Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Notícias

O BuzzFeed conversou com Mariah Carey em sua casa em Beverly Hills para falar sobre seu último single “I Don’t” e sua próxima turnê com Lionel Richie.

Aqui estão 10 coisas que ficamos sabendo:

1. O último single de Mariah, “I Don’t”, não é sobre ninguém em particular:

“I Don’t” é muito mais que uma canção refletindo sobre o amor fracassado. Qual é o processo de composição quando você se senta para escrever uma canção com letras tão cruas e pessoais?

Mariah Carey: As letras que escrevi foram em parceria com uma garota chamada Crystal Nicole – também escrevemos “Touch My Body” juntas com The Dream. Ela estava mais focada em todo o lado pessoal quando estávamos escrevendo essas letras. Eu acho que ela estava subliminarmente me levando para esse lado, e então no final da canção, nós estávamos na mesma página. Estávamos apenas escrevendo palavras em vez de “Vamos fazer isso e aquilo”. Nós não fizemos isso. Apenas terminou da maneira que deveria terminar e eu fiquei tipo, “ficou genial para este momento em minha vida”.

2. “I Don’t” não é uma referência discreta para o slogan icônico de Mariah “I Don’t Know Her”:

Você tem o que se tornou uma das frases mais emblemáticas do século 21:
“I Don’t Know Her”. “I Don’t”  é uma obersvação sutil a isso?

MC: Não! Eu não estava pensando nisso! Mas eu acho que algumas pessoas querem continuar com o meme!

3. O vestido de casamento que Mariah incendiou no final do vídeo musical “I Don’t” não era um vestido de casamento que ela estava planejando usar em uma data posterior:

Há uma parte no vídeo da música “I Don’t” onde vemos você queimar um vestido de noiva. Esse vestido veio de seu armário pessoal?

MC: Bem, fomos comprar um vestido de noiva e depois coloquei no meu armário pessoal, coloquei no meu próprio corpo, rasguei-o e queimei-o em brasas! Era totalmente novo, não um que eu estava planejando usar em outra data.

4. Mariah não iria aceitar um ‘Não’ como resposta quando se tratou de tacar fogo no vestido de noiva…

Qual foi o simbolismo por trás da queima do vestido de noiva?

MC: Eu sempre quis queimar um vestido de noiva. Quando eu fiz “We Belong Together” com Brett Ratner, eu disse a ele que queria queimar a calda de 8 metros do meu vestido de noiva . No final do vídeo de “We Belong Together”, o carro sai, e eu queria que a calda do vestido se incendiasse dramaticamente. No entanto, Brett não faria isso. Então eu fiquei tipo, “Eu vou fazer isso!” E eu fiz isso neste vídeo porque eu pensei que estava de acordo com todo o conceito.

5. … mas Mariah foi quem quase pegou fogo, NÃO o vestido de noiva:

MC: Honestamente – eu não sei se alguém sabe disso – o vestido vermelho que eu estava usando quase pegou fogo quando eu estava andando em torno dele! Eu estava apenas andando e não pude evitar! Eu me entreguei na cena, querida!

6. A foto do Dia dos Namorados de Mariah em uma banheira com o dançarino Bryan Tanaka NÃO era apenas para o Instagram:

“I Don’t” é muito sobre perceber que você merece o melhor. Eu vi uma foto no Instagram de você e seu dançarino Bryan compartilhando uma banheira no Dia dos Namorados. É seguro dizer que você já está com o melhor?

MC: Hum, você já me viu na banheira com outra pessoa antes? [Risos]

7. Mariah ainda não está trabalhando em um álbum…

Nós vimos um lado muito vulnerável de você ao longo de sua recente série, Mariah’s World, que tudo levou a seu novo single “I Don’t”. O  single foi apenas para a série ou os Lambs podem esperar um novo álbum?

