Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Jornais

Mariah Carey não começou o ano passado muito bem após passar por problemas técnicos em sua apresentação de ano novo na Times Square em Nova York na virada de 2016 para 2017. Ela foi muito criticada por pessoas do mundo todo, tendo sua credibilidade abalada e sua imagem bem manchada por comentários negativos e opiniões tendenciosas dentro e fora da mídia (como se ela fosse a culpada). O que o mundo esqueceu foi da grande artista que Mariah Carey sempre foi, principalmente, da incrível arte de se reerguer que ela sempre mostrou ter. Uma artista que venceu preconceitos, a pobreza e a indústria musical, tornou-se a maior artista feminina de todos os tempos pelo seu alcance e potencial vocal, pelos seus hits e por suas incríveis vendas de singles e álbuns em todo o planeta, não seria morta por uma apresentação com sinais de boicote. Infelizmente o mundo é muito cruel, ainda mais com artistas de longa data como Mariah Carey, Céline Dion e Madonna que não são tão bem queridas pelas rádios como antes. Mimi se viu diante de uma nova missão: provar que canta ao vivo. Mas por que ela ainda teria que provar isto sendo que tantos artistas usam bases pré-gravadas ou só dublam, mas não perdem a credibilidade? Por que ela faz parte da trindade vocal ao lado de Whitney Houston e Céline Dion? Por que ela é uma das maiores influenciadoras do R&B? Por que ela sempre esteve no topo das paradas? NÃO! Ela sempre teve que provar que canta, pois ela influenciou uma geração a cantar desde seu primeiro singleVision of Love‘, bem como sempre foi conhecida pela sua voz versátil, potente e angelical. Claro que nada justifica as críticas duras que ela recebeu, mas Mimi é uma artista ativa e forte, ainda faz música e quer voltar ao mercado com um álbum novo que, de acordo com a Forbes, é um dos mais aguardados deste ano, então como lançar algo com a imagem ruim por menos culpa que ela tenha? Ela voltou à luta.

Em janeiro de 2017 depois de um show privado em Londres, Mimi preparou-se para lançar uma nova música. Mariah lançou um buzz single com o rapper YG (I Don’t) ao final do Mariah’s World exibido pelo canal E! e lançou uma versão remixada da faixa com a rapper Remy Ma. Infelizmente não houve uma promoção que levasse a música a um nível alto de performance na parada americana, mas a música chegou ao #89 da Billboard Hot 100 nos EUA. Ela fez uma performance com o rapper na TV americana depois de cantar ‘Vision of Love‘ e a versão sozinha da música em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde também cantou a regravação de ‘One More Try como homenagem a George Michael pela primeira vez (a música faz parte da lista de faixas do álbum Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse de 2014). Antes de retornar a Vegas, MC realizou um show em Baku, no Azerbaijão após o Grande Prêmio de F1.

Logo ela retornou a Las Vegas para a sua última temporada de shows com a residência Mariah #1 to Infinity no The Colosseum no Caesars Palace. Em seguida embarcou com Lionel Richie em uma turnê realizada em arenas, a All The Hits Tour, apresentando-se antes de Mr. Richie (Mimi o chama desta forma com muito respeito e carinho), passando por 22 cidades sendo 19 nos EUA e 3 no Canadá.

Em meados da turnê, Mimi teve suas colaborações com French Montana lançadas em duas versões, sendo uma acústica, presenteando aos lambs com mais uma música e dando a Montana reforço comercial ao single original ‘Unforgettable‘ que chegou ao top 5 na Hot 100.

Na sequência, Mariah apresentou-se em Mashantucket, EUA e anunciou sua primeira turnê natalina, a All I Want For Chritsmas Is You Worldwide Tour que chegou a 11 apresentações, sendo 3 no Beacon Theatre em Nova York, EUA, 1 em Paris na França, 2 no Reino Unido, sendo um em Manchester e um em Londres, além de 5 datas no Caesars Palace em Las Vegas, EUA.

Logo após o anúncio, foi divulgada a assinatura de Carey com a Roc Nation (empresa de Jay-Z) como sua nova agência de carreira, o fim da gestão de Stella Bulochnikov e dois anos de residência com shows mais intimistas no The Venetian Las Vegas, um casino premiado pela Forbes Travel Guide em 2016. Mariah ainda apresentou-se na festa de comemoração dos 30 anos da AHF em Los Angels, EUA, uma das entidades mais respeitadas do mundo.

