Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Twitter

Uma ex-funcionária de Mariah Carey, chamada Theresa, saiu em defesa da cantora e detonou a ex- assistente, Lianna Azarian. Em uma série de postagens no Twitter, Theresa contou que Lianna era péssima como profissional e como pessoa.

“Lianna Azarian é um lixo literal. Eu tive o imenso desprazer de conviver com ela diariamente quando trabalhei para Mariah e tudo o que ela fez foi roubar e tentar esconder as provas do crime, culpar as empregadas da casa e outros funcionários, tudo isso enquanto gritava coisas racistas e humilhantes, tudo pelas costas de Mariah. Ela dizia que “iria devolver” as roupas que Mariah não queria comprar de volta para as lojas mais sofisticadas, mas ao invés disso, colocava tudo em seu carro. Ela roubou joias. Todo mundo estava com medo dela porque ela é o tipo de pessoa que literalmente faria um inferno na vida de qualquer pessoa. Espero que ela seja presa ou que algo pior aconteça. Ela é a escória da humanidade e eu não me importo quem me ouve dizer isso. Eu tenho câncer, e literalmente não tenho nada a perder. Faça o seu pior, Lianna. Tudo isso poderia ter ficado em segredo, mas eu tô de saco cheio. O trabalho era incrível, mas Lianna o tornou insuportável”.

Como noticiamos anteriormente, Mariah Carey está processando a ex-assistente, Lianna Azarian, porque supostamente está sendo vítima de chantagem. Lianna alega ter vídeos íntimos e embaraçosos de Mariah e estava pedindo 8 milhões de Dólares para não divulgá-los.

Mariah Carey não começou o ano passado muito bem após passar por problemas técnicos em sua apresentação de ano novo na Times Square em Nova York na virada de 2016 para 2017. Ela foi muito criticada por pessoas do mundo todo, tendo sua credibilidade abalada e sua imagem bem manchada por comentários negativos e opiniões tendenciosas dentro e fora da mídia (como se ela fosse a culpada). O que o mundo esqueceu foi da grande artista que Mariah Carey sempre foi, principalmente, da incrível arte de se reerguer que ela sempre mostrou ter. Uma artista que venceu preconceitos, a pobreza e a indústria musical, tornou-se a maior artista feminina de todos os tempos pelo seu alcance e potencial vocal, pelos seus hits e por suas incríveis vendas de singles e álbuns em todo o planeta, não seria morta por uma apresentação com sinais de boicote. Infelizmente o mundo é muito cruel, ainda mais com artistas de longa data como Mariah Carey, Céline Dion e Madonna que não são tão bem queridas pelas rádios como antes. Mimi se viu diante de uma nova missão: provar que canta ao vivo. Mas por que ela ainda teria que provar isto sendo que tantos artistas usam bases pré-gravadas ou só dublam, mas não perdem a credibilidade? Por que ela faz parte da trindade vocal ao lado de Whitney Houston e Céline Dion? Por que ela é uma das maiores influenciadoras do R&B? Por que ela sempre esteve no topo das paradas? NÃO! Ela sempre teve que provar que canta, pois ela influenciou uma geração a cantar desde seu primeiro singleVision of Love‘, bem como sempre foi conhecida pela sua voz versátil, potente e angelical. Claro que nada justifica as críticas duras que ela recebeu, mas Mimi é uma artista ativa e forte, ainda faz música e quer voltar ao mercado com um álbum novo que, de acordo com a Forbes, é um dos mais aguardados deste ano, então como lançar algo com a imagem ruim por menos culpa que ela tenha? Ela voltou à luta.