MC: Eu estou tão entusiasmada para estar no estúdio fazendo um álbum que chega a ser ridículo! Eu quero entrar no estúdio e fazer um álbum, mas primeiro vamos fazer essa turnê. Eu posso começar a escrever algumas letras enquanto eu estiver em turnê porque eu vou ter algum tempo.

8. … mas “I Don’t” NÃO é a única música nova que ela estará lançando:

MC: Eu estou muito feliz que finalmente consegui fazer “I Don’t” e outra música que eu não posso revelar. A outra música é uma colaboração com alguém com quem já colaborei anteriormente. Eu realmente amo essa música, então estou animada com isso!

9. Sua nova turnê, All the Hits com Lionel Richie não se concentrará apenas em seus sucessos número 1 como o show de Las Vegas:

Você estará em turnê com Lionel Richie no próximo mês na América do Norte. Quão diferente a All the Hits Tour será do seu show atual, #1 To Infinity, que você apresenta no Caesars Palace?

MC: Vai ser diferente porque eu vou escolher as músicas que eu sei que são hits – eles não precisam exatamente ter sido número 1, eles podem ter ficado em segundo lugar. Meu set é de 60 minutos, então eu quero cantar algumas músicas favoritas dos Lambs que ninguém realmente costuma ouvir. Eu definitivamente quero cantar “I Don’t”, e, obviamente, temos que fazer os hits. Eu quero que os fãs reais que vêm a todos os diferentes shows ao redor do mundo – o que eles fazem – se sintam como se eu estivesse os reconhecendo.

10. E Mariah NÃO sabe se ela vai dizer “eu aceito” novamente a outro homem:

Agora você está dizendo “I Don’t”, mas você já se viu dizendo “I Do” a outro homem no futuro?

MC: Eu sempre disse que nunca iria me casar, e então as coisas mudaram. E tivemos a primeira vez…e depois tivemos outro momento…e quase um terceiro…então vamos ver. Parece muito para uma pessoa. Mas nunca se sabe.

Durante uma rara visita à sua casa, a cantora superstar recebeu a Rolling Stone, respondeu seus críticos e deu uma pequena amostra de seu processo criativo na elaboração de um álbum.

A primeira coisa que você espera ver quando você atravessa o portão de acesso de segurança da extensa propriedade alugada de Mariah Carey em Beverly Hills, onde se mudou há algumas semanas, é algo excessivo. E ali está: dois pilares de balões cor-de-rosa, magenta e de cor metálica, balançando na brisa da tarde à entrada da casa principal, o que sobrou dois dias depois do Dia dos Namorados. Não é surpreendente, realmente – ela adora ser festiva. Afinal, ela se tornou a rainha soberana do Natal com seu hit “All I Want for Christmas Is You”, e até mesmo comemorou o feriado pela segunda vez em janeiro de 2016, apenas uma semana depois de ficar noiva do bilionário James Packer.

Voltamos para os dias atuais e Carey começou o ano se renovando. Ela interrompeu o noivado com Packer em outubro, e documentou parte dela em sua audaciosa série, Mariah’s World, onde ela se conectou com seu atual namorado, o dançarino/coreógrafo Bryan Tanaka. Durante a visita de 16 de fevereiro à Rolling Stone, Tanaka está se aproximando da propriedade, andando atrás de seu cachorro, um pitbull de quatro anos chamado Mila, que ele deixou na área da piscina ao lado da casa de hóspedes de dois andares onde os Dembabies – codinome dos gêmeos de cinco anos de Carey – estão brincando. Foi apenas uma semana antes de Carey lançar seu single “I Don’t” feat. YG, uma espécie de recado musical para seu ex, enfatizada por um vídeo musical em que ela queima o vestido de US$ 250.000 que ela planejava usar no casamento.

Faz sentido que ela queira um novo começo, particularmente nesta casa isolada de Los Angeles, completa com uma quadra de tênis e uma academia gigantesca, que é avaliada em US$ 100.000 por mês e possui nove quartos e 10 banheiros. Mas ela está dando uma espairecida na mente, particularmente a nuvem de tempestade que atualmente paira sobre sua carreira: uma performance na véspera de Ano Novo que foi amplamente reconhecida como desastrosa, onde ela cantou seus sucessos “We Belong Together” e “Emotions”, que a enviou em um hiato da mídia social desde então.

