Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

MTV

Uma diva continua sendo uma diva se finge ser uma diva?

Fontes dão conta que nem todos da equipe de Mariah Carey estavam felizes quando a esquiva cantora assinou para estrelar o documentário Mariah’s World no canal E!. Alguns membros da equipe de Carey aparentemente, temiam que o programa pudesse manchar a reputação da cantora: “Alguém da estatura de Mariah não deveria estar fazendo isso”, disse um deles à Page Six em março. A Page Six relatou que a empresária de Carey, Stella Bulochnikov, respondeu a essa pergunta de maneira bem “sutil”: “Foda-se e não me ligue mais. Você é um idiota.”

A fonte anônima não deveria ter ficado com medo. Não há nada embaraçoso ou preocupante sobre Mariah’s World, que finalmente estreia no canal E! neste domingo. Isso não faz de Carey um alvo de piadas cruéis como aconteceu com Paula Abdul por causa de Hey Paula; Ele (o programa) não a descreve como alguém à beira de um colapso como com Whitney Houston em Being Bobby Brown ou, aliás, a própria Mariah em seu infame episódio no MTV’s Cribs – que foi exibido poucos meses depois de Mariah fazer uma aparição bizarra no T.R.L antes de ser internada por exaustão.

Quando ainda engatinhava, o gênero era muito mal falado e ninguém ainda tinha estabelecido regras de como se fazer um bom reality – as celebridades pós-Kardashian de hoje, sabem como jogar o jogo.

O que nos leva ao Mariah’s World, um reality show que ultrapassa as barreiras: Ele (programa) começa com uma introdução de “Bianca“, a arqui-inimiga de Carey – que é, naturalmente, apenas Carey, com uma peruca marrom e um sotaque britânico auto-conscientemente terrível. “O mundo não sabe o quão terrível [Mariah] realmente é”, ela diz, preparando o palco para uma hora deliciosa de comportamento “exagerado” da diva.

E o show faz o seu melhor para nos mostrar isso. Mariah salta para o mar do iate do seu noivo bilionário, usando um vestido e um colar de diamantes; Ela aparece duas horas atrasada para um ensaio de dança; Ela dá suas entrevistas esparramada em uma espreguiçadeira, vestida com um corpete de couro envernizado e sem calças. Em um certo ponto, ela agita seus cílios enquanto dois assistentes lhe calçam uma sandália altíssima. “Oprah me disse, não deixe ninguém pensar que você não sabe como colocar seus sapatos mais,” Carey suspira enquanto seus assistentes “lutam” com o sapatos. “O problema é que esses sapatos são muito difíceis de calçar. Eu não consigo colocá-los sozinhos. Não vou mentir sobre isso.”

Nesse momento você tem a ideia exata do que se trata o programa. Mariah’s World não é um reality sobre Mariah Carey – é um programa que apresenta a cantora no papel de “Mariah Carey“. Em certo momento, depois de explicar que está prestes a visitar a Europa pela primeira vez em 10 anos, acrescenta, secamente, que isso não pode ser verdade, porque ela nem sequer tem 10 anos.

Os coadjuvantes do reality são, além de Stella Bulochnikov, a nova assistente aterrorizada, o cabeleireiro simpático, os dançarinos – que são totalmente esquecíveis com a possível exceção do dançarino que Carey seria fotografada beijando meses após o programa ter sido gravado. (o relacionamento de Packer e Carey ainda estava de pé quando Mariah’s World estava sendo filmado e, aparentemente, será uma sub-trama ao longo do programa. De acordo com a TMZ, eles terminaram, em parte, porque ele odiava a ideia de ela estar participando de um reality show. Talvez o próximo álbum de Mariah devesse se chamar Ouroboros).

Essa história da Page Six sobre o drama de Mariah com James não é mencionada no primeiro episódio de Mariah’s World. A estreia, entretanto, dá espaço para outra manchete do Page Six piscar na tela: “Por que a empresária de Mariah Carey é chamada de ‘ditadora’?”. “Stella é a coisa mais distante de uma empresária. Ela é produtora de TV “, disse uma das fontes. Se assim for, ela, certamente, sabe como fazer Mariah’s World dar certo… muito certo.

Fonte: Vanity Fair

mariah (6)

Com 18 singles no topo da parada mais importante dos EUA, a Billboard Hot 100, Mariah Carey se consagrou a artista solo com o maior número de #1’s, ficando atrás, somente, de The Beatles (20 músicas em #1). Agora a Rainha da Billboard está consagrada, também, em seu mais novo seriado, a residência “#1 to Infinity” que começou em 2015 e já fez sucesso em 4 temporadas de shows.