Em janeiro de 2017 depois de um show privado em Londres, Mimi preparou-se para lançar uma nova música. Mariah lançou um buzz single com o rapper YG (I Don’t) ao final do Mariah’s World exibido pelo canal E! e lançou uma versão remixada da faixa com a rapper Remy Ma. Infelizmente não houve uma promoção que levasse a música a um nível alto de performance na parada americana, mas a música chegou ao #89 da Billboard Hot 100 nos EUA. Ela fez uma performance com o rapper na TV americana depois de cantar ‘Vision of Love‘ e a versão sozinha da música em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde também cantou a regravação de ‘One More Try como homenagem a George Michael pela primeira vez (a música faz parte da lista de faixas do álbum Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse de 2014). Antes de retornar a Vegas, MC realizou um show em Baku, no Azerbaijão após o Grande Prêmio de F1.

Logo ela retornou a Las Vegas para a sua última temporada de shows com a residência Mariah #1 to Infinity no The Colosseum no Caesars Palace. Em seguida embarcou com Lionel Richie em uma turnê realizada em arenas, a All The Hits Tour, apresentando-se antes de Mr. Richie (Mimi o chama desta forma com muito respeito e carinho), passando por 22 cidades sendo 19 nos EUA e 3 no Canadá.

Em meados da turnê, Mimi teve suas colaborações com French Montana lançadas em duas versões, sendo uma acústica, presenteando aos lambs com mais uma música e dando a Montana reforço comercial ao single original ‘Unforgettable‘ que chegou ao top 5 na Hot 100.

Na sequência, Mariah apresentou-se em Mashantucket, EUA e anunciou sua primeira turnê natalina, a All I Want For Chritsmas Is You Worldwide Tour que chegou a 11 apresentações, sendo 3 no Beacon Theatre em Nova York, EUA, 1 em Paris na França, 2 no Reino Unido, sendo um em Manchester e um em Londres, além de 5 datas no Caesars Palace em Las Vegas, EUA.

Logo após o anúncio, foi divulgada a assinatura de Carey com a Roc Nation (empresa de Jay-Z) como sua nova agência de carreira, o fim da gestão de Stella Bulochnikov e dois anos de residência com shows mais intimistas no The Venetian Las Vegas, um casino premiado pela Forbes Travel Guide em 2016. Mariah ainda apresentou-se na festa de comemoração dos 30 anos da AHF em Los Angels, EUA, uma das entidades mais respeitadas do mundo.

Até então, muitos feitos para quem foi “dada” como acabada e de carreira enterrada, mas estamos falando de Mariah Carey, uma verdadeira heroína que canta sua verdade até mesmo no natal, sua época preferida. A rainha do natal (ela não gosta do título, mas os fãs amam) voltou às paradas mundiais com seu super hit natalino chegando ao #1 no Spotify dos EUA, Reino Unido e Global, #3 na iTunes Mundial e registrando novas posições na iTunes americana, chegando ao #7 (chegou ao #11 em 2017) e #9 na Billboard Hot 100 dos EUA (seu pico era #11). 23 anos depois, ‘All I Want For Christmas Is You‘ não bastava ser o mais novo top 10 de Mimi (o último foi Obsessed que chegou ao #7 em 2009) nos EUA, voltou ao #2 na parada de singles britânica (o pico do single à época de seu lançamento em 1994) e fechou a véspera de natal com mais de 8 milhões de execuções pelo Spotify no mundo todo.

Mariah ainda lançou mais músicas como ‘The Star‘, tema da animação The Star (A Estrela de Belém – título do filme animado no Brasil) que é uma das nomeações ao Globo de Ouro de melhor canção original e ainda incluiu ‘Lil Snowman‘ como uma das faixas da trilha da animação ‘Mariah Carey: All I Want For Christmas Is You“, lançada em DVD e Blu-Ray, animação que rendeu à Mariah Carey o prêmio de reconhecimento “Angel for Animals” da PETA por promover a adoção de animais e destacar a responsabilidade de cuidar de um cachorro.

Então veio a grande notícia: Mariah Carey voltaria à Times Square para se apresentar na virada de 2017 para 2018!