“Eu nem quero falar muito sobre isso, mas o que quer que seja, estamos obviamente falando sobre isso, a situação de Ano Novo – isso não poderia ser evitado”, ela diz, conversando com a Rolling Stone dentro de sua casa. Pessoalmente ela é glamourosa, seus brincos de argola cravejados de brilhantes  e diamantes, botões de ouro acentuando seu vestido preto, um anel de borboleta com seu brilhante esmalte prata. Ela olha para você diretamente nos olhos o tempo todo enquanto ela fala, exceto quando ela revira os olhos para uma pergunta que ela não gosta, na forma clássica Mimi de ser.

Sua explicação para o evento do reveillon hoje coincide com a declaração que ela lançou logo após o fiasco, para combater a refutação da Dick Clark Production de que eles ignoraram seu pedido para corrigir um problema com seus monitores internos antes do show. “É apenas algo que, se eu não posso explicar isso para o mundo inteiro, então eles não vão entender, porque não é o que eles fazem. Assim como eu não iria entender alguém que tenha um trabalho de secretária e como executar a função. Eu não poderia, literalmente sou incapaz de estar no mundo real e sobreviver”.

É um dia raro de imprensa para Carey, seu primeiro nos próximos meses desde que virou o ano, e um dia depois que ela lançou “I Don’t” no Jimmy Kimmel Live! Para a performance, ela estava cantando sem uma base de apoio; Foi grandemente saudado como um triunfal retorno à sua velha forma. Alguns até disseram que ela “se redimiu”, uma avaliação reconhecidamente condescendente que desconta grande parte seus 18 Singles em primeiro lugar e foi louvada, como se tornar a terceira cantora que mais vendeu discos nos EUA, ficando atrás de Barbra Streisand e Madonna. Ela tem décadas e décadas de atuações estelares ao longo de sua carreira – “Não acrescentem muitas décadas”, diz ela – e apenas um punhado de percalços públicos, nenhum dos quais recebeu quase tanta atenção como o acidente de Ano Novo.

Então, como ela lida com a controvérsia em 2017? “Eu costumava ficar chateada com as coisas”, diz ela. “Isso estava fora do meu controle, e se tudo não tivesse sido uma bagunça tão caótica, então eu teria sido capaz de fazer algo acontecer. Mesmo os dançarinos deveriam ter parado de dançar e me ajudado a sair da merda do palco. Foi uma bagunça, e eu culpo todo mundo, e me culpo por não ter ido embora depois do ensaio”.

Seu foco se voltou para a família, particularmente cultivando seu relacionamento com Tanaka. Parecia relativamente rápido que eles começassem a ficar confortáveis publicamente após sua separação de Packer, mas a amizade dos dois começou em 2006, quando ele era dançarino dela numa turnê, e culminou em um vídeo amplamente circulado do Mariah’s World, onde ele pergunta se ela realmente quer se casar com Packer, no que muitos especularam ter sido uma cena de roteiro. Mais recentemente, Carey postou uma foto no Instagram deles juntos em uma banheira no Dia dos Namorados; Ela ainda considera seu relacionamento praticamente secreto.

“Eu não acho que estamos nos expondo da mesma forma que meus relacionamentos foram expostos antes”, diz ela. “Para mim, a melhor coisa a fazer é mantê-lo um pouco mais privado, mas eu não vou deixar de sair com ele e de desfrutar nossas vidas porque todo mundo pensa: ‘Oh, é muito cedo!’ Todos nós vimos o programa, isso não é uma surpresa”.