Até então, muitos feitos para quem foi “dada” como acabada e de carreira enterrada, mas estamos falando de Mariah Carey, uma verdadeira heroína que canta sua verdade até mesmo no natal, sua época preferida. A rainha do natal (ela não gosta do título, mas os fãs amam) voltou às paradas mundiais com seu super hit natalino chegando ao #1 no Spotify dos EUA, Reino Unido e Global, #3 na iTunes Mundial e registrando novas posições na iTunes americana, chegando ao #7 (chegou ao #11 em 2017) e #9 na Billboard Hot 100 dos EUA (seu pico era #11). 23 anos depois, ‘All I Want For Christmas Is You‘ não bastava ser o mais novo top 10 de Mimi (o último foi Obsessed que chegou ao #7 em 2009) nos EUA, voltou ao #2 na parada de singles britânica (o pico do single à época de seu lançamento em 1994) e fechou a véspera de natal com mais de 8 milhões de execuções pelo Spotify no mundo todo.

Mariah ainda lançou mais músicas como ‘The Star‘, tema da animação The Star (A Estrela de Belém – título do filme animado no Brasil) que é uma das nomeações ao Globo de Ouro de melhor canção original e ainda incluiu ‘Lil Snowman‘ como uma das faixas da trilha da animação ‘Mariah Carey: All I Want For Christmas Is You“, lançada em DVD e Blu-Ray, animação que rendeu à Mariah Carey o prêmio de reconhecimento “Angel for Animals” da PETA por promover a adoção de animais e destacar a responsabilidade de cuidar de um cachorro.

Então veio a grande notícia: Mariah Carey voltaria à Times Square para se apresentar na virada de 2017 para 2018!

Ela voltou, mas voltou dignamente maravilhosa e radiante. Com o tempo frio (-12° C) e com o mundo inteiro de olho em sua performance (alguns esperando um novo desastre), na dúvida de seu potencial, de sua voz, de sua capacidade de cantar ao vivo, Mimi foi anunciada por Ryan Seacrest 15 minutos antes de 2017 terminar como a atração principal do programa 2018 Dick Clark’s New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest pela ABC. Ela brilhou e muito. Mariah Carey fez acontecer, fechou o seu ano cheio de vitórias e conquistas com uma performance linda de dois grandes hits mundiais: Vision of Love, conhecida e reconhecida com uma das músicas com mais melismas de todos os tempos e Hero, o tema de Carey no mundo todo. Uma paradinha em Vision of Love como um sinal de deboche fez muita gente pensar que ela iria falhar de novo, mas tudo foi muito bem cuidado e ensaiado para que ela executasse bem o seu primeiro single apesar do frio (que pode ter congelado um pouquinho a diva) e na sequência confortasse o mundo com carinho e amor ao som de Hero que é a assinatura de Mariah Carey onde ela vai (um show da Mariah Carey sem Hero não é um show da Mariah Carey).

Mariah foi notícia no mundo todo mais uma vez, mas de forma justa, sendo reconhecida e aclamada, inclusive pela Billboard que a intitulou “Queen“! De fato ela é mesmo a rainha de todos nós, lambs ou não, ela é Mariah, a cantora indescritível que sabe voltar ao topo e emocionar corações com sua voz. Muitos ainda continuarão maldizendo seu nome, desmerecendo seus feitos, sua voz, sua música, mas os fatos estão aí, os recordes provam sua relevância, os charts e os prêmios dizem quem é Mariah Carey, então deixem a rainha fazer o que ela sabe fazer: reinar!

BALANÇO TOTAL:

-> 48 shows (incluindo as performances de ano novo e no Jimmy Kimmel)
-> 6 músicas novas (incluindo o remix de I Don’t e as duas versões de Unforgettable)
-> 3 temporadas de shows, sendo 2 turnês (33 shows) e 1 residência (6 shows)
-> 2 prêmios recebidos
-> 2 animações natalinas

-> 1 indicação ao Globo de Ouro
-> 1 música no top 10 dos EUA e do Reino Unido

Desejamos a todos um incrível 2018 com muitas realizações e conquistas.
Siga-nos pelo Facebook (@mariahnowbr), Twitter (@mariahnow) e Instagram (@mariahnow) e fique por dentro de tudo.

