Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Andy Cohen

NOVA YORK (AP) – Um livro de memórias de Mariah Carey está na lista de títulos da Andy Cohen Books.

Henry Holt e Company anunciaram quinta-feira que a marca própria de Cohen será lançada em 2020. Diz que a marca contará com três obras de não-ficção de mulheres.

As memórias de Carey serão sobre sua jornada para o status de superestrela.

Os outros trabalhos são “The Queen V”, da Dra. Jacqueline Waters, membro do elenco de “Married to Medicine”, do canal Bravo, e “Bodacious Dreams and Bevelations”, de Bevy Smith, ex-co-apresentadora da “Page Six TV”. ”

Cohen é o produtor de TV por trás da franquia “The Real Housewives”apresentador do “Watch What Happens Live Live with Andy Cohen”,ambos exibidos na BravoTV!.

Holt é o editor dos três best-sellers de Cohen: ““Most Talkative,” ″The Andy Cohen Diaries,” e “Superficial.”

Mariah Carey revelou numa entrevista que, durante um evento em 2013, o seu filho Moroccan vomitou no vestido de Michelle Obama. “Foi um dos momentos mais humilhantes da minha vida.”

Os gêmeos de Mariah Carey tinham apenas dois anos quando, em 2013, acompanharam a mãe à cerimônia de iluminação da árvore de Natal da Casa Branca. Mas nem tudo correu como esperado. É que o menino, Moroccan, se sentiu mal e vomitou em cima do vestido de Michelle Obama, então primeira-dama dos EUA.

“Foi um dos momentos mais humilhantes da minha vida. Ela disse ‘Obrigada, Rocky [alcunha de Moroccan]. Graças a você não poderei usar este vestido novamente”, revelou a cantora de 48 anos em entrevista no programa de Andy Cohen.

Moroccan e a sua irmã, Monroe, têm agora sete anos. São fruto do casamento de Mariah Carey com o músico e apresentador Nick Cannon, de quem se separou em 2014.

Fonte: NTVT

Mariah Carey esteve mais uma vez no programa Watch What Happens Live with Andy Cohen na Bravo TV. Desse vez ela visitou os estúdios para promover o álbum ‘Caution’,que foi lançado na última sexta-feira, dia 16.11.

Durante a entrevista, Mimi revelou que já está cansada de cantar “All I Want For Christmas Is You” e “Hero” em seus shows, porém nunca tirará as faixas de seus concertos, especialmente “Hero”, pois os fãs tem um apego emocional com essa música e também pois esse é o momento mais emocionante de seus concertos.

Também falou sobre a Cardi B, disse que adoraria gravar um remix da faixa “A No No” com a Cardi e Lil’ Kim.

Mariah revelou também que fará um medley com algumas músicas do ‘Glitter’ na ‘Caution World Tour’. #JusticeForGlitter

Ela também falou sobre a melhor memória que ela tem cantando ao lado da Aretha Franklin no VH1 Divas Live de 1998. Mariah revelou que estava muito nevosa, pois elas improvisaram o dueto ao vivo, que não houve um ensaio antes oficial antes da apresentação na TV. As duas tentaram improvisar um ensaio no trailer trocando de roupa.

Mimi também lembrou do momento icônico que ela sem querer roubou o lugar de Meryl Streep no Golden Globes.
https://www.youtube.com/watch?v=OJeq7IVlOnI

Ela foi questionada também sobre o que ela e Britney Spears conversaram em seu último encontro. Mariah disse que não se recorda muito, pois elas estavam em uma festa se divertindo muito. Porém, ressaltou que Britney Spears é uma meninadoce e sempre foi muito gentil, desde a primeira vez que elas se encontraram em 1999.

Além disso, Mariah também lembrou de bons momentos ao lado de Whitney Houston, sobre cantar no intervalo do Super Bowl e muitas outras coisas, assista ao vídeo abaixo:

“Foi uma merda”: Will Ferrell confirma que Mariah Carey chegou atrasada no set de filmagens, se recusou a fazer uma cena e exigiu bichinhos de pelúcia antes que sua participação no filme fosse descartada.