 

 

Assim como aparenta, Carey parece estar saboreando sua liberdade como musicista para gravar com facilidade. “I Don’t” é um single autônomo que reinterpola e usa o sample de Donell Jones, “Where I Wanna Be”, na tradição de Carey. Ela tem estado um passo à frente desse jeito – alguns de seus melhores remixes vem de músicas como “Pure Imagination” para “I Still Believe” e “My Boo” do Ghost Town DJ, que ela arranjou para o remix de “HATE U”, e viu um ressurgimento no ano passado, graças ao Running Man Challenge. “A coisa agora é uma tendência, e uma tendência que eu estou muito familiarizada, fazendo canções ao redor de samples diferentes, é isso que eu faço. Não importa se você está inspirado por músicas dos anos 80 e 90”.

Carey não tem planos de gravar uma sequência para o seu subestimado álbum de 2014, “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse”, embora ela tenha esboçado “coisas conceituais” com o DJ Khaled e Travis Scott no estúdio. Em vez disso, ela diz, planeja gravar singles quando ela não estiver na estrada com Lionel Richie em sua próxima turnê conjunta. Ela está particularmente empenhada em fazer da casa dela um lar – parece um pouco vazio, uma lareira acentuada por algumas fotos dela em um traje vermelho, de férias com seus gêmeos, e um corredor vazio te levando no local em que ela está passando o dia dando entrevistas. “As pessoas que têm uma opinião sobre mim, alguns deles pensam, ‘Oh, ela não tem direito às mesmas regras que outra pessoa'”, diz ela. “Eu tento dar o meu melhor”.

Ela é conhecida como uma lenda do soul, um fenômeno pop, e uma das artistas femininas que mais vendeu em todos os tempos, vendendo 220 milhões de discos. Agora, chegando março, Mariah Carey está vindo para Grand Rapids para tocar com Lionel Richie! Antes de vê-la no palco, Todd teve a chance de conversar com ela sobre a turnê, performances passadas e muito mais.

Todd: Eu assisti o (programa) Kimmel recentemente; Eu acho que você enterrou, de uma vez por todas, o seu desempenho da véspera de Ano Novo, você arrebentou! Você botou para quebrar no Jimmy Kimmel; Conte-nos um pouco mais sobre seu novo single e seu desempenho (no Jimmy Kimmel Live!).

Mariah: Muito obrigada, foi um encontro (profissional) muito feliz com YG! Eu fiquei muito contente que ele pôde viajar para fazer o live comigo. A música se chama “I Don’t”, e é uma das minhas favoritas. Eu definitivamente vou cantá-la na minha turnê, assim como os outros hits. Os fãs provavelmente vão querer ouvir algumas músicas que não canto há muito tempo, ou que eu nunca possa ter cantado, então, vou fazer uma surpresa para eles. Vou ter alguns convidados muito especiais. Não estou me sentindo pressionada, é “apenas” um show de 60 minutos com algumas novas músicas, alguns hits e material especial.

Todd: Nós estamos todos animados em saber que você tocará alguns de seus hits. É muito bom saber que você irá misturar antigos hits com músicas “novas”. Você poderia fazer um show de 3 horas apenas com seus hits. Quero dizer, você tem tantos hits lá fora. Eu vi que 17 das canções que alcançaram o topo das paradas são de sua autoria. Quão importante é para você escrever suas próprias músicas?

Mariah: Bem, obrigado por fazer essa pergunta, porque muitas vezes as pessoas pensam que o fato de eu ser uma mulher, ou o que quer que seja, não tenho crédito. Eles realmente não querem falar sobre o fato de que você escreve suas próprias músicas. Eu tenho escrito e cantado desde que eu era uma menina, então isso faz parte de quem eu sou. Minha coisa favorita é escrever músicas no estúdio. Eu adoro tocar para os meus fãs músicas novas.

Todd: Muitas pessoas ficam imaginando como você consegue escrever tantas músicas, ficam se perguntando: “Como ela faz isso?”. Você começa (a música) pela melodia ou começa com as palavras?

