Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Merry Christmas

Que soem os sinos porque a Rainha do Natal está entre nós e se juntou à Cosmopolitan para um episódio da nossa série  Expensive Taste Test . Você sabe como funciona (pelo menos eu espero que você saiba), uma celebridade participa de um jogo onde apresentamos dois itens e eles precisam adivinhar qual produto vale mais do que o outro. Provavelmente não é chocante para você quando digo que Mariah Carey nos surpreendeu com seu sexto sentido. E ela poderia ter meio que mudado completamente o jogo e feito do seu próprio jeito?

Na primeira rodada, demos a Mimi dois tipos de meias de festivas (daquelas que penduramos para esperar o presente do Papai Noel) – uma muito barata e outra nem tanto. Primeiramente, ela não gostou de nenhuma das duas, mas ela nos informou que nunca escolheria uma meia com base no preço! Ela tem um gosto clássico pela decoração atemporal, como todos nós, plebeus. Ela acabou entendendo o argumento porque escolheu a mais cara, mas escolheu apenas com base no que mais gostava , portanto, mudou o jogo para: O que Mariah Carey faz e não gosta.

Em seguida , chegamos aos gorros de Papai Noel! Ela também não curtiu nenhum dos dois e teve dificuldade para escolher qual ela mais gostava, mas não conseguiu sequer chegar a uma conclusão sólida, porque eles não estavam à altura. Nós podemos confirmar que Mariah Carey prefere pisca-piscas de preço baixos e guirlandas mais caras.

Confira o vídeo abaixo:

Não é Natal até Mariah dizer isso, e a temporada festiva já começou oficialmente, com o lançamento de uma versão deluxe de seu clássico álbum de Natal.

Originalmente lançado em 1994, o Merry Christmas agora vem com músicas inéditas e material bônus, incluindo músicas gravadas nos shows ao vivo de Mariah da Cathedral of St John the Divine, em Nova York, há 25 anos.

Há também uma nova visão sobre Sugar Plum Fairy; A estrela, do filme festivo de mesmo nome; muitos remixes; uma colaboração com John Legend, When Christmas Comes; e muito mais. Isso é muito presente para desembrulhar!

Mariah começou o Natal de maneira discreta nas redes sociais esta manhã, com um telefonema do próprio Pai Natal. Até o Papai Noel sabe que Mariah é a verdadeira rainha do Natal.

 

Mas isso não é tudo: Mariah também está comemorando 25 anos de sua assinatura festiva “All I Want For Christmas Is You”. A faixa será reeditada em novos formatos físicos colecionáveis: CD, vinil de 7″e 12″ e uma fita k7 verde especial, que inclui decorações de Natal para ajudá-lo na decoração de sua casa. Há também uma nova versão do vídeo, com imagens inéditas.

Após o lançamento original, o Merry Christmas atingiu o número 32 e é um dos álbuns de Natal mais vendidos do século, acumulando 320.000 vendas combinadas. “All I Want For Christmas Is You”, foi barrado de ser número 1 do Natal de 1994 pela balada “Stay Another Day”, do East 17, no Reino Unido. Desde que o download de músicas antigas começou a contar para o gráfico em 2007, “All I Want For Christmas Is You” retorna ao Top 40 todos os anos e foi Top 10 quatro vezes. Em 2017 e 2018, alcançou o pico original e foi o número 2 do Natal.

“All I Want For Christmas Is You” é uma das músicas mais vendidas de todos os tempos no Reino Unido e agora está em 2,21 milhões de vendas combinadas, incluindo mais de 100 milhões de streamings.

A versão deluxe do Merry Christmas já está disponível para compra e streaming – os formatos físicos de “All I Want For Christmas Is You” serão lançados em 20 de dezembro.

