Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Rumor

A super estrela Mariah Carey está sendo escalada para substituir as Spice Girls como a nova cara da marca de salgadinhos Walkers, em um acordo no valor de 9 milhões de libras.

Isso é o suficiente para comprar cerca de 13 milhões de unidades dos salgadinhos.

Uma fonte disse: “Ter as Spice Girls como garotas propaganda da marca foi um foi um golpe de mestre em termos de nomes com os quais eles poderão trabalhar no futuro”.

“Eles abordaram Mariah no início deste ano e tudo está se acertando agora. A equipe dela tem o contrato em mãos e está acertando os detalhes, incluindo o que Mariah fará ou não pela marca. Como parte da campanha, o rosto dela aparecerá em 50 milhões de pacotes de batatas fritas”.

“A Walkers espera associar o envolvimento de Mariah à sua grande campanha publicitária durante a temporada de  Natal, que eles acham que poderia funcionar muito bem com o hit “All I Want For Christmas Is You”.

A fonte acrescentou: “Esta campanha também será veiculada nas mídias sociais. Eles esperam que, como as Spice Girls, Mariah faça com que seja um grande sucesso e se torne viral, além de vender cargas de batatas fritas”.

Mariah, que vale cerca de 244 milhões de libras, apareceu anteriormente em anúncios da Macy – ao lado de Donald Trump – e da empresa de perda de peso Jenny.

Mariah Carey não está satisfeita com sua ex-assistente, que ela acredita ter vazado seus registros médicos privados para a imprensa, e agora está exigindo que ela pague mais US$ 2 milhões em tribunal.

De acordo com documentos judiciais obtidos pela The Blast, Carey está apresentando novas alegações contra sua ex-funcionária chamada Lianna Shakhnazaryan .

Carey e Shakhnazaryan estão envolvidas em ações judiciais, com a cantora acusando sua ex-assistente de tentar chantageá-la com “vídeos íntimos”.

Em documentos recém-arquivados, Carey diz que desde que entrou com o processo, Shakhnazaryan supostamente continuou a violar seu acordo de não divulgação.

Ela acredita que Shakhnazaryan ou terceiros em sua direção “divulgaram informações não públicas sobre assuntos pessoais, médicos e profissionais de Mariah para a imprensa”.

Ela disse: “A natureza da Informação Confidencial que foi divulgada não deixa dúvidas de que Azarian estava por trás destas histórias”.

O documento declara: “Mariah não permitirá que este delito flagrante de Azarian ou qualquer outra pessoa continue. Por essa ação, Mariah busca fazer valer seus direitos sob o Acordo de Não Divulgação / Confidencialidade e recuperar os danos, tanto compensatórios quanto punitivos, pelos danos causados ​​por Azarian. ”

Carey agora está buscando US$ 5 milhões em danos, o que representa um aumento em relação aos US$ 3 milhões que ela pediu pela primeira vez.

No início deste ano, Mariah originalmente processou Lianna Shakhnazaryan , acusando sua ex-assistente de tentar chantageá-la por US$ 8 milhões com “vídeos íntimos” filmados sem sua permissão.

Shakhnazarian nega todas as alegações de irregularidades e diz que todas as ações que tomou foram em resposta a necessidades comerciais legítimas. Em relação a qualquer reclamação de Carey por angústia emocional, Shakhnazarian afirma que qualquer dano alegado foi causado por terceiros e não por ela.

Ela até argumenta que quaisquer danos mentais ou emocionais foram causados ​​por ações da cantora. Shakhnazarian alega que os danos alegados podem ter sido o resultado de condições pré-existentes.

A ex-assistente diz que Carey não tem direito a indenização como resultado de sua própria suposta “fraude ou deturpação (intencional ou negligente) perpetrada por ela”.

Shakhnazarian, em seguida, contestou Mariah junto com a ex-empresária, Stella Bulochnikov, com seu próprio processo, acusando a estrela pop de rescisão injusta, retaliação de denunciante e assédio.

Recentemente, Carey foi ao tribunal pedindo a um juiz que anulasse as intimações enviadas por Stella buscando seus registros médicos privados no caso.

A cantora também queria que Stella ficasse quieta na tentativa de obter todas as comunicações entre Stella, Nick Cannon, a ex-assistente Lianna Shakhnazaryan e outros membros da equipe de 2015-2017. Carey

Stella especificamente está procurando por qualquer discussão que foi feita sobre “estado mental prejudicado de Mariah Carey, funcionamento cognitivo prejudicado, percepção prejudicada, episódios maníacos, psicose e / ou delírios”.