Mariah: Para mim, começa com a melodia, porque é algo que chega primeiro. Às vezes, eu apenas vou estar sentada, ou seja, o que for, e a melodia “chega”. Às vezes eu gosto de sentar com alguém que seja um incrível pianista, ou seja, um milhão de vezes melhor do que eu, para me inspirar. Algumas pessoas gostam de trazer uma batida. Eu vou ouvir a batida, e se eu gostar, vou fazer uma melodia complementar ou colaborar nas letras. Adoro colaborar com outros artistas.

Todd: Você está nos ouvidos das pessoas o tempo todo; Você está em um monte de playlists das pessoas. Estamos sempre com suas músicas em nossos iPod’s. O que tem no seu (iPod)? O que você tem ouvido?

Mariah: Quem está na minha playlist agora? Chance the Rapper, eu o amei desde a primeira vez que escutei seu álbum. Eu estava escutando-o muito um par de meses atrás e estou muito feliz por seu sucesso. Obviamente, estou ouvindo YG também, e ele tem uma de minhas canções favoritas, “Write in Hell.” Sinceramente, eu escuto muito mais Hip Hop e R&B do que música Pop, então eu não estou saindo pela tangente.

Todd: Falando em tangente, eu vi uma foto onde você está de saltos jogando boliche. Aquele era você?

Mariah: Eu recebi algumas pessoas em casa e nós estávamos jogando boliche, porque há uma pequena pista de boliche lá. Eu acho que eles tiraram essa foto por trás. Como eu não vi, eu não aprovei. Se eu não aprovei, então não era eu (rs)!

Todd: Essa foi uma ótima resposta! Agora, Lionel Richie obviamente é uma lenda. Lionel Richie é daqueles cantores que você conhece apenas pelo primeiro nome. Como é estar em turnê com ele?

Mariah: Bem, eu estou muito animada porque, como você disse, ele é uma lenda! Ele tem feito música há tanto tempo, ele tem um vasto catálogo de música. Sinto-me muito honrada por estar nesta turnê e ter meus 60 minutos para cantar meus hits, fazer minhas coisas, e fazer o melhor que eu posso.

Todd: Aproveitando que estamos falando de Lionel, quando penso nele, uma das canções que me vem à mente é o dueto dele com Shania de “Endless Love”. Existe alguma chance de vermos um dueto entre vocês? Vocês vão cantar alguma música juntos?

Mariah: Bem, você sabia que fiz um dueto dessa música com Luther Vandross? Que ele descanse em paz.

Todd: E sobre Lionel? Alguma chance de vocês dois cantarem juntos quando vierem pra Grand Rapids?

Mariah: Nós conversamos sobre isto e acho que ficaria legal. Vamos ver como vai funcionar (a logística), porque uma vez que eu saia do palco, é realmente difícil para voltar. Eu sou meio, “garota, vamos fazer isso agora juntos”!

Todd: Claro, como sempre, você foi incrível, e não tenho palavras para agradecer o suficiente pela entrevista. Estamos muito ansiosos para vê-la em Grand Rapids.

Fonte: Fox 17 News

Está com borboletas no estômago? Isso pode ser porque a Rainha do Pop, Mariah Carey, está de volta a Dubai após 13 anos desde sua última, e única, passagem pela cidade. Carey fará um show no dia 23 de fevereiro no Emirado de Dubai.

A artista, também conhecida como Mimi, irá se apresentar no Dubai Media City Amphitheater como parte do Emirates Airline Dubai Jazz Festival. Ela vai compartilhar o mesmo palco com Tom Jones e Enrique Iglesias, que vão subir ao palco em 22 e 24 de fevereiro, respectivamente.

Carey, que estrelou recentemente “Mariah’s World”, um reality show sobre sua vida em turnê, promete se manter nas manchetes em 2017. Ela cumpriu essa profecia esta semana, confirmando seu relacionamento com o dançarino Bryan Tanaka, vários meses depois de anunciada sua separação do noivo James Packer (Carey foi, anteriormente casada, com Nick Cannon e Tommy Mottola). Mas antes disso, ela falou ao Gulf News em entrevista por e-mail sobre por que ela nunca desistiu do amor – e deu um engraçadíssimo conselho pra Mariah de 18 anos de idade.

