Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

“I don’t mean to be rude

Westlife_carey

O empresário, ex-jurado do American Idol  e o jurado do X-Factor, Simon Cowell, lançou em 2004 um livro batizado de “I don’t mean to be rude, but…”  e citou Mariah Carey em um dos capítulos.

Apesar de antiga a notícia, o trecho é interessante!

Confira abaixo o trecho:

Eu gosto muito de Mariah Carey e tive a oportunidade de passar um tempo com ela em estúdio, mas honestamente, posso dizer que foi uma  das experiências mais estranhas que tive na vida. Durante toda à tarde que passei com ela, só havia um assunto que ela poderia falar sobre: ela mesma. Foi o único assunto que sua equipe falava o tempo todo também. Na época, ela estava começando a ter um período de declínio na carreira, mas talvez isso nunca teria acontecido se ela tivesse outras pessoas ao seu redor. Eles concordavam com ela em tudo, desde os seus agentes, maquiadores e até os backing vocals.

Neste caso em particular, nos reunimos porque ela produziu e cantou um dueto com um dos meus grupos, o Westlife. Quando a fita foi enviada para mim, eu coloquei para tocar e estava horrível. Ficou horrível, então liguei para sua gravadora em Londres para dizer que eu não ia lançar a faixa assim. Eles relutaram, mas eu me mantive firme. Por fim, eles falaram para eu mesmo dizer isso para Mariah, e então fiquei feliz em poder fazer isso.

Então, tive que viajar até o Canadá para conhecê-la e no meio do seu ‘sim’ em conjunto, dizer a ela que achei que a produção ficou horrível e precisava ser alterada. Quando eu disse isso, houve um silêncio mortal, era como se eu tivesse cuspido na Rainha em pleno tribunal, mas eu não poderia me deixar abalar, eu apenas queria um hit. E no fim, mudamos a gravação e a música foi número um.

Quero dizer, eu amo a Mariah – ela é uma estrela de verdade e ironicamente esse estilo de diva modesta faz parte de seu apelo. Porém, eu não fiquei surpreso quando sua carreira foi por água abaixo. Ficou claro ali que ela não tinha ninguém ao seu redor para lhe dizer a verdade. O Prince também provavelmente passou por uma situação semelhante, e para ele custou mais caro – acho que faz uns dez anos que ele não lança nenhum disco decente.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.