Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Kevin Parker

Líder da banda que toca no Lollapalooza falou com G1 neste sábado.
Ele disse ser fã dos Mutantes: ‘Não sabia que eram daqui de São Paulo!’

Falar com Kevin Parker, líder do Tame Impala, é começar perguntando sobre Mutantes e terminar falando de Rihanna.

É um bom resumo do som da banda, atração deste sábado de Lollapalooza. Ela vai do psicodélico ao pop.

“Estou certo que vai haver alguns fãs de Rihanna procurando o Tame Impala depois do cover que ela gravou, não sei quantos. Mas claro que é sempre bom ganhar novos fãs”, explica Parker, em entrevista ao G1.

Ele diz que as lembranças que tem do Brasil são todas “um borrão na cabeça”. “Mas é divertido saber que estamos voltando pela quarta vez para cá.”

Parker diz que o atual show do Tame Impala ficou melhor do que ele pensava que seria. “Porque hoje temos muita tecnologia para levar as coisas do estúdio para o palco. Se fosse uns dez anos atrás, a gente ia penar. Mas hoje é tudo mais fácil, até coisas que parecem impossíveis de tocar”, conta ele.

“Sou um grande fã de Mutantes”, garante Parker. “Não sabia que eles eram daqui de São Paulo! Legal, mas não tive a chance de conhecer nenhum deles aqui”, lamenta.

Para fechar, uma pergunta: depois da Rihanna, qual artista poderia também fazer uma versão de música do Tame Impala? “Sempre achei que se a nossa música ‘Feel We Only Go Backwards’ seria muito legal de se ouvir com uma grande voz tipo da Whitney Houston, acho que seria um hit“, arrisca ele. Como não pode ser a Whitney, quem seria? “Alguém com um vozeirão. A Mariah Carey seria demais”, responde.

Fonte: G1

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.