Por Olive Pometsey

Chegou a época do Natal e, para ficar com vontade, você decide assistir Simplesmente Amor (Richard Curtis, 2003). Você conseguiu passar pelos encontros sexuais desajeitados e Alan Rickman quebrou o coração de Emma Thompson e, finalmente, é a vez do filho de Liam Neeson ser (momentaneamente) desprezado pelo “amor de [sua] vida”. Enquanto ele está no palco prestes a tocar bateria na banda de sua escola, um holofote cai sobre sua paixão que olha para a multidão e começa a cantar: “Are you hanging up a stocking on your wall?”. Não há assobios e sinos, não há execuções vocais impressionantes ou notas agudas, é apenas uma performance padrão de um clássico de Natal. Quando a música termina, um ponto especial e um sorriso não são jogados em sua direção a partir do objeto de sua afeição, apenas termina. Eu não estou dizendo que essa cena em Love Actually teria sido ruim se Richard Curtis tivesse decidido usar ‘Merry Xmas Everybody’ de Slade em vez de “All I Want For Christmas is You” de Mariah Carey, só que teria sido muito, muito pior.

Para quem nasceu depois de 1994, imaginar um mundo sem “All I Want For Christmas Is You” é uma tarefa quase impossível – até porque sua ausência poderia arruinar um dos melhores filmes festivos feitos desde o seu lançamento. A música de Mariah Carey volta às paradas todo mês de dezembro desde que ela nos presenteou com esse clássico, 24 anos atrás, um feito que rendeu à cantora mais de US$ 60 milhões em royalties a partir de 2017. E enquanto ela se recusa a aceitar o título humildemente, acho que a maioria das pessoas pode concordar que ela é, de fato, a Rainha do Natal.

Como você já sabe se está familiarizado com a ampla gama de gifs festivos de Internet da Carey, essencial para qualquer bate-papo em grupo nesta época do ano, o reinado de Mariah durante o período do Natal não é por acaso. Ela tem ama o Natal desde que ela era pequena, e assim seu sucesso natalino talvez fosse simplesmente o seu destino. “Eu sou a pessoa mais festiva sob o sol”, ela confessou em uma entrevista em 1994. “No dia seguinte ao Dia de Ação de Graças, estou comprando a árvore, arrumando enfeites e fazendo compras de Natal e tudo mais”. A palavra ‘festiva’ também é uma de suas favoritas, evidenciadas por compilações do YouTube que ela usa para descrever qualquer coisa, desde sua música à seus sapatos.

Lançado no ano seguinte de seu terceiro álbum de estúdio que mais vendeu, Music Box (1993), que incluiu os singles “Dreamlover” e “Hero”, “All I Want for Christmas is You” e seu álbum Merry Christmas (1994) vieram em um momento quando o sucesso de Mariah acontecia como uma bola de neve. Gravar um álbum de Natal não era um próximo passo óbvio para a jovem estrela, até então em seu auge. Normalmente, isso é típico de artistas mais antigos tentando reacender a chama de sua carreira. Havia preocupações de que o álbum de Carey a posicionaria junto com esses artistas, fazendo-a parecer frustrada muito antes do que o esperado. Assim, o lançamento do álbum teve que ser bem despretencioso. “Não havia ninguém que fizesse novas e grandes canções natalinas. Então íamos lançá-lo todos os dias: ‘Ei, você sabe, estamos lançando um álbum de Natal. Não é grande coisa’ “, explicou Walter Afanasieff, parceiro de composição da Carey na época.

Só que o “não é grande coisa” rapidamente se transformou em Mariah enchendo sua casa inteira e estúdio de gravação com decorações de Natal no meio do verão de 1994 para ajudar no processo de composição. Em um ponto, foi até sugerido que neve de verdade deveria ser trazida para o seu estúdio, mas alguém sensato conseguiu vetar essa ideia. Alguns meses escrevendo, gravando e reescrevendo, mais tarde, em 1º de novembro, “All I Want for Christmas” foi lançado no mundo com um videoclipe caseiro dela e de seu então marido, Tommy Mottola, de férias na neve, um ano antes, bem como um vídeo estilo vintage dos anos sessenta que prestou homenagem ao The Ronettes. Ainda assim, lançar um novo clássico no cânone festivo não foi vendido como a ambição principal de Mariah, pois sua equipe continuava insegura de seu potencial comercial. Lançada ao mesmo tempo que Merry Christmas, ela insistiu que “quando se tratava do álbum, tínhamos que ter um bom equilíbrio entre os hinos cristãos padrão e canções divertidas. Foi definitivamente uma prioridade para mim escrever pelo menos algumas músicas novas, mas na maior parte, as pessoas realmente querem ouvir os clássicos na época do Natal, não importa quão boa seja uma nova música”. Carey não estava tentando reinventar a temporada de festas, ela estava simplesmente oferecendo a ela a nova oportunidade.

