Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Notícias

NOVA YORK (AP) – É um dia doce para Mariah Carey: a diva pop, que co-escreveu 18 de suas 19 canções número 1, será apresentada no Hall da Fama dos compositores.

Juntando-se a Carey para a classe 2020 estão os Neptunes (a dupla Pharrell Williams e Chad Hugo), as ex-integrantes do Eurythmics Annie Lennox e Dave Stewart, os Isley Brothers, Rick Nowels, William “Mickey” Stephenson e Steve Miller.

Os atos serão oficialmente apresentados no 51º jantar anual de indução e prêmios do Songwriters Hall, no dia 11 de junho, na cidade de Nova York. Os compositores são elegíveis para indução depois de escrever canções de sucesso por pelo menos 20 anos.

Carey, cujos sucessos incluem “We Belong Together” e “Hero”, lançou seu álbum de estréia auto-intitulado em 1990. Com 19 sucessos nº 1 na parada Billboard Hot 100, ela está apenas atrás dos Beatles, que tiveram 20 músicas no topo do gráfico. Sua música festiva, “All I Want for Christmas Is You”, de 25 anos de idade, alcançou o primeiro lugar no Hot 100 em dezembro e janeiro – fazendo de Carey a única artista a ter o primeiro lugar nos anos 90, 2000, 2010 e 2020.

A única música que Carey não escreveu que foi para o número 1 foi um cover – sua versão de “I´ll Be There”, de Jackson 5.

Vinte e quatro atos estavam em disputa para a classe 2020 do Songwriters Hall of Fame, incluindo Outkast, R.E.M., Patti Smith, Journey, Vince Gill e Gloria Estefan. Apenas seis compositores, ou grupos de compositores, são introduzidos a cada ano.

Fonte: Daily Mail

No programa desta quarta-feira, 8/1, a atriz participou da mesa-redonda junto com Suzana Pires, a Virgínia Alcântara de ‘Bom Sucesso’

 

Acostumada com o sucesso absoluto, Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães) não gostou nem um pouco de ter que dividir os holofotes com Virgínia Alcântara (Suzana Pires)! Mas se em Bom Sucesso as duas não se bicam, no Papo de Novela o clima é bem diferente!

As atrizes Ingrid Guimarães e Suzana Pires participaram juntas da mesa-redonda e mostraram que a vida real, nesse caso, não imitou a arte. Juntas, elas comentaram a reta final da novela das 7, das brigas hilárias das duas estrelas de ‘Relvas da Paixão’, dos bastidores das gravações e muito mais!

Aliás, para compor a inigualável Silvana Nolasco, Ingrid revelou ter se inspirado em grandes divas da música, da TV e do cinema: de Mariah Carey e Marilyn Monroe, passando por Claudia Raia e Susana Vieira!

“É muito gostoso brincar de ser diva! Eu vi muitos vídeos da Mariah Carey, da Marilyn Monroe, me inspirei muito em divas que continuaram sendo divas durante muitos anos. Me inspirei muito na Claudia Raia, e conversei com ela no início da novela. Ela falou: ‘Ingrid, é uma pose. Nunca você não pode estar ereta.”

Além das dicas de Claudia Raia, Ingrid relembrou o toque que recebeu de Susana para fazer sucesso com sua personagem:

“Ela falou: ‘Meu amor, autoestima! Você tem que se achar a maior atriz do Brasil!’. Eu respondi: ‘Ótimo. É isso que eu vou fazer!’. Fiz um mix de Mariah Carey com Susana Vieira e Claudia Raia.”

É claro que com essas inspirações o papel não poderia dar errado, né? E tudo ficou ainda melhor com a chegada de Suzana Pires para apimentar a novela com sua Virgínia Alcântara. No início, era para ser uma simples participação. Mas, logo em suas primeiras cenas, a repercussão já foi estrondosa:

“Quando eu fui no Twitter, levei um susto. Deu uma repercussão muito grande. Mas é que foi muito engraçado, e foi explosivo mesmo! O Twitter é um termômetro muito legal!”, contou Suzana.

Durante a mesa-redonda, as atrizes também repercutiram o romance inusitado de Silvana com Mario, personagem de Lúcio Mauro Filho, de quem Ingrid é amiga de longa data. Aliás, isso chegou a causar um nervosismo durante as gravações do primeiro beijo dos personagens:

“No primeiro dia que eu fui beijar ele me deu um nervosinho. É como se estivesse beijando um irmão. Fiquei mais nervosa pra beijar ele do que o Romulo Estrela. Foi muito estranho o primeiro beijo, gente, foi esquisitíssimo”, brincou Ingrid.

