Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Mic.com

O site Mic.com publicou uma matéria científica, explicando o porquê jamais deixaremos de amar o clássico Natalino de Mariah Carey, “All I Want For Christmas Is You”, lançado há exatos 20 anos. Confira abaixo:

É um simples fato das festividades de fim de ano: o Natal não é sobre uma árvore, ou presentes, ou a família. O Natal é sobre Mariah Carey. Já faz duas décadas desde que a diva Pop lançou “All I Want For Christmas Is You”, e a canção se tornou uma marca desse momento tão esperado. A cada ano, apesar do lançamento de mais e mais canções de Natal, nós sempre vamos dar preferência para a mesma música. Haverá algum momento em que possamos enjoar dela? Segundo a ciência, provavelmente não.

Em um estudo de nossos cérebros, feito em 2007, os pesquisadores examinaram como as pessoas se sentiam ao ouvir trechos de músicas populares que ouviram no passado. Se a música estava tocando durante algum evento importante – um beijo, uma festa de faculdade – essa canção mais tarde causaria reações em certas regiões do cérebro, incluindo o córtex pré-frontal, que é parte integrante para a recuperação de memórias de longo prazo, para trazer à tona e transportá-lo de volta para àquele momento.

Essencialmente, a ciência sugere que “All I Want For Christmas Is You”, ou qualquer outra música de Natal, pode fazer nossos cérebros vibrarem de nostalgia. “A música é um estímulo muito forte”, disse Megha Sharda, pesquisadora do International Laboratory for Brain, Music and Sound Research, da Universidade de Montreal. “A maioria das pessoas têm associações positivas com a músicas de Natal, por isso, quando você as ouve, o cérebro libera hormônios que nos dão prazer, da mesma forma do que quando comemos chocolate, o que reforça a memória, fazendo com que a associação positiva seja mais forte”.

Além disso, “All I Want For Christmas Is You” pode excitar os nossos cérebros, em grande parte porque sabemos cada palavra da canção. Pesquisas em neurociência mostram que temos mais prazer de músicas conhecidas do que as músicas não familiares (gostando ou não delas). Em um estudo de “amantes da música”, de 2011, os cientistas cognitivos da Universidade Johns Hopkins utilizaram  ressonância magnética funcional para observar respostas neurais a canções populares. A audição de músicas conhecidas provocou atividade nas áreas de processamento emocionais do cérebro dos participantes, independentemente de suas opiniões sobre as músicas.

Quanto mais nostálgicos ficamos, mais aumenta a alegria que sentimos cada vez que a música inunda nossos ouvidos, e isso só nos mostra uma coisa: “All I Want For Christmas Is You” vai continuar aí pra quem quiser ouvir, e isso nos tranquiliza  bastante.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.