Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Morgan Carey

“Eu ficava ASSUSTADA” – diz a irmã caótica de Mariah Carey sobre a infância traumática, em que ela foi abusada sexualmente, ela também falou que sobreviveu a um incêndio criminoso e que foi levada para reuniões “satânicas”.

De acordo com Alison, ela e seus irmãos, Morgan e Mariah eram levados para essas reuniões desse grupo oculto, e teme que sua irmã tenha sido tão vítima como ela, pois Mariah ainda era muito criança.

Alison atualmente está morando em um apartamento no subúrbio de Nova York, disse que um membro da família que liderava esse culto e ameaçou fazer algo com a Mariah, caso a Alison contasse sobre isso para alguém.

“Parece difícil acreditar e tento tantas lembranças que gostaria de nunca ter”, disse ela.

“Um familiar muito próximo costumava me acordar um pouco antes da duas da manhã e me levar a um antigo salão que parecia um castelo, ficava perto da igreja que frequentávamos em Huntington, Nova York. O lugar ainda está lá, eu poderia mostrar exatamente onde está. As cerimônias ou rituais eram sempre entre 2h e 4h e eles não eram todas as semanas, tanto quanto me lembro – eram apenas alguns dias. Todo mundo usava longas túnicas com capuzes pretos e andaria em duplas até este lugar. Por dentro eles começavam os rituais e cantavam em outro idioma – eu acho latim.” – declarou Alison.

“Eu nunca entendi o que estava acontecendo – eu lembro que havia algum tipo de mesa ou altar e eles cantavam e todos ficavam em círculo. Haveria cerca de 20 pessoas lá – incluindo crianças “. disse

Alison, que tem uma notável semelhança com sua famosa irmã mais nova, afirma que ela foi abusada sexualmente nas reuniões.

“Então coisas terríveis aconteceriam – coisas que uma criança nunca deveria ver.Eu fui abusada sexualmente lá. Eles me disseram que se eu não fizesse o que eles me disseram ou se eu contasse o que estava acontecendo, eles prejudicariam a Mariah. Imagine ser dito que quando criança? Claro que eu fui junto com o que eles disseram. Acho que tinha cerca de seis anos quando me lembro de ter ido lá e isso durou alguns anos. Eu nunca os ouvi dizer a palavra Satanás, mas a coisa toda era tão má, tão errada – tenho certeza de que eles eram adoradores de Satanás. Foi aterrorizante – algo que ficou comigo a vida toda. Eu não me lembro de ter visto Mariah  por lá, porque ela era muito mais nova que eu, mas isso não quer dizer que ela não estivesse lá. É impossível dizer “.

Em outra ocasião, Alison, que há vários anos se distancia de sua irmã cantora superstar, teve que sair de uma janela com Mariah, de três anos, depois que outro membro da família tentou incendiar sua casa.

Ela revelou como costumava esconder a jovem Mariah em armários e armários quando o membro da família entrou em fúria perseguindo-a com uma faca.

“Eu costumava esconder Mariah em um armário ou em algum lugar como esse eu pensei que ela estaria segura”, disse ela.

“Uma vez ele começou a derramar gasolina pelo corredor e fora da porta e ameaçou acendê-lo. Agarrei Mariah, saí pela janela e atravessei a rua para a casa de um vizinho em busca de ajuda. Isso foi apenas uma ocasião, mas eu sofri uma tremenda quantidade de abuso durante toda a minha infância – Várias coisas  que aconteceram comigo e você nem pode imaginar.” – relatou.

Alison, que vive com o HIV e luta contra o vício em drogas desde os seus 20 anos, está limpa há dois anos e atualmente está em um programa de metadona.

Dois anos atrás, ela foi atacada em sua casa por um intruso com um taco de beisebol e teve que fazer uma cirurgia no cérebro.

Seus ferimentos foram tão graves que os membros da família até desligaram sua máquina de suporte de vida – mas, milagrosamente, Alison se salvou!

Apesar disso, nem Mariah nem sua mãe, Patricia, visitaram Alison durante o período traumático – ‘Apesar de estarem a apenas 10 quilômetros de distância’, Alison afirma.

Na época, Morgan Carey classificou Mariah como uma “bruxa má” por ter abandonado a irmã doente.

Alison não fala com a sua irmã famosa há vários anos e nem sabe como chegar até ela.

No entanto, os irmãos  Carey eram próximos quando crianças – e Mariah até dedicou seu primeiro álbum a Alison, escrevendo “Este álbum é dedicado à minha irmã . Que ela continue brilhando”.

Alison diz que está com o coração partido desde que elas pararam de se falar – “Mas disseram para ela que eu quero o dinheiro dela,  mas eu só quero uma chance de ter um relacionamento novamente. É engraçado porque as coisas que eu acho que as pessoas esperam que eu diga para Mariah – essas não são as coisas que eu diria”, disse ela.

“Eu não estaria implorando por dinheiro, roupas ou comida. Só não foi minha intenção pedir para ela me ajudar com essas coisas,  não é isso que eu gostaria de fazer com ela. O que eu gostaria de dizer a ela é: ‘Mariah, eu sei que você passou por vários problemas e traumas em sua vida. Eu sei que às vezes  que você sente que o que você está lembrando realmente não aconteceu, sabe? Eu só quero que você saiba que se você precisar de mim,  basta pegar o telefone e me ligar e eu sempre aqui para te ajudar. Eu sei que você talvez nem queira ouvir as coisas que tenho a dizer, mas tenho a sensação de que você está passando por muita coisa na sua cabeça e talvez se pergunte por que está fazendo as coisas que você está fazendo. Eu entendo que você não queira  receber a minha ajuda, mesmo se eu quiser te ajudar de verdade.” – finalizou.

Representantes de Mariah Carey se recusaram a comentar quando foram contactados pelo The Sun Online.

Morgan Carey confirmou que ele e Alison foram levados para encontros ocultos quando criança, mas se recusou a comentar mais sobre esse assunto.

Fonte: The Sun

Escrever um livro sobre sua infância é algo que Alison Carey sempre quis fazer.

Agora que ela está quase há 1 ano limpa, a ex-viciada em drogas está mais focada e capaz de recordar detalhes sórdidos de sua infância e sobre como foi a formação dela e de sua irmã famosa, a diva Mariah Carey.

“Aconteceram várias coisas que não eram muito boas enquanto eu estava crescendo“, disse ela. “Estar livre das drogas torna as coisas muito mais fáceis de lembrar. Não é algo que estou inventando ou sonhando, é algo real.”

Embora a nativa de Long Island de 55 anos não revelasse minuciosamente sobre o que escreverá, ela insinuou que falará sobre o racismo que sua família sobre durante a sua infância a levaram para um caminho de autodestruição.
Alison Carey tem vivido na Serenity Scene, um abrigo feminino no condado de Ulster por seis meses. Ela foi parar lá depois que foi presa e acusada por prostituição ilegal na porta de um motel em Saugerties o verão passado.

A irmã mais velha de Mariah Carey afirma que ela não estava oferecendo sexo em troca de dinheiro em agosto do ano passado, mas ela não nega que teve um passado sombrio que inclui prostituição e vício em drogas.

Alison frequenta a uma clínica em Kingston várias vezes durante a semana e diz que conseguiu isto por causa do programa e o apoio que ela teve de suas amigas de dormitório. Ela também credita Susan Brisbois, a dona da casa de apoio que ela vive, pela sua recuperação.

Para ela, seus colegas de dormitório são anjos, amigos de confiança, que querem vê-la ter sucesso.

“Há muita bonbadade – um amor incomum – algo que eu nunca vi antes”, disse Alison. “Eu não tenho um carro, não consigo chegar nas minhas consultas. É muito longe para eu ir andando ou andar de bicicleta, mas as pessoas me levam até lá, eles me deram roupas. Elas me deram todo o tipo de coisas que eu precisava e eu não tinha como me sustentar.”

Ela também recebeu ajuda de David Baker, uma advogado paciente, que se tornou amigo dela no verão de 2015, quando ela foi hospitalizada no Albany Medical Center, após ela sofrer um ataque brutal em sua casa em Long Island.

“Quando eu a conheci, o seu cabelo tinha sido raspado porque eles iam operar o seu cérebro.” disse Baker. “Ela estava em muita má forma. Ela não conseguia andar muito bem. Ela também não conseguia falar direito. Houve uma tremenda mudança desde então. Foi uma jornada notável.”

Ela ficou hospitalizada durante o mês de dezembro inteiro, ela tinha complicações da lesão cerebral traumática que aconteceu após a invasão em sua casa.

Alison teve alta pouco antes do Natal para poder curtir as festas de fim de ano com seus amigos na Serenity Scene

Desde então, ela disse que tem pensado muito sobre sua infância – uma experiência que ela chama de “bizarra” e “horripilante”.

“Será fascinante”, disse ela sobre livro. “Vai ser chocante para as pessoas, especialmente quando tudo for provado que é verdade. Mas nada será poupado ou inventando. Isto é realmente o que aconteceu. Não estou tentando impressionar ninguém.”

Alison está procurando uma editora para publicar o seu livro e um empresário para ajudá-la a promover o projeto. Ela também gostaria de alguns convites para aparecer em alguns programas de TV assim que o livro sair.

Baker, que também é jornalista, tem como objetivo a dar orientação para sua amiga.

Carey insiste que o livro não é para ganhar dinheiro fácil ou para expor a sua família ao ridículo, com quem ela há muito tempo não tem contato. Ela disse que nem a sua irmã famosa, Mariah Carey, e tão pouco o seu irmão mais velho, Morgan Carey, fizeram esforços para contatá-la desde que ela foi parar no condado de Ulster.

“Eu não sou a única mulher que passou por estes tipos de coisas horríveis e muito assustadoras”, disse ela. “Eu sai do país aos 15 anos para me casar só para fugir e escapar disso tudo. Foi uma coisa muito ruim, mas tem muitas outras coisas que qualquer pessoa pode ter passado também, mas eles têm medo de mencioná-los a outra pessoa e alguém escrever um livro com suas histórias”, disse ela. “‘Isto aconteceu comigo também’, eles irão pensar isto e poderão ficar se sentindo melhor, e também fará com que elas se sintam mais seguros.”

Alison também está procurando um bom advogado para ajudá-la a pôr fim no que ela chama de ‘declarações difamatórias nos tabloide do exterior’.

“É uma publicidade muito ruim. As pessoas continuam a falar coisas ruins sobre mim, não importa o quão bem as coisas estão indo e o quão duro eu estou lutando para fazer as coisas certas para mim”, disse ela.

Entretanto, Alison tem planos de ir para faculdade e até conseguir um emprego, porém, ela não tem intenção de abandonar o seu abrigo em Ulster, um lugar que ajudou na sua recuperação.

“Eles não se importam de eu ficar aqui, eu adoraria fazer as minhas coisas por aqui mesmo”, disse ela.

 

Fonte: Hudson Valley News

“Mariah é como uma vampira, ela te suga até a última gota.”

A separação de Mariah está se tornando uma das mais confusas histórias de rompimento de Hollywood.

E agora o irmão de Mariah Carey, Morgan, está entrando na briga, insistindo que o ex-noivo de sua irmã, James Packer, “se esquivou uma bala”.

“Não há possibilidade de Mariah estar realmente apaixonada por James” porque “Mariah só ama Mariah”, ele diz ao Woman’s Day, alegando que “foi pelo dinheiro de James que ela estava apaixonada”.

No mesmo bate-papo, o irmão de Carey, de 51 anos, pede ao bilionário (Packer) para “jamais reatar com Mariah“, insistindo que ele “se esquivou de uma bala” por não se casar com ela.

“Mariah é como um vampiro”, disse Morgan ao WD. “Apesar de milionária, ela gasta dinheiro como água…”.

“Não há possibilidade de Mariah estar realmente apaixonada por James, para Mariah, só existe a Mariah,” Morgan disse.

Na semana passada, Mariah finalmente rompeu o silêncio sobre sua separação, conversando com Mario Lopez do EXTRA TV : “Eu pareço perturbada?”, disse num trecho.

Enquanto isso, em uma aparição no The Ellen DeGeneres Show poucos dias antes, Mariah também insistiu que está tudo bem desde que se separou de James depois da grande briga que aconteceu na Grécia, em setembro.

Perguntada se ela está “ bem mentalmente” e se ela está “feliz”, a cantora respondeu: “Acho que estou indo bem”.

A cantora de 46 anos, mãe de dois filhos, disse: “Tudo acontece por uma razão, as coisas são como são”, antes de admitir: “É meio difícil falar sobre isso no momento”.

Mariah e James ainda negociam a separação, segundo o TMZ a cantora estaria pleiteando que o ex lhe pagasse 50 milhões de dólares, valor esse que cobriria os gastos da mudança de Carey e dos filhos para Los Angeles.

“Ela se mudou para Los Angeles a pedido de James, para que eles pudessem ficar mais próximos e construírem uma vida como marido e mulher”, disse uma fonte.

O representante de Mariah foi contatado para comentar.

Fonte: Yahoo

O irmão de Mariah Carey deu uma entrevista para o Inside Edition falando sobre os últimos acontecimentos na vida de Alison Carey. Confira abaixo:

Mariah Carey tem sido chamada atenção pelo seu próprio irmão, que está acusando a cantora de abandonar a irmã problemática.

Em declarações à Inside Edition de Florença, Itália, o irmão de Mariah, Morgan, de 51 anos, falou sobre sua família, dizendo: “Mariah não se importa com ninguém além de si mesma”.

Alison Carey, de 55 anos, foi presa sob a acusação de prostituição na semana passada em um hotel de quinta categoria de Nova York. Ela se declarou inocente.

Policiais dizem que ela colocou um anúncio online oferecendo sexo. No anúncio havia um trecho do hit “Fantasy” de 1996, canção de sua irmã famosa.

“Eu sou uma mulher bonita à procura de caras…estar comigo é como se fosse um doce, doce fantasia!” dizia o anúncio.

A prisão é a mais recente crise de Alison, que na juventude queria ser uma cantora como Mariah, mas ela acabou caindo no mundo das drogas e enfrentando tempos difíceis.

Morgan disse: “Eu espero que Mariah abra seu coração para perdoar Alison e suas transgressões e criar uma relação de confiança, vamos ter certeza que as necessidades de Alison sejam atendidas”.

Morgan e Mariah já foram muito próximos. Na verdade, Morgan – um modelo e produtor musical – afirma que ele foi fundamental para Mariah se tornar um superstar.

“Ela não seria a Mariah Carey hoje se não fosse por mim”, ele afirma.

Ele diz que não fala com Mariah há seis anos, depois que um desentendimento os separou.

Morgan diz que ele está chateado porque Mariah se recusa a ajudar Alison, mesmo depois que ela gravou um apelo público desesperado por ajuda em março.

A assessora de Mariah diz que ela tem feito muito ao longo dos anos para ajudar Alison.

“Através dos anos, Mariah gastou centenas de milhares de dólares em apoio a Alison e seus filhos”, disse o comunicado.

Morgan diz: “Eu sempre vou me perguntar porque Mariah dava grandes quantias de dinheiro para Alison, uma viciada em heroína. Você não pode colocar muito dinheiro nas mãos de uma viciada em drogas”.

Incrivelmente, Morgan teme retaliação de sua irmã famosa e seus fãs por falar sobre isso.

“É sobre como proteger esse personagem que ela criou, esta imagem que ela criou, é sobre como manter os segredos mais sombrios encobertos”, disse ele.

Acredita-se que Mariah não fala com sua irmã desde 1994.

Confira o vídeo abaixo:

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.