Mariah Now Team

International Business Times publicou uma matéria mostrando o apoio que os fãs de Mariah Carey têm dado à cantora após as últimas acusações feitas por ex-funcionários.

Mariah Carey ainda não respondeu pessoalmente as acusações de que ela tentou assediar sexualmente seu ex-guarda-costas e que ela havia chamado sua equipe de segurança de supremacistas brancos, entre outros rótulos racistas. No entanto, seus fãs, chamados de Lambs, não podiam deixar de defender a diva do pop das histórias que parecem prejudicar sua reputação.

Logo após as notícias terem sido publicadas, o ex guarda-costas de Carey, Michael Anello, a acusou de persegui-lo sexualmente, chamando ele e seus colegas de termos racistas e não lhes pagando o que ela deve. Os Lambs não perderam tempo para deixar comentários sobre o último post do Instagram da cantora de “Emotions” para apontar as inconsistências nas alegações.

Primeiro, sobre a questão de que Carey tinha assediado sexualmente Anello, os fãs da cantora apontaram que não havia acontecido qualquer tipo de assédio sexual. “Ela chamou seu guarda-costas para pegar sua bagagem, e quando ele entrou, ela estava usando um robe. Ela estava em sua própria casa vestindo roupas mais confortáveis. Como ela o perseguiu sexualmente?” disse um fã.

Sobre a questão de que a cantora usou termos racistas para se referir a seus guarda-costas, um fã disse que Carey não é do tipo que usa palavras racistas porque ela mesma é birracial, nascida de uma relação entre uma mulher branca e um homem negro. Além disso, o fã notou que Carey se casou com um homem branco e um homem negro e seu namorado atual é asiático. Outro Lamb apontou que o perfil de namorado de Carey dizque ela não é racista porque namorou vários tipos de caras: italianos, brancos, hispânicos, negros e asiáticos.

Alguns chegaram a acusar a ex-empresária da Carey, Stella Bulochnikov, como se ela tivesse criado as falsas acusações. “Nós a amamos Mariah. Sabemos que todas essas acusações não são reais e a cobra da Stella os inventou”, disse um fã. Muitos outros simplesmente expressaram seu apoio para Carey em meio às acusações. “Nós somos corajosos. Nós ficaremos ao seu lado para sempre. Você é forte, somos fortes”, comentou.

Na quarta-feira, o TMZ fez uma matéria sobre os detalhes chocantes declarados em um rascunho de um processo que Anello está preparando contra Carey. Anello – chefe da Anello Security and Consulting, com sede em L.A. – afirma que a cantora tem uma fatura de 220 mil Dólares não paga pelos serviços que eles realizaram para ela. Além disso, ele disse que há 511 mil Dólares adicionais para os dois anos restantes do contrato que eles assinaram.

Além da questão monetária, Anello mencionou casos em que sentiu que Carey estava sendo inapropriada. Por exemplo, ele disse que Carey se referia a ele como nazista e que a cantora tinha rotulado ele e seus colegas como skinheads, membros da KKK (Ku Klux Klan) e supremacistas brancos. Ele mesmo insistiu que Carey realmente quer “estar cercada de gente negra, não de pessoas brancas”.

Outra queixa destacada no rascunho de Anello insinua que Carey o perseguiu sexualmente. De acordo com o guarda-costas, Carey fez algo inapropriado com ele quando estavam em Cabo San Lucas. Ele afirmou que Carey pediu-lhe para retirar alguma bagagem, mas quando ele entrou em seu quarto, ela estava com um robe provocativo que estava aberto. Ele disse que queria sair, mas Carey insistiu que ele retirasse a bagagem primeiro. Ele então revelou que nenhum contato físico aconteceu entre ele e Carey antes de sair do quarto.

Os representantes da cantora de “Touch My Body” desde então confirmaram que eles estavam dispostos a pagar o que é devido. No entanto, eles não abordaram o assédio sexual e as alegações racistas, de acordo com o Page Six.

Mariah Carey fez uma cirurgia de perda de peso depois que a superstar se tornou consciente de suas curvas por causa de comentários feitos em suas redes sociais, segundo fontes.