Realmente a residência em Las Vegas, NV, EUA, é um verdadeiro seriado. A cada temporada uma história contada de forma diferente, ou seria cantada? Mariah Carey é o nome da grande personagem que só tem ganhado destaque e respeito pelos que são e pelos que não são fãs.

mariah (15)

Com mais de duas décadas de estrada, Mimi está consolidada na música internacional e não é preciso muito para ter esta certeza. Depois do sucesso da turnê “The Elusive Chanteuse Show” em 2014 que lotou nada menos que 5 estádios na China, Mariah passou pela sua primeira residência natalina “All I Want For Chistmas Is You: A Night of Joy and Festivity” no Beacon Theatre em Nova Youk, NY, EUA. Depois destes shows incríveis, Mariah recebeu o desafio de ir para o The Colosseum no Caesars Palace em Vegas, tendo um contrato de dois anos com a casa para shows temáticos. O tema? Sucesso! Os seus 18 #1’s na Billboard Hot 100 são, até hoje, a set-list perfeita para cada noite, mas juntos a eles, um bônus chamado “Infinity” que é single promocional da compilação lançada no ano passado, a que deu título à residência.

EN_01216161_2173

Depois de duas temporadas bem-sucedidas em 2015 em que em cada uma delas algumas alterações aconteceram em figurinos e cenário, por exemplo, Mariah voltou aos seus shows em 2016 com uma terceira temporada ainda mais brilhante com vocais incríveis antes da “The Sweet Sweet Fantasy Tour” pela Europa e África, mas a sua última temporada foi um estouro.

EN_01216161_2183

Mariah foi além do esperado! Ela fez da 4ª temporada de shows uma verdadeira turnê. A cada show estava melhor, mais confiante, incluiu performances de sua última turnê e ainda mudou figurinos, cenários, corpo de bailarinos e trouxe ao público novos vocais com belíssimos improvisos e ainda mudou o arranjo de algumas músicas.

EN_01216161_2166

Terminou no último dia 25 mais uma temporada e a 5ª já está na nossa lista de espera de mais brilho vocal e surpresas. Seria a próxima leg o fim da série ou tanto sucesso no The Colosseum renderá mais shows em 2017? Perguntas à parte, os últimos três shows já valeram por todas as temporadas anteriores.


Set-list #1 to Infinity: 4ª Temporada – Shows 7, 8 e 9.

Ato 1/Abertura: O INÍCIO

O primeiro ato da noite conta o início da carreira trazendo os quatro primeiros singles que são os quatro primeiros sucessos de sua história. Todos são do álbum Mariah Carey de 1990.

  1. Vision of Love

[youtube id=”Bl5E-sh_glA” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. Love Takes Time
  2. Someday

[youtube id=”D7mIt_uWt9c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. I Don’t Wanna Cry

[youtube id=”rj8A6n437ow” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 2: A PROVA

O show é composto por músicas que chegaram ao topo da Billboard Hot 100 nos EUA, mas não é só disso que a residência “fala”, mas também da versatilidade vocal de Carey que conseguiu provar com seu potencial vocal que é capaz de fazer música ao vivo quando laçou o álbum Emotions de 1991 e reuniu sucessos no MTV Unplugged de 1992.

  1. Emotions

[youtube id=”aAgFgXRT0aM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. I’ll Be There (participação de Trey Lorenz)

Ato 3: A CONSAGRAÇÃO

O álbum Music Box de 1993 é uma verdadeira caixa de música e foi com ele que Mariah foi conhecida mundialmente, principalmente, por ter músicas que a consagraram internacionalmente.

  1. Dreamlover/Dreamlover (The B.I.G. “Juicy” Mix)

[youtube id=”ye7_560ocko” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. Hero

[youtube id=”zKmb-_U6Pck” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 4: O MARCO

Neste ato Mariah traduz o que fez há anos e tantas outras cantoras conseguiram fazer depois. A mistura de gêneros por uma cantora tão romântica e pop até 1995 deu início aos featurings entre cantores e rappers, por exemplo.

  1. Fantasy (Bad Boy Mix)

[youtube id=”VgQN1Djw944″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 5: O SUCESSO

Assim como Music Box, o álbum Daydream é uma consagração em forma de música. Em 1995 nossa grande diva abraçou o mundo com sua voz e fez o recorde das paradas americanas ao manter One Sweet Day em parceria com Boyz II Men por 16 semanas no topo. Ao mesmo tempo o seu álbum era recebido por todos, tendo grande destaque pelas belas composições e ao arranjo de cada canção. Este ato traduz-se em sucesso pelas vendas e pelos bons desempenhos nos charts.

  1. One Sweet Day (participação de Daniel Moore e Trey Lorenz)

[youtube id=”U20SRpbDymo” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. Always Be My Baby

Ato 6: A MUDANÇA

A linda borboleta voou, finalmente. O álbum Butterfly de 1997 é o preferido de Mariah e um dos mais ouvidos pelos fãs. Ele veio ao som chiclete de Honey e mostrou uma Mariah Carey mais jovem e comercial.

  1. Honey

[youtube id=”EIIqgfAm-wE” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 7: O AMOR

My All é uma das baladas mais puras de Mariah Carey e pode ser definida como a música que fala de amor da melhor forma.

  1. My All

[youtube id=”0QF70uEX_PA” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 8: ANOS 2000

De despedidas à emancipação, Carey embala o 8º ato com sucessos dos álbuns Rainbow de 1999 e The Emancipation of Mimi de 2005.