Ela também exigiu que Mariah entregasse todas as comunicações entre a equipe falando sobre “o consumo de álcool e / ou uso de maconha, drogas ilegais e / ou narcóticos” de Mariah Carey, juntamente com qualquer alegada recusa em tomar medicamentos e qualquer informação sobre os efeitos do “transtorno bipolar de Mariah Carey”.

O caso está em andamento.

Mariah Carey está se recusando a entregar seus registros médicos privados para sua ex-empresária – que está à procura de evidências de abuso de drogas e álcool – dizendo que a mulher está em uma tentativa desesperada de envergonhá-la e importuná-la.

De acordo com os documentos judiciais obtidos pela The Blast, Carey está exigindo uma intimação de Los Angeles, feita por sua ex-empresária, Stella Bulochnikov, como parte de sua batalha judicial. A cantora está essencialmente pedindo que o juiz decida que ela não precisa entregar as informações e documentos solicitados por Stella.

Carey diz que as intimações buscam registros médicos privados de dois de seus médicos, que são “irrelevantes para o assunto” da batalha legal em questão.

A cantora diz: “Bulochnikov, uma ex-empresária de confiança de Mariah, tentou colocá-la em uma luta legalmente sem mérito em uma tentativa ultrajante de assediar e envergonhá-la, violar a privacidade dela e usar informações confidenciais de Mariah sobre sua saúde para alavancar uma solução favorável. As táticas de Bulochnikov são violativas”.

Ela acrescenta que “um processo não concede a Bulochnikov um direito irrestrito aos registros médicos privados de Mariah quando a saúde de Mariah não está em questão”.

Mariah está exigindo a sanção judicial Stella no valor de US$ 10.215.

Nas alegações de Stella, ela exigiu que sua ex-cliente entregasse todas as comunicações entre ela, a ex-assistente Lianna Shakhnazaryan, Nick Cannon e outras pessoas de sua equipe de 15 de setembro de 2015 a 21 de novembro de 2017.

Stella está procurando especificamente por qualquer discussão sobre “estado mental prejudicado de Mariah Carey, funcionamento cognitivo prejudicado, percepção prejudicada, episódios de psicose e/ou delírios”.

Ela também exigiu que Mariah entregasse todas as comunicações entre a equipe falando sobre “o consumo de álcool e/ou uso de maconha, drogas ilegais e/ou narcóticos” de Mariah Carey, juntamente com qualquer recusa em tomar medicamentos e qualquer informação sobre os “transtornos de bipolaridade de Mariah Carey”.

As intimações foram enviadas como parte do processo que Mariah apresentou contra seu ex-assistente.

Mariah originalmente processou Lianna Shakhnazaryan, acusando sua ex-assistente de tentar chantageá-la por US$ 8 milhões com “vídeos íntimos” filmados sem sua permissão.

A cantora disse que a contratou em 2015 para ser sua assistente pessoal. Ela alegou que Shakhnazarian “se revelou uma extorsionista”.

A cantora processou Shakhnazarian por US$ 3 milhões em danos.

Shakhnazarian, em seguida, acusou Mariah junto com a ex-empresária, Stella Bulochnikov, com seu próprio processo acusando a estrela pop de rescisão injusta, retaliação de denunciante e assédio.

Um advogado de Shakhnazaryan disse ao The Blast: “Essas alegações infundadas são uma tentativa de atacar o caráter de minha cliente e desviar a atenção de um assédio no local de trabalho e um processo de rescisão injusta que ela apresentou hoje contra sua ex-empregadora, Mariah Carey. Minha cliente nunca fez nada que não lhe fosse especificamente solicitado enquanto trabalhava no curso e no escopo de seu trabalho como assistente pessoal”.

O empresário da rapper norte-americana Lil’ Kim confirmou que o remix da canção “A No No”, de Mariah Carey, será o 3º single do álbum Caution. A faixa terá as supostas colaborações de Lil’ Kim, Missy Elliot e a rapper do momento, Cardi B.

Ele ainda revelou que a música será lançada no dia 14 de março nas rádios de R&B, Hip-Hop, Rhythm e Mainstream. Entretanto, Missy Elliot negou que ela esteja envolvida na colaboração.

A rapper disse no Twitter que isso seria maravilhoso se acontecesse, mas que ela nem sabia que estava no projeto. Será que podemos esperar uma surpresa boa vindo por aí?

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.