“Lucinho é muito querido, faz a maior diferença no set”, complementou Suzana.

E já que Bom Sucesso já se encaminha para a reta final, Ingrid Guimarães aproveitou para fazer um pedido aos autores, Rosane Svartman e Paulo Halm: ela quer um final inesperado para Silvana Nolasco:

“O mais legal desse personagem é a crítica à fama. É uma maneira muito inteligente e legal sobre como a fama hoje em dia tem um outro aspecto. Eu gostaria que fosse um final inesperado, porque ela não está num padrão de um personagem normal de novela”, comentou.

Ao relembrar a trajetória de sua personagem, a atriz brincou:

“Eu fiz três novelas nessa: Bom Sucesso, Precipício do Amor e Relvas da Paixão. Em uma mesma novela eu fui rainha de bateria, fiquei cega, caí do precipício, fiquei grávida de gêmeos… Nada é light.”

Já em clima de despedida, Ingrid ressaltou a harmonia no set de gravações e destaque que o público consegue perceber, em cada cena, a sintonia do trabalho de todos da equipe que coloca a novela das 7 no ar diariamente:

“A verdade é que cada novela é uma experiência. Essa novela foi muito amorosa. Todo mundo ficou amigo. É uma novela sem polêmica, e acho que de uma certa maneira essa harmonia, felicidade e alegria passam pro público.”

Fonte: GShow

Mariah Carey começou o ano ostentando e alugou um verdadeiro palacete na República Dominicana, que está custando cerca de US$ 18 mil por noite (mais de 70 mil reais). Caso queira comprá-la, ela está avaliada em US$ 30 milhões (mais de 120 milhões de reais).

A cantora passou pouco mais de uma semana em Juanillo Estates, em uma comunidade de luxo intitulada de Cap Cana, segundo o site TMZ. Ela passou os primeiros dias de 2020 ao lado do namorado, Bryan Tanakara, e seus filhos gêmeos de 8 anos.

A propriedade conta com 40 mil pés, sua própria praia particular de areia branca, nove quartos, uma grande mesa de jantar com 24 lugares, uma ampla piscina e duas cozinha totalmente equipadas.

Carey comemorou o sucesso do seu clássico de Natal, All I Want for Christimas Is You, que fez dela a primeira a artista a chegar no Top 100 da Billboard em quatro décadas distintas, e o novo clipe, que já teve 32 milhões de visualizações.

Como se não bastasse, a artista contou ainda com um show de fogos de artifícios para celebrar o início de 2020. O show custou 1 milhão de dólares, o equivalente a pouco mais de 4 milhões de reais.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hello 2020! 🎉 Cheers, toast, bravo to a spectacular new year!! 🥂❤️

Uma publicação compartilhada por Mariah Carey (@mariahcarey) em


Fonte: NaTelinha

Se há um gênero que sofreu as mudanças mais abrangentes nos anos 2010, é o R&B.

Desde a sobrevivência do fenômeno EDM até o declínio nas vendas de música para mais artistas seguindo o caminho independente, esta década parecia impedir mais desafios para artistas estabelecidos e emergentes.

E não devemos esquecer os debates em andamento sobre “o estado do R&B” e os críticos que declaram o R&B um “gênero morto” em mais de uma ocasião.

Ainda assim, com toda essa conversa dura sobre R&B, o que permaneceu consistente ao longo desta década foi a quantidade generosa de música extraordinária dos artistas que sempre adoramos àqueles que amamos.

Após muitos debates internos e noites sem dormir, a equipe editorial da Rated R&B compilou uma lista sem classificação dos 50 Melhores Álbuns de R&B da década de 2010. Os álbuns estão listados em ordem alfabética.

13. Caution — Mariah Carey (2018)

Uma lenda da música não pode lançar um álbum sem grandes expectativas de fãs e críticos. Ao longo de sua carreira, Mariah Carey sempre estabeleceu e excedeu o nível de excelência musical com seu alcance vocal impecável e suas letras hipnotizantes. Caution, o 15º álbum de estúdio de Carey, provou por que ela conseguiu vender mais de 200 milhões de discos ao longo de sua carreira. Se ela está cantando baladas ternas como “With You” e “Portrait” ou exibindo seu lado brincalhão em “A No No” e “GTFO”, o Caution lembra agradavelmente ao mundo que existem níveis para o talento de Carey. – K.S.

Ouça: Apple Music / Spotify

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.