Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

MTV.com

Nós tivemos que aguardar MUITO tempo até que o décimo quarto álbum de Mariah Carey chegasse a nossas mãos. E nós temos uma coisa para avisar para a sua legião de fãs, que realmente valeu a pena esperar, sim confie em nós, valeu a pena…

Após o passo falso dado em 2009 com o disco, Memoirs of an Imperfect Angel, ela realmente dedicou o seu tempo e ainda teve ajuda de Fabolous, Mary J. Blige , R. Kelly entre outros.

Conheça abaixo os sete motivos pelos quais te deixarão empolgados:

1- O título:
Me. I Am Mariah… The Elusive Chanteuse pode ser o título com mais estilo de Mariah de todos os tempos. Superando Rainbow, Butterfly e E=MC2.

 

2- A contra capa:
Talvez ela seja indescritível, mas Mariah nos deu espaço para olharmos um pouquinho em seu mundo privado com estas obras de artes no álbum, que inclui um desenho feito por ela mesma aos 3 anos de idade na contra capa. Ela o descreveu com um auto-retato, onde ela está segundo um maço de cigarros (Vamos lá, Mariah…você não sabia que um maço de cigarros é um algo terrível para quem tem um alcance incrível de cinco oitavas?)

3. Fazendo-nos CHORAR litros:
O disco começa de forma estrondosa. A balada chorosa Cry dá o pontapé inicial no álbum, mostrando a qualidade rara que Mariah Carey tem para chorar com moderação. Em vez ir às alturas logo de cara com suas famosas notas, Carey se coloca um pouco atrás da balada tocada o piano, sem fazer muito barulho. A música tem um toque gospel, como se tivéssemos ouvindo algo antes de ir para igreja.

4. #Beautiful
A parceira com o Miguel já foi lançada há um tempo, então o que mais podemos falar sobre? Não precisamos falar mais nada sobre ela.

4-Oh, Hey Nas, não vejo você lá…
O Hit-Boy produziu Dedicated, com participação de seu antigo amigo, Nasir Jones como uma espécie de programa sentado-com-os-amigos cantando um típico hino de verão com Mariah. Mas desta vez, a música abre com o um sample de ODB e Nas chama todo mundo, desde o Master P, Doug E. Fresh, Run-DMC, Heavy D and Slick Rick, Fat Boys e Pee Wee Herman, dedicando esta canção a velha guarda.

5 –Wale fala para ela o que realmente fazer
Na canção “You Don’t Know What To Do,”, o trecho do rap diz: “É melhor que você mesmo cante, garota”, e ele tem razão.

6- Dem Babies
Os filhos de Mariah com Nick Cannon, os gêmeos Monroe e Moroccan, fazem a sua estreia na risonha e alegre “Supernatural “.

7 – Com muita sede
Uma parte do álbum tem um toque mais atual, graças a ajuda, sem brincadeira alguma, do Hit-Boy. Thirsty dá uma chance para Mariah ficar um pouco mais suja, falando sobre bebidas e um amante que quer aproveitar de sua fama. É Mariah, queridinho e só tem espaço para um estrela brilhar, e ela não é você.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.