histórias com canções como “I Don’t Wanna Cry” e “Vision Of Love”. Minha primeira apresentação no Grammy foi uma produção do Ken Ehrlich. Ele é uma lenda, Mas nós ainda vamos bater de frente. Mas ainda vamos continuar quebrando a cabeça. E uma coisa é verdade, ele só quer o melhor para o show. Todas as noites vamos fazer as coisas de forma diferente, o que é uma mudança agradável vindo de algo rigidamente programado.
O novo single, “Infinity” encerra o show – isso é uma percepção de uma nova direção?
Eu tinha acabado de escrever a canção na noite anterior da nossa reunião. Foi um delimitador perfeito e funciona perfeitamente com “Vision Of Love”. É interessante para mim.
“Infinity” me faz lembrar de uma combinação de “Touch My Body”, “Obsessed”, “We Belong Together” e “Vision Of Love”. Escrevi com Eric Hudson. Ele é um grande e jovem produtor. Na verdade, seus pais escreveram “Holiday” para Madonna. Ele é super talentoso. Quando ele estava criando a faixa, todas os instumentos de corda estavam ao vivo. Eu achei que a gente deveria dar aos fãs um pouco de drama e depois terminar com [começa a cantar] “Ooh ahh”, porque é como se fosse um cântico. Eu queria que eles cantassem junto, duas vezes, porque isso é divertido para mim.
Esses momentos são divertidos. É como uma explosão de energia que você sente quando esteve segurando algo por tanto tempo e você não é capaz de liberar essa energia através da música.
MC2
Você vai se manter fiel com o conceito do show?
Se eu notar rostos familiares de gente [que viaja] para ver os shows, eu vou ver se consigo cantar uma canção favorita dos fãs. Mas eu preciso manter o show do jeito que ele é, e então talvez nós vamos ter um espaço onde eu consiga encaixar tal coisa na noite.
Como está sendo esse momento para você? Nova gravadora, uma série de mudanças acontecendo em sua vida.
 
Bem L. A. Reid é tudo. Eu me senti muito abandonada por ele. Eu estava perdida. Eu realmente não gosto de estar em um lugar sem uma família. Você tem que ter pessoas que realmente se preocupam com você como artista, isso é, em primeiro lugar, e como pessoa também. Isso é o que você consegue com ele. Era como se eu tivesse me debatendo, fazendo um trabalho de que eu ainda sou realmente orgulhosa.
Os fãs adoraram os dois últimos projetos, mas eles não deram tão certo, da forma que você estava acostumada.
Você não pode ter êxito sem a gravadora. A gravadora tem de estar atrás de você em todos os níveis e se essa ajuda não for da melhor qualidade, isso simplesmente não vai acontecer. Especialmente para um artista que requer…para me mover daqui pra la é muito complicado, você sabe o que quero dizer? Isso requer um plano e coisa e tal. Eu não tive uma gestão adequada, ou qualquer dessas coisas. Eu tinha um grande contrato, mas ninguém estava implementando essas coisas.
E a gravadora já não era mais onde eu pertencia, infelizmente. É como se você colocasse sua vida em algo, aí você vai lá e coloca isso nas mãos de outra pessoa e já não pode fazer nada. É perturbador.
Você certamente não fica imune às críticas. Como você lida com isso? Manchetes ou rumores ou qualquer coisa do tipo.
Internet ou Jornal?
Tem como separar? A maioria das pessoas parecem acreditar que eles são a mesma coisa agora.
Eu acho que tem. Se você clicar na versão online do seu jornal, então é a mesma coisa. Mas para o que costumava ser, você tinha que sair e comprar algo para ler em um dia, e o consolo era que eles eram lidos em um dia e no outro estavam embrulhando peixe. Eu aprendi isso quando eu era muito jovem, quando estava começando.
Mas eu não sabia que as pessoas estariam falando de mim da maneira que elas fazem. Honestamente, todo mundo fica falando. Algumas pessoas controlam a imprensa um pouco mais do que outras. Algumas pessoas alimentam a imprensa e fazem com ela o que quiserem. Eu não faço isso. Se algo [negativo] acontece, acontece. Se eu estou em uma fase ascendente, isso é ótimo. Se as pessoas estão afim de ir na minha vibe, isso é ótimo. Mesmo que eles me odeiam ou estão odiando algo em mim, não vai matar o meu espírito. Eu não vou permitir que isso aconteça. Eu já passei por um muitos altos e baixos e situações que poderiam ter sido evitadas. Eu só posso olhar para a frente.
A noite passada eu estava passeando pelo YouTube e acabei encontrando algumas velhas entrevistas do Larry King e outras coisas e eu disse, ‘Uau, eles eram tão fascinados por isso naquela época’. Mas quem se importa? Eu não sei, eu acho que algumas pessoas se importam. Eu deveria ficar lisonjeada. Eu vou tomar isso como um elogio. Patti LaBelle me disse para tomar isso como um elogio, então eu vou fazer isso.
Algum plano para voltar ao estúdio em breve?
Sim, nós temos. LA Reid e eu vamos mergulhar de cabeça e trabalhar duro e pensar sobre a melhor jogada para o próximo álbum. E vamos ver. Mas a última coisa que eu vou fazer é falar sobre minhas ideias. Eu literalmente fui roubada. Eu tinha uma idéia de algo e alguém fez exatamente a mesma coisa, e aquilo foi meio chato.
Agora eu quero saber.
Eu não posso te dizer porque é um escândalo e tanto. A pessoa literalmente pegou o conceito inteiro, e o título, e os visuais. Eu simplesmente não podia acreditar. Mas tudo bem, não era para ser, obviamente. Ou talvez esteja destinado de novo sob uma nova manchete.
E fora da música, vai fazer algo no cinema ou televisão?
Eu vou. Há algumas outras coisas no meu horizonte. Lee Daniels me prometeu várias funções em breve e [cantando] “I will hunt him down” se ele não cumprir.
Talvez nós vamos vê-la em “Empire”?
Eu queria lhes dar uma canção. Eu pensei que uma destas canções poderiam ser realmente boas para a Cookie ou Luscious. Eu tenho uma música que escrevi com Big Jim [Wright] e Jermaine [Dupri] e eu acho que poderia ser realmente certa para a série. Mas Lee quer que eu interprete uma personagem, é o que ele diz. Mas vamos ver o que ele vai fazer com a próxima temporada.
Algumas outras coisas que você esteja animada em fazer?
Este é apenas o começo. O show nunca vai ser o mesmo. Portanto isso também não. Filmes, projetos que eu estou desenvolvendo, há alguns projetos de TV e conceitos diferentes. O Natal é sempre o mais divertido. Eu começo a pensar no Natal antes do verão. Eu fiz os shows no Beacon Theater. E vou fazer isso de novo este ano. E eu tenho algumas outras surpresas que vou anunciar mais tarde.
Se você tivesse que definir esse momento de sua vida em uma palavra...
Felicidade. Sim. É muito difícil chegar aqui. Há outros aspectos nisso. É a primeira coisa que me veio à cabeça. Isso é muito brega?
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.