As exigências de diva de Mariah Carey, que fizeram com que sua participação no filme The House fosse descartada, foi bem divulgada por alguns atores do filme.

Will Ferrell, que protagoniza a comédia, confirmou as reivindicações feitas pela estrela e deu ainda mais detalhes sobre a produção desafiadora, quando foi entrevistado por Andy Cohen no Watch What Happens Live na quinta-feira.

O ator de 49 anos revelou que Mariah chegou quatro horas atrasada no set de filmagem. Tão tarde, de fato, que lhe foi dito para ir para casa antes mesmo de ela chegar.

“Às 11 horas houve bateram na porta do meu trailer e me disseram para ir para casa”, ele disse a Cohen. “Entrei no meu carro e deixei todo mundo no set e isso não aconteceu”.

Cohen perguntou ao comediante quais anotações Mariah havia feito para sua pequena participação.

“Uma anotação dizia ‘eu não quero fazer essa cena'”, ele explicou,“embora tenha sido totalmente aprovado na época “.

Ferrell também revelou que Mariah não queria cantar a música que eles tinham decidido para ela fazer – algo que não é fácil de mudar no dia de gravação.

“[Ela prefere cantar] outra coisa, o que é difícil com o pouco tempo que tínhamos e isso se tornou um caos”.

Will Ferrell também confirmou os relatos de que Mariah insistiu que seu trailer estivesse cheio de cordeiros de pelúcia, uma referência a seus fãs que ela chama de “Lambs”.

Durante uma aparição de TV, na semana passada, Ferrell disse os problemas que a equipe encontrou ao filmar com o ícone Pop.

Ele revelou que a cantora  “finalmente apareceu” nos estúdios de Los Angeles para gravar sua participação no filme.

“Houve sugestões que não foram executadas, então, não, ela estava no nosso set e as coisas aconteceram. E não aconteceram”, disse o ator, no Late Night de quarta-feira com Seth Meyers.

Outro ator do filme, Cedric Yarbrough, usou as redes sociais para descrever como “abusiva” a atitude de Mariah por manter o elenco e a equipe esperando “quatro horas” apenas para se recusar a fazer a cena como estava escrita.

“Ok, já que Will Ferrell está falando, também vou falar!” O comediante de 44 anos escreveu em um post (que depois foi excluído) do Facebook.

“Enquanto esperávamos, o diretor [Andrew J. Cohen] e a equipe, tiveram a ideia de filmar uma pirueta que a dublê de Mariah faria e depois buscaria Mariah para finalizar. Eles fizeram a cena. Tudo ocorreu bem. Quando Mariah finalmente apareceu, ela se recusou a finalizar a cena. ‘querida eu nunca faria assim’. Eu a ouvir dizer essa exatas palavras”.

O ator continuou: “Ela então pediu a um grande ventilador para que seu cabelo ficasse voando na câmera que ficaria acima dela, basicamente uma cena de grua. Essa moça não foi profissional e foi abusiva como o nosso diretor, que tentou a melhor maneira para atender todos os desejos dela”.

Cedric – que interpreta Reggie Henderson no filme – escreveu que ele deixou pra lá a “pior parte” do comportamento nada profissional da cantora naquela noite.

“Na comunidade de atores, não é uma forma muito boa de se chamar a atenção dos seus colegas. Eles podem estar em um dia ruim, passar por algumas coisas pessoais, e talvez Mariah estivesse assim, eu não sei “, acrescentou Yarbrough.

“Mas eu sei que a nossa equipe não mereceu isso, nosso diretor também não…Para vocês, jovens atores, chegue na hora, decore sua lição de casa, mas seja cortês e respeitoso. Para nós veteranos, o mesmo. Esse tipo de comportamento deve ser exposto. Sinto falta de “Eu tive uma visão do amor”, Mariah [citando “Vision Of Love”] . Seja mais profissional”.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.