Ela voltou, mas voltou dignamente maravilhosa e radiante. Com o tempo frio (-12° C) e com o mundo inteiro de olho em sua performance (alguns esperando um novo desastre), na dúvida de seu potencial, de sua voz, de sua capacidade de cantar ao vivo, Mimi foi anunciada por Ryan Seacrest 15 minutos antes de 2017 terminar como a atração principal do programa 2018 Dick Clark’s New Year’s Rockin’ Eve with Ryan Seacrest pela ABC. Ela brilhou e muito. Mariah Carey fez acontecer, fechou o seu ano cheio de vitórias e conquistas com uma performance linda de dois grandes hits mundiais: Vision of Love, conhecida e reconhecida com uma das músicas com mais melismas de todos os tempos e Hero, o tema de Carey no mundo todo. Uma paradinha em Vision of Love como um sinal de deboche fez muita gente pensar que ela iria falhar de novo, mas tudo foi muito bem cuidado e ensaiado para que ela executasse bem o seu primeiro single apesar do frio (que pode ter congelado um pouquinho a diva) e na sequência confortasse o mundo com carinho e amor ao som de Hero que é a assinatura de Mariah Carey onde ela vai (um show da Mariah Carey sem Hero não é um show da Mariah Carey).

Mariah foi notícia no mundo todo mais uma vez, mas de forma justa, sendo reconhecida e aclamada, inclusive pela Billboard que a intitulou “Queen“! De fato ela é mesmo a rainha de todos nós, lambs ou não, ela é Mariah, a cantora indescritível que sabe voltar ao topo e emocionar corações com sua voz. Muitos ainda continuarão maldizendo seu nome, desmerecendo seus feitos, sua voz, sua música, mas os fatos estão aí, os recordes provam sua relevância, os charts e os prêmios dizem quem é Mariah Carey, então deixem a rainha fazer o que ela sabe fazer: reinar!

BALANÇO TOTAL:

-> 48 shows (incluindo as performances de ano novo e no Jimmy Kimmel)
-> 6 músicas novas (incluindo o remix de I Don’t e as duas versões de Unforgettable)
-> 3 temporadas de shows, sendo 2 turnês (33 shows) e 1 residência (6 shows)
-> 2 prêmios recebidos
-> 2 animações natalinas

-> 1 indicação ao Globo de Ouro
-> 1 música no top 10 dos EUA e do Reino Unido

Desejamos a todos um incrível 2018 com muitas realizações e conquistas.
Siga-nos pelo Facebook (@mariahnowbr), Twitter (@mariahnow) e Instagram (@mariahnow) e fique por dentro de tudo.

Mariah Now Team

Nesta semana as tabelas mudaram, mas, especialmente, por conta da temporada mais esperada do ano, a de natal. Não é novidade para quem é lamb que ao final do ano Mariah Carey ganha todos os holofotes por ser a artista mais natalina e comercialmente bem com álbuns e singles temáticos para este período. Ela ganha os charts pelo menos duas vezes ao ano com a mesma música e, é claro, estamos falando de All I Want For Christmas Is You que nesta semana entrou para o Top 100 do Mediabase e tem sua previsão de re-entrada na Billboard Hot 100 dos EUA para a próxima semana. Será que conseguimos um top 5 até janeiro? Se sim, se não, ainda temos um bom tempo para que a música seja promovida e o álbum Merry Christmas de 1994 ganhe uma semana de promoção nas lojas virtuais. Enquanto isto, vamos aos números da semana!

> PARADAS

As tabelas mundiais de singles mensuram a popularidade de acordo com as vendas, audiência em rádios, execuções em plataformas digitais (streamings) e menções em mídias sociais.

