Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Las Vegas Sun

A nova residência de Mariah Carey em Las Vegas se chama “The Butterfly Returns”. Ela abre o show, que começou em 5 de julho, com o sucesso “Honey”, o memorável primeiro single de seu álbum de 1997, também chamado de “Butterfly”. Em parte porque o vídeo de “Honey” fez a estrela pop desempenhar o papel de uma agente secreta capturada que escapa de algemas, mergulha em uma piscina, ressurge em um biquíni dourado e rouba um jet ski para completar sua libertação tropical.

Muitos observaram que isso era mais do que apenas diversão musical, já que Carey havia recentemente se divorciado do executivo da Sony Music, Tommy Mottola, e assumido mais controle criativo sobre sua carreira; ela estava se afastando das baladas pop que fizeram dela uma das artistas que mais vendeu discos e incorporando mais elementos de R&B e hip-hop em seu som.

É igualmente apropriado que seu novo show em Las Vegas comece com “Honey”, porque apesar de estar no mesmo local de sua residência inicial de dois anos no Colosseum do Caesars Palace, “The Butterfly Returns” é sobre o que Carey quer agora e não apenas cantar os seus 18 hits que alcançaram o topo das paradas na série de concertos “Number 1 to Infinity”. Ela parecia confiante e relaxada em sua performance em 7 de julho, uma coleção de sucessos e  músicas favoritas que pareciam fascinantes, mas mais íntimas e pessoais do que a residência que ela fez no ano passado.

Carey se comunicou mais com seus fãs entre as músicas, explicando que está trabalhando em um novo álbum antes de lançar-se no groove motivacional de “Make It Happen”. Ela compartilhou com alegria que “Always Be My Baby”, de 1995, tem um significado totalmente diferente agora que se tornou uma canção que ela canta para os gêmeos Monroe (Roe Roe) e Moroccan (Rocky), e as crianças mais uma vez se juntaram a ela no palco durante o segundo verso da faixa. Ela ainda alcança as fantásticas notas altas durante “Emotions” e traz o parceiro de longa data, Trey Lorenz, e o diretor musical Daniel Moore para cantar “One Sweet Day”.

Carey apresentou uma interpretação particularmente forte de “Can’t Let Go”, que alcançou o segundo lugar no Hot 100 da Billboard em 1992, uma ótima faixa de mid-tempo que não se encaixava em sua produção anterior. Ela está obviamente feliz por ter mais flexibilidade com a setlist, incorporando também “Can’t Take That Away” do sétimo álbum de estúdio, “Rainbow”. Essa inspirada balada não teve promoção por parte de sua gravadora após seu lançamento inicial, mas permanece uma faixa favorita dos fãs, conforme endossada pela plateia do Colosseum.

A atual rotina de encerramento de Carey combina “Love Hangover”, de Diana Ross, com a sua própria canção “Heartbreaker”; traz os fãs no palco para um brinde durante “Touch My Body”; A banda conquistou ainda mais fãs para o grande sucesso de 2005, We Belong Together”, e finalmente fecha com “Hero”. Sua voz estava consistentemente forte durante um show simplificado, com poucas peças grandes, adereços e coreografias, permitindo que a estrela brilhasse do jeito que ela gosta.

Mariah Carey se apresenta nos dias 10, 14 e 15 de julho no Caesars Palace e  retorna nos dias 31 de agosto a 10 de setembro.

 

Se as decorações extravagantes e pistas temporárias de patinação no gelo na Strip ainda não trouxeram o espírito do Natal para Las Vegas, Mariah Carey selou o acordo The Colosseum na noite de quinta-feira. O primeiro show de Natal da superstar em Las Vegas – no mesmo local do Caesars Palace, onde Carey fez sua residência de dois anos no início do verão – foi uma explosão de brilho natalino, com um coro de crianças dançantes, Papai Noel, várias mudanças de roupa (sempre deixando Mimi marvilhosa), e flocos de neve brilhantes que as cortinas do palco não conseguiam tampar o cenário.

Carey expandiu seus shows anuais de Natal na cidade de Nova York em uma mini-turnê este ano, e apesar de cancelar as primeiras datas, ela realizou três shows no Beacon Theatre antes de ir para a Europa para alguns concertos, chegando a Las Vegas. Quando seu palco das maravilhas do inverno foi revelado no The Colosseum às 8h20 da noite. Em 14 de dezembro, Carey ficou de pé em uma pilha de presentes brilhantemente embrulhados em um vestido cintilante de branco e dourado cantando “Hark! The Herald Angels Sing”.

