Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Oprah

A biografia de Mariah Carey estará disponível em breve e ela está se abrindo sobre coisas que nenhum de seus fãs jamais souberam antes. A cantora vencedora do Grammy está aparecendo em uma nova entrevista para a série Apple TV + de Oprah Winfrey, The Oprah Conversation, e ela revelou alguns detalhes chocantes sobre sua infância.

Oprah leu um trecho do livro no qual Mariah revelou uma experiência traumática com sua irmã quando ela era apenas uma menina. “Quando eu tinha 12 anos, minha irmã me drogou com Valium, me ofereceu uma unha mindinho cheia de cocaína, me causou queimaduras de terceiro grau e tentou me vender para um cafetão”,escreveu Mariah no livro, que Oprah leu em voz alta na entrevista.

Durante a entrevista, Mariah se abriu sobre o que ela achava que poderia ter sido a fonte da dor de seus irmãos.

“Nós nem nos conhecemos de verdade – não crescemos juntos, mas crescemos. Tipo, eles estavam em suas jornadas, quando eu entrei no mundo, eles já tinham sido danificados, na minha opinião. Mas, de novo, eu não estava lá. Fui lançada neste mundo e literalmente me senti uma estranha entre minha própria família “, disse Mariah (via ET).

“Eles simplesmente cresceram com a experiência de viver com um pai negro e uma mãe branca juntos como uma família e eu