Gulf News: Faz muitos anos desde que você se apresentou aqui em Dubai. O que você planejou para o seu concerto dessa vez?
Mariah Carey: Eu não quero estragar a surpresa, mas vou cantar algumas das músicas preferidas dos fãs. Eu não poderia estar mais feliz de estar de volta a Dubai depois de todos esses anos. Como sempre, vou trazer diversão e o glamour.

GN: Você tem uma infinidade de hits que as pessoas gostam de ouvir ao vivo. Mas qual é a música que mais te excita cantar?
MC: Isso é como pedir a um pintor para escolher a sua cor favorita. Eu não poderia dizer. Realmente depende do humor que estou no momento. Acho que tenho uma música que se adapta a cada humor em qualquer momento.

GN: Se você tivesse que aposentar um dos seus hits durante sua turnê, para dar um descanso aos fãs, qual seria e porquê?
MC: Isso é uma pegadinha? Eu não posso responder isso, eu jamais retiraria uma música (da minha turnê) que meus fãs gostam.

GN: Chamar alguém como “a próxima Mariah Carey” é uma das maiores honras nos dias de hoje. Como você se sente sobre outros cantores sendo comparados a você?
MC: Não me sinto honrada quando dizem isso a todos, mas é uma honra ser apontada como inspiração.

GN: Você estava recentemente no estúdio com DJ Khaled e Travis Scott. Você pode nos dizer em que vocês três estavam trabalhando?
MC: Eu amo convidar pessoas talentosas como DJ Khaled e Travis Scott para trabalharem comigo. Nós apenas estávamos nos divertindo. Eu não posso dizer exatamente em que estávamos trabalhando, mas será algo legal.

GN: Quais são os principais projetos em que você está trabalhando para 2017? Em termos de álbuns, você está trabalhando em outro disco no momento? Podemos esperar um 15º álbum de estúdio?
MC: Começarei minha turnê nos Estados Unidos com Lionel Richie em 15 de março e isso vai ser grandioso. Eu acabei de lançar o meu mais novo single “I Don’t” com YG. Eu sempre escrevo enquanto estou na estrada, então músicas novas são sempre possíveis. Qualquer coisa pode acontecer em 2017.

GN: Você bateu muitos recordes, incluindo ter a música que mais tempo ficou no topo da Billboard (“One Sweet Day”). Será que o desejo por fazer novos sucessos passou ou você ainda fica empolgada com isso?
MC: O desejo nunca desaparece. Além dos meus filhos, a música é o que mais me importa. Quando algo que eu crio se conecta com pessoas em um nível mais profundo, isso é mágico. Tenho muita sorte em fazer o que mais amo.

GN: Você sempre escreveu sobre o amor de uma maneira honesta, e você foi implacável em sua busca. O que você mais valoriza no amor?
MC: Eu valorizo tudo sobre o amor: os altos, os baixos, a honestidade, a alegria, a dor. O amor é puro e isso é muito especial.

GN: Você estará em Dubai logo após o Dia dos Namorados. Qual é o presente mais incrível que você recebeu nessa data?
MC: Eu já fui surpreendida com um avião abarrotado de rosas. Foi um momento impossível de se esquecer.

GN: Você está nessa indústria (musical) desde a sua adolescência. Sabendo o que você sabe agora, o que você diria para a sua versão de 18 anos?
MC: Isso é fácil: não se casar.

GN: O que a motivou a se tornar uma cantora naquela época? E o que motiva você a continuar nesse caminho?
MC: Sou motivada pelo meu amor a música, bem como meus fãs, eles são tudo pra mim. Mal posso esperar para ver todos em Dubai.

Fonte: Gulf News

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.