Durante a próxima hora e 25 minutos, ela interpretou outros clássicos de natal adorados e misturou seus próprios sucessos de Natal também. Seu primeiro grande destaque vocal foi em “Christmas (Baby Please Come Home)”, ela levou o clássico de Darlene Love a um novo nível. Carey seguiu essa potência com uma performance igualmente incrível de “The Star”, a música que ela co-escreveu para o filme animado do mesmo nome que recentemente ganhou sua primeira indicação ao prêmio Golden Globe.

Além disso, ela também cantou “Silent Night” , “Joy To the World” e “O Holy Night”,  e usou vestidos preto e vermelho igualmente glamurosos. Então, no final do show, uma surpresa. Depois de Carey ter provocado um pouco de “Fantasy” antes de parar a música e brincadeira, “Show errado! Desculpe, não esta noite”, ela cedeu aos desejos dos fãs e cantou músicas fora do repertório natalino – “Emotions”, “We Belong Together“e “Hero”. Justo quando parecia que ela tinha construído a energia até seu pico, ela voltou para o palco usando uma jaqueta de estilo soldadinho de chumbo e saltos negros, realizou a sua música natalina mais popular, “All I Want for Christmas is You”, e fechou com chave de ouro.

Fonte: Las Vegas Sun

Por Brock Radke

Provavelmente devemos começar uma petição para que o Caesars Palace e Mariah Carey renovem seu relacionamento. Isso é tudo o que posso pensar depois de finalmente ver o show dela no domingo, uma produção que terminará em 18 de julho.

Mesmo na nova era dominada por artistas de várias épocas e gêneros de música pop como Cher, Britney Spears, Celine Dion, Ricky Martin, Backstreet Boys e Elton John cantando seus sucessos de forma magistral, perder Carey, a artista feminina que mais vendeu discos, é um grande negócio. Há planos para trazer Mariah de volta para uma série de shows em dezembro, comemorando seu catálogo de música de Natal, e isso certamente seria um empreendimento bem sucedido.

Mas vamos tentar mante-la por mais alguns anos, especialmente porque ela parece espetacular. Neste show, ela canta todos os 18 singles de sucesso em ordem cronológica, abrindo com a balada lenta de 1990, “Vision Of Love”. Ela cantou maravilhosamente bem, depois soltou um dos seus registros de apito (sua marca registrada) em “Love Takes Time”. Mesmo que a voz da diva de 47 anos ocasionalmente não soe como no início de sua carreira, ela ainda é pura e poderosa.

Houve alguns tropeços no show que eu fui. Os pontos altos foram “I Don’t Wanna Cry”, “Emotions”, o duo clássico com Trey Lorenz em “I’ll Be There”, a versão sabiamente remixada de “Heartbreaker” e o sucesso de 2005, “We Belong Together”. Ela trouxe suas crianças incrivelmente adoráveis para que ela pudesse cantar “Always Be My Baby”. Convidou Lorenz e o tecladista/cantor Daniel Moore para cantar “One Sweet Day”, originalmente cantada com o Boyz II Men. E demonstrou muita energia para a segunda metade do show de quase duas horas, revigorado ao realizar seus sucessos mais recentes.

Se este é o fim da residência de Vegas desta grande estrela, veja enquanto é tempo. Nem todos os seus os artistas podem ou vão realizar algo do nível de Mariah, e eles certamente não têm 18 hits #1 para apresentar.

Os shows serão realizados no Caesars Palace às 20:00. Nos dias 11, 14, 15 e 18 de julho.

A cantora Celine Dion deu uma entrevista ao Las Vegas Sun, falando sobre sua experiência com os shows em Las Vegas e aproveitou para dar umas dicas para Mariah. Confira abaixo:

Celine Dion ainda não teve tempo de ver os shows da residência de Mariah Carey, “Mariah #1 To Infinity”, durante a sua ausência do Colosseum, no Caesars Palace. Mas ela tem um conselho para a colega, que se apresentou no Billboard Music Awards, que aconteceu no último domingo e para Jennifer Lopez, que começa sua primeira residência em Vegas em 20 de janeiro:

“Elas estão nesse negócio há tanto tempo quanto eu, então elas sabem o que fazer. Mas elas devem prestar atenção especial com o clima de deserto daqui. Devem manter seu nariz muito úmido com solução salina. Você deve conseguir tanta umidade quanto possível. Elas devem ter um sistema umidificador no palco e em casa. Eu estou muito confiante de elas estarem aqui”.

Ela acrescentou: “Se apresentar em Las Vegas nos dá a chance de ser especial toda noite, eu gosto muito de morar aqui – é o melhor lugar como artista e como mãe, por isso gostaria de lhes dizer para ter tanto amor e divertimento quanto elas puderem”.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.