  1. Heartbreaker (Remix)/Heartbreaker

[youtube id=”oCosRv4YKAw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. Thank God I Found You

[youtube id=”6BE79JS4eCs” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. We Belong Together

[youtube id=”HSZPjLbFJ_k” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

  1. Don’t Forget About Us

[youtube id=”Ae9VBpJBqmQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 9: O RECORDE

Ter mais sucessos no topo que Elvis Presley e estar atrás que The Beatles são motivos de muito orgulho do trabalho bem feito em duas décadas, porém o recorde foi, também, por ser a artista solo com o maior número de sucessos no topo (18 #1’s) nos EUA e por detê-lo por 8 anos (desde 2008 nenhum artista solo conseguiu o mesmo nível de Mimi na parada americana). Este é o ato do poder, da glória e do nome Mariah Carey, embalado pelo maior sucesso do álbum E=MC² de 2008.

  1. Touch My Body (com Blac Chyna – esposa de Rob Kardashian – no dia 25/06)

[youtube id=”wncApfSNwTk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Ato 10/Encore: A CELEBRAÇÃO

Gravadora nova, equipe nova, tudo novo! Com o álbum #1 to Infinity de 2015, Mariah celebra seus 25 anos de carreira e ostenta seus recordes sem ter que se importar com os outros. Mesmo que eles não durem para sempre, ela chegou primeiro que qualquer outra mulher na música e este é um dos maiores orgulhos dos seus fãs, nós, lambs!

  1. Infinity

[youtube id=”uxH3nGcISHM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Mariah Carey voltará ao Caesars Palace em Las Vegas, NV, EUA para a sua residência #1 to Infinity no dia 24 de Agosto com shows até o dia 11 de Setembro. Ingressos clicando aqui! A gente se vê na fan-page para a cobertura dos shows e por aqui para mais novidades.

Para celebrar o início dos shows que Mariah Carey fará em sua primeira residência em Las Vegas, a MTV listou os 13 momentos mais excêntricos da cantora.

Hoje à noite, 06 de maio, Mimi subirá ao palco do Caesars Palace para dar o pontapé inicial da “Mariah #1 To Infinity”. Há uma semana atrás, ela fez uma entrada em grande estilo, em um carro clássico rosa, de 1936, para o evento de boas vindas à Vegas, algo que só Mariah poderia fazer.

 

Confira abaixo os 13 momentos mais divônicos de Mariah:

1. Quando ela entrou de surpresa ao vivo no TRL com um carrinho de picolé e tirou a camiseta:

 

Get More:
Music News

 

2. Quando ela andou de metrô usando um vestido de gala:


  3. Quando ela deu à luz os gêmeos ao som de uma versão ao vivo de “Fantasy”, para que eles fossem aplaudidos quando viessem ao mundo:

4. Quando Mariah nos mostrou sua casa no episódio do ” MTV Cribs”:

5. Quando ela pediu um VMA nas gravações do programa “Making de Video”:

6. Quando ela renovou os votos matrimonias…na Disneylândia:

7. Quando ela diz “Festivo”:

8. Quando ela precisa de um “Momento”:

9. Quando ela se juntou a Whitney Houston no VMA numa batalha de Divas:

10. Quando ela pediu para ajustar a iluminação do set durante uma participação AO VIVO na MTV:

 

 


11. Quando ela abraçou um coala e o filho dela ficou aterrorizado:  

MC_Koala

12: Quando ela pediu que sua backing vocal parasse de cantar a parte dela:


13. O site que ela fez para Moroccan e Monroe, dembabies.com:

MC_Dembabies

1998-Billboard

Se há uma definição para o cenário musical em 1998, com certeza seria “puro caos”. Definitivamente 98 é o ano ‘ovelha negra’ da década – cheio de curiosidades no que diz respeito as mudanças de estilo e florescimento no gênero. Dar uma olhada na lista de singles que atingiarm a primeira posição do ano, pode ser um tanto quanto desorientador.

Tivemos de tudo: desde os one-hit-wonders Eagle-Eye Chery, com “Save Tonight” e Semisonic, com “Closing Time”, à explosão teen Britney Spears, com o hit “…Baby One More Time”, que tocava em todos os cantos, assim como a boyband *NSYNC – de Justin Timberlake, com a grudenta “I Want You Back”.

Will Smith, com “Get Jiggy Wit it”, o “The Miseducation Of Lauryn Hill”, da vocalista do The Fugees e Madonna, com seu “Ray Of Light”, também fizeram muito barulho em 1998. E Mariah Carey…bem, Mariah cravava mais um hit na primeira posição da Billboard Hot 100 (seu 13º #1 na parada), com a balada “My All”, faixa do álbum “Butterfly”, lançado em 1997, que simboliza a mudança musical e visual da artista, que se libertou de um casamento infeliz, com o empresário Tommy Mottola, e renasceu das cinzas com um de seus álbuns mais aclamados pela crítica (e preferido pela maioria de seus fãs).

Uma Mariah nunca vista antes apareceu em vídeos sensuais, com coreografias, pouca roupa e letras mais ousadas, além de estar visivelmente mais à vontade com o que estava fazendo. Nós agradecemos!

[youtube id=”mIhI23gBBPQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.