Mas alguns acidentes felizes acontecem e, por mais cínico que você seja, ninguém poderia prever o sucesso que se seguiria. Ainda hoje, mais de duas décadas depois, a música está em um confortável 6º lugar no chart do Reino Unido, tendo feito seu retorno anual aos dez primeiros no fim de semana. Nos EUA, ela acaba de fazer história como a primeira artista a perder o primeiro lugar para si mesma na parada de álbuns de R&B da Billboard, Merry Christmas substituiu o recém lançado álbum Caution. Com uma faixa de apoio composta inteiramente em um computador, sinos de abertura e tudo, a voz de Mariah aparentemente ressoa com todos nós, enquanto ela insere um tema atemporal no período de festas.

Para quem não se contenta apenas com a versão clássica da música, agora há versões “Extra Festive” e “SuperFestive!” (Com um autotune de Justin Bieber). Insuficiente? Por que não assistir ao filme de animação do ano passado baseado na música também e, em seguida, terminar com uma viagem para vê-la performar músicas de seus dois álbuns de Natal em sua turnê festiva anual, que começou no Reino Unido na noite passada.

Enquanto isso, a música será trilha sonora nas lojas da Tesco e confraternizações de empresas pelos próximos 14 dias. Sim, existem outras músicas de Natal, mas, a julgar pela posição atual dos charts, provavelmente é a que mais ouviremos na próxima quinzena. Nesse ponto, imaginar um mundo sem a música de Mariah é como imaginar o Papai Noel pré-Coca-Cola. Não há sentido. Apenas parece errado. Um mundo sem “All I Want For Christmas is You” é um mundo em que não queremos viver.

A Billboard fez um artigo com as vendas atualizadas dos álbuns da Mariah Carey nos Estados Unidos. A lista consta as vendas dos álbuns a partir de 1991 (o álbum de estreia da Mariah foi lançado em 1990, antes da era SoundScan). Mariah Carey é a artista feminina de maior vendagem da era SoundScan, superando Celine Dion, Madonna e Whitney Houston.

*As vendas totais dos álbuns não estão inclusas os streams e as vendas dos clubes de música, que foram populares durante os anos 90, Music Box e Daydream por exemplo, venderam cerca de 3 milhões de cópias (cada um) nesses clubes de música.

Mariah Carey (vendas a partir de 1991): 4,9 milhões;
Emotions: 3,5 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
MTV Unplugged: 2,8 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
Music Box: 7,3 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
Merry Christmas: 5.6 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
Daydream: 7,7 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
Butterfly: 3,8 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
#1’s: 3,9 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);

Rainbow: 2,9 milhões (não contabilizando as vendas dos clubes de música);
Glitter: 661 mil (sem streams);
Greatest Hits: 1,23 milhões (sem streams);
Charmbracelet: 1,17 milhões (sem streams);
The Remixes: 289 mil (sem streams);
The Emancipation Of Mimi: 6,1 milhões (sem streams)
E=MC2: 1,3 milhões (sem streams);
The Ballads: 395 mil (sem streams);
Memoirs of an Imperfect Angel: 555 mil (sem streams);
Merry Christmas II You: 587 mil (sem streams);
Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse: 127 mil (sem streams);
1 To Infinity:  86 mil (sem streams).

Fonte: Billboard

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.