O Page Six descobriu que a diva sofreu uma Gastrectomia Vertical (uma espécie de cirurgia bariátrica, só que bem menos invasiva) no mês passado, realizada por um cirurgião em Beverly Hills, Califórnia, depois que seu peso aumentou rapidamente.

O procedimento envolve a remoção de parte do estômago para que o paciente se sinta mais cheio rapidamente. Isso pode ser feito através de uma pequena incisão, o que significa que o tempo de recuperação é rápido e a cicatriz que fica é mínima.

Uma fonte nos contou sobre Carey: “Mariah sempre se orgulhou de suas curvas, mas neste verão, quando a residência do Caesars Palace chegou ao fim e depois ela saiu em turnê com Lionel Richie, ela notou que estava mais difícil dançar, e ela estava recebendo muitas críticas de pessoas que gostam de debochar do corpo dos outros”.

A fonte acrescentou que Mariah recebeu convites para coquetéis e jantares com seu namorado Bryan Tanaka, e continuou: “Mariah sofreu o procedimento há cerca de um mês, e  já está vendo alguns bons resultados, e ela se sente muito melhor”.

A representante dela Nicole Perna não quis fazer comentários a respeito.

Mariah já perdeu cerca de 31 kg após o nascimento de seus gêmeos em 2011.

Ela explicou que o fez com uma dieta rigorosa e um plano de exercícios, mas acrescentou: “Nunca me pesava. As pessoas vão pensar que sou mentirosa, mas é verdade. . .eu sou uma mulher com grandes ossos, eu sou alta, e então eu sempre vou pesar mais”.

Em vez de pisar na balança, ela disse: “Eu pensava assim, ‘Este vestido fica bem em mim como ficava há três anos?…eu ia ver como ficava no meu corpo, como eu me sentia”.

No sábado, revelamos que Carey não está mais trabalhando com a empresária Stella Bulochnikov.

Elas confirmaram em uma declaração conjunta: “Depois de trabalhar juntas por quase três anos, Mariah Carey e Stella Bulochnikov determinaram que é de interesse mútuo se separar no gerenciamento diário”, acrescentando que elas permanecerão parceiras em uma série de próximos projetos de música e cinema.

O ex-dançarino Bryan Tanaka assumiu o cargo de empresário.

O bilionário James Packer, ex-noivo de Mariah Carey, deu uma entrevista pata o jornal australiano The Australian, e falou a respeito da cantora e como está dando a volta por cima depois de alguns anos turbulentos nos negócios e na família. Confira abaixo os trechos onde ele fala sobre a Mariah.

Ele se refugiou aqui contra a turbulência dos últimos anos, que o empurrou até o abismo. “Dois anos atrás eu estava aterrorizado. Eu tinha 2,3 bilhões de Dólares de dívida na CPH [Consolidated Press Holdings, sua empresa privada], mais de 3 bilhões de Dólares de dívida na Crown, eu acabei de nomear Rob [Rankin como presidente], Macau estava caindo e  Gretel (sua irmã) estava batendo na minha porta. Então, um ano depois, eu tenho a China desmoronando, os negócios do cassino australiano estavam com falta de grana em grandes quantidades, e Mariah terminou comigo, aí eu pensei: ‘que merda!'”.

Packer foi apresentado a Mariah Carey por Brett Ratner, um dos amigos mais próximos de Carey e produtor de muitos de seus vídeos. Depois de um romance turbulento, ele e Carey estavam com planos de se casarem em Bora Bora, na Polinésia Francesa, no dia 1º de março do ano passado. Mas nunca aconteceu. Packer interrompeu o noivado em outubro. Carey teria mantido seu anel de noivado de 10 milhões de Dólares e teria solicitado uma indenização de  50 milhões de Dólares.

“A resposta é complicada”, diz Packer quando pergunto por que ele se envolveu com Carey. “Eu estava em um ponto baixo na minha vida pessoal. Documentar as negociações com minha irmã estava levando mais do que o esperado. Brett Ratner nos colocou juntos. Ela era gentil, vibrante e divertida. Mariah é uma mulher intensa. Ela é muito brilhante. Mas foi um erro para ela e um erro para mim”.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.