Começamos pelos EUA que já contemplam todo o clima natal, pois o Dia de Ação de Graças termina, logo a temporada de natal começa no país. Falando nisto, o álbum natalino mais vendido do mundo fez sua re-entrada nesta semana:

EUA (US Billboard Holiday Digital Songs Sales)
#2: All I Want For Christmas Is You – Mariah Carey (=) peak #1

EUA (US Billboard Holiday Digital Songs Sales)
#23: Christmas (Baby Please Come Home) – Mariah Carey (+5)

EUA (US Billboard Holiday Albums)
#38: Merry Christmas – Mariah Carey (+10) peak #1

EUA (US Billboard 200)
#144: Merry Christmas – Mariah Carey (re-entrada) peak #3

O clássico sucesso natalino de Mariah Carey, All I Want For Christmas Is You, fez seu impacto sazonal em três paradas no Reino Unido nesta semana:

REINO UNIDO (UK Official Singles Sales Chart)
#72: All I Want For Christmas Is You – Mariah Carey (re-entrada)

REINO UNIDO (UK Official Singles Downloads Chart)
#72: All I Want For Christmas Is You – Mariah Carey (re-entrada)

ESCÓCIA (Official Scottish Singles Chart)
#61: All I Want For Christmas Is You – Mariah Carey (+33)

Outras paradas:

AUSTRÁLIA (ARIA Catalogue Album Chart)
#19: Merry Christmas – Mariah Carey

> DOWNLOADS E STREAMINGS

Atualmente as plataformas digitais ajudam e muito a mensurar a popularidade e aceitação de um álbum ou música (mesmo que não seja lançada como single). Mariah Carey consegue se dar bem em algumas como o Spotify e iTunes (incluindo Apple Music – futuramente substituirá a loja). Nesta semana ela se deu muito bem, no geral:

ITUNES UPDATE (Músicas-Downloads)
ALL I WANT FOR CHRISTMAS IS YOU
#19: Noruega (-7) peak #19
#28: Estados Unidos (+10) peak #28
#35: Canadá (+4) peak #35
#38: Dinamarca (+11) peak #38
#40: Irlanda (+15) peak #40
#46: República Tcheca (+87) peak #46
#47: Áustria (-4) peak #43
#50: Reino Unido (=) peak #42
#51: Portugal (-30) peak #21
#59: Espanha (+21) peak #59
#66: Suécia (+51) peak #66
#70: Singapura (+59) peak #70
#80: Austrália (+5) peak #80
#82: Holanda (-29) peak #53
#83: Nova Zelândia (+21) peak #83
#92: Alemanha (+4) peak #92
#122: Japão (=) peak #122
#123: Itália (+11) peak #123
#125: Reino Unido* (=) peak #102
#148: Alemanha* (+34) peak #148
#155: Irlanda* (-8) peak #89
#159: Suíça (-25) peak #134
#192: França (-51) peak #141

* Versão Extra Festive

O HOLY NIGHT
#199: Indonésia (Nova)

ITUNES UPDATE (Álbuns-Downloads):

MERRY CHRISTMAS
#39: Gana (+64) peak #39
#41: Estados Unidos (+114) peak #41
#48: Canadá (+12) peak #44
#49: Ilhas Virgens Britânicas (+4) peak #48
#65: Austrália (+99) peak #65
#119: Suíça (-42) peak #77
#196: África do Sul (-141) peak #55

SPOTIFY CHARTS (Streamings):

ALL I WANT FOR CHRISTMAS IS YOU
#22: Islândia (+2) peak #22
#44: Dinamarca (+2) peak #44
#52: Noruega (=) peak #52
#54: Suécia (+3) peak #54
#56: Irlanda (+6) peak #56
#62: Reino Unido (+5) peak #62
#67: Estados Unidos (+37) peak #67
#82: Áustria (+20) peak #82
#95: Finlândia (+51) peak #95
#97: Canadá (+7) peak #97
#98: Mundo (+11) peak #98
#102: Alemanha (+24) peak #102
#121: Holanda (+1) peak #121
#128: Polônia (+27) peak #128
#170: Singapura (-1) peak #169
#194: Filipinas (-45) peak #149

SPOTIFY UPDATE (Mariah Carey Streamings):
#1 All I Want For Christmas Is You (=)

SPOTIFY UPDATE (Streamings):
ALL I WANT FOR CHRISTMAS IS YOU
126.023.574 (+3.720.036)

YOUTUBE UPDATE (Views):
ALL I WANT FOR CHRISTMAS IS YOU
196.171.209 (+6.289.101)

VEVO UPDATE (Views):
ALL I WANT FOR CHRISTMAS IS YOU
196.430.442 (+6.189.222)

> MEDIABASE

O Mediabase demonstra a audiência das músicas nas rádios dos EUA, basicamente. Ele leva em consideração as rádios de alguns formatos bem populares como: Pop, Country, HAC, AC, Rhythmic, Urban, Urban AC, AAA, Alternative, Active Rock. Esses formatos formam um “resumão” que gera a audiência total das músicas no país, portanto as paradas que mensuram esta audiência para registrar os artistas e conseguir definir o que é hit e o que não é hit levam o “Airplay” em consideração, ou seja, a audiência total. Parece difícil entender, mas com o tempo fica tranquilo.

Provavelmente você irá deparar-se com alguns termos que parecem até complicados, mas não são. Spins, Airplay, Rolling, Power Rotation, lembra deles?

Spins = quantidade de execuções da música;
Airplay/Audiência = quantidade de público/pessoas alcançadas;
Rolling = subtração da audiência/execuções da semana atual pela semana anterior;
Power Rotation = acordo entre gravadora e uma empresa de comunicação para tocar uma música em tempo determinado.

Você vai ver na nossa fan-page e no nosso instagram algumas postagens assim:

MEDIABASE UPDATE: All I Want For Christmas Is You – Mariah Carey
Data: 25/11/2016
Acumulado: 18.971
Spins: 3.757
Rolling: 1.342
Audiência: 21.386 (+2.415)
Ranking: #92 (Nova)

De cima para baixo: A música All I Want For Christmas Is You nas rádios no dia 25/11/2016 (hoje) apresentou uma audiência com base nas execuções registradas no dia anterior (sempre será referente ao dia anterior). Então, ontem a música começou o dia com uma audiência acumulada de 21.386 (Acumulado), mas foi executada 3.757 (Spins) vezes, porém subtraiu-se 1.342 (Rolling – referente aos spins do dia 18/11/2016 – se isto não fosse feito, nenhuma música cairia), gerando uma audiência total de 21.386 (Audiência) com um aumento de 2.415 (este valor pode cair se o valor de spins da semana passada for maior que a quantidade de execuções desta semana), entrando no Top 100 do Mediabase na 92ª posição (#92 = Ranking).

Portanto, nesta semana o hino natalino está assim:

21/nov
Acumulado = 9.460
Spins = 3.112
Rolling = 1.145
Audiência 11.427 (+1.967)

22/nov
Acumulado = 11.427
Spins = 3.343
Rolling = 0.840
Audiência = 13.930 (+2.503)

23/nov
Acumulado = 13.930
Spins = 3.209
Rolling = 0.811
Audiência = 16.328 (+2.398)

24/nov
Acumulado = 16.328
Spins = 0.378
Rolling = 3.457
Audiência = 18.971 (+2.643)

25/nov
Acumulado: 18.971
Spins: 3.757
Rolling: 1.342
Audiência: 21.386 (+2.415)
Ranking: #92 (Nova)

Então, ela é a Dona do Natal, sim ou claro?

Atualização às 20h30min via US Billboard Charts; Official Charts; iTunes WW; Spotify Streamings; YouTube Views; VEVO Views; US Airplay.

Ninguém precisa provar para o mundo o porquê de ser quem é!

NEW YORK, NY - MAY 14: Mariah Carey appears on stage during the 27th Annual GLAAD Media Awards at The Waldorf=Astoria on May 14, 2016 in New York City. (Photo by Rob Kim/Getty Images)

Alguns comentários nas mídias sociais de Mariah Carey e em algumas páginas e perfis de fãs nos incomodaram um pouco, recentemente. Depois de alguns acontecimentos com exposição internacional em vários lugares, Carey passou a ser questionada sobre sua moral, seu comportamento, seu “discurso” e suas causas.

No último dia 12, domingo, 50 pessoas foram terrivelmente mortas e 53 ficaram gravemente feridas por Omar Mir Seddique Mateen, muçulmano e norte-americano de origem afegã. O massacre aconteceu na boate Pulse em Orlando, EUA. O motivo de tamanha barbaridade? Homofobia! Meses antes o atirador viu dois homens se beijando e se irritou extremamente, disse o pai à imprensa. A tragédia foi classificada como um ataque à Comunidade LGBT, principalmente, após o Presidente Barack Obama – EUA – afirmar que a Pulse era bem mais do que uma casa noturna. Segundo o presidente, a boate era um lugar de solidariedade e de capacitação, no qual as pessoas se reuniam para aumentar a conscientização e abrir suas mentes na defesa dos direitos civis. Diante da tragédia, muitas discussões nos EUA (que estão passando pela corrida das eleições presidenciais) e, principalmente, em países ocidentais e com regime democrático passaram a tomar conta das pautas nos telejornais, programas de TV, em geral, mídias sociais e impressas. Mas o que tem a ver Mariah Carey nisto?

Pouco menos de um mês antes do Massacre de Orlando (14 de Maio de 2016), Mimi foi homenageada com o prêmio “Aliada” pela GLAAD – Aliança de Gays e Lésbicas Contra Difamação. A premiação tem como objetivo homenagear artistas, jornalistas e personalidades dos meios de comunicação em geral que usam suas plataformas para ajudar a Comunidade LGBT de alguma forma. Mariah recebeu o prêmio por Lee Daniels que é cineasta e seu amigo.

Antes mesmo disto, Mimi já começou a ser insultada, principalmente, por homossexuais, sendo criticada desde o momento em que foi anunciada como uma das homenageadas. Algumas críticas diziam que Mariah Carey era completamente desnecessária para a Comunidade LGBT e que ela não havia contribuído com nada. Outras referiam a ela como uma artista sem posição quanto à causa e que sua arte não pregava o respeito aos gays, por exemplo. Alguns fãs de Carey, inclusive, concordaram com as opiniões de fãs de Lady Gaga e Madonna, dizendo que ela não deveria estar lá ou que não merecia a homenagem!

PERA LÁ! COMO ASSIM ELA NÃO MERECE SER HOMENAGEADA? CERTEZA?

Continuando, Mariah foi ao evento, discursou e declarou o seu amor à Comunidade, o que não mudou muito a opinião dos tais “críticos”. Recentemente, com o Massacre, Mimi voltou a ser alvo, principalmente, da sua base de fãs por não ter declarado nada quanto ao ataque!

VAMOS ENTENDER MELHOR QUEM É MARIAH CAREY?

Mariah não levanta causas, ela ama as pessoas de bem.

Mariah não sente a necessidade de fazer declarações, ela faz algo de fato.

Mariah não é de se pronunciar voluntariamente, prefere ser ela mesma e opinar quando lhe perguntam algo.

Mariah não se sente a vontade em impor algo, mas sim em falar sobre, quer dizer, cantar.

Mariah não cria rótulos como “cantora dos gays”, “rainha colorida”, algo do tipo que a limite ou a defina.

Mariah não aproveita momentos “frágeis”, “difíceis” ou “de dor” para se promover ou para aparecer na mídia.

MARIAH CAREY NÃO TEM QUE DECLARAR APOIO A NINGUÉM, ELA O FAZ SEM PEDIR, MAS DE FORMA TANGÍVEL E ÚNICA.

O que queremos dizer é que no momento em que ela soube de tudo, referindo à Orlando, ela não declarou nada nas mídias sociais como Instagram, Twitter e Facebook pelo único motivo que os fãs de verdade sabem: ela não faz este tipo de coisa.

Quando Carey esteve na Europa, especificamente, em Bruxelas, ela se pronunciou pelo Twitter demonstrando respeito e preocupação, mas também por ter cancelado seu show devido aos ataques terroristas dias antes. Então, ela teve um motivo para se pronunciar, não? Sim!

Para as vítimas do Massacre de Orlando, ela dedicou a música “One Sweet Day” no primeiro show que fez após a data, show do dia 14 deste mês. Pouco? Tarde? Fraco? Mariah Carey apoia a Comunidade e, principalmente, o amor. Suas músicas falam de esperança, de ser forte, de se levantar, seguir em frente, encarar as dificuldades, a vida e o que vier. Falam de amar, de estar junto, de ter fé e de acreditar que haverá algo melhor lá na frente, em algum lugar, lá em cima, ou longe. Ela não precisa falar que uma pessoa beijou alguém do mesmo sexo, até mesmo porque ela fala de suas experiências e diz valer para qualquer pessoa. Ela não precisa expor romances homossexuais, heterossexuais, bissexuais, seja lá o que for em seus vídeos ou postagens para apoiar uma causa ou um gênero. Até pela ideologia de gênero ela tem sido criticada, mas ela está rodeada de pessoas que são membros da Comunidade e, de verdade, ela as ama!

Será preciso que ela beije outra mulher para ser considerada merecedora de um prêmio GLAAD? Terá, então, que aplicar uma “temática gay” a uma de suas eras, singles ou vídeos? Ela precisa se “rotular”? Quão ignorantes e “sem tempo” teremos que ser para continuar importando com essas coisas? Ela já disse uma vez que o amor é o que vale, então que cada um ame o que quiser e a quem sentir vontade de amar. Nem o Mariah Now, nem você, leitor, nem qualquer meio de comunicação tem acesso ao extrato bancário de Mariah Carey para saber o quanto de dinheiro ela doa às entidades que apoiam a Comunidade. Não temos acesso a contratos e a adendos, nem a termos de apoio ou parceria. Mesmo se tivéssemos, não poderíamos julgá-la “isto” ou “aquilo”, merecedora ou não. Se a GLAAD a homenageou, houve um motivo e é o mesmo que os anteriormente homenageados tiveram para ir lá. Talvez este seja o momento de refletirmos mais e pararmos de pensar no que um ou outro faz, mas sim de fazer algo de fato, como, por exemplo, ajudar ao próximo, seja com doações, com orações ou apoio moral. Aproveite e ajude aos funcionários da boate Pulse de Orlando, EUA que ficarão sem trabalhar e precisam de ajuda neste momento: http://www.pulseorlandoclub.com/

Até quando a nossa própria base de fãs vai passar por isso?

Nós do Mariah Now amamos todos aqueles que respeitam ao próximo, amamos, inclusive, ter fãs de outros artistas interagindo conosco. Nossas postagens sobre as declarações de um artista ou outro sobre Mariah Carey são de forma esportiva, afinal, estamos aqui para falar de Mariah Carey, mas não para duvidar de sua índole, seu caráter, seus sentimentos ou suas palavras. Nem precisam perder tempo nos atacando por falarmos A ou B sobre Demi Lovato, J-Lo, Ariana Grande, afinal, elas são artistas, figuras públicas, são faladas e, nós apenas levamos tudo para o lado “defensivo”, pois somos o Mariah Now, logo podem ter noção do conteúdo. RESPEITAMOS A COMUNIDADE LGBT e quem a respeita, então o mesmo aplica-se a MARIAH CAREY.

[youtube id=”gCadlN8fexk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

“Stay triumphant, keep on living”

A todas as vítimas do Massacre de Orlando e suas famílias, à Comunidade LGBT e a todos que defendem o respeito e o amor, nosso apoio!

 

Fontes: Portal G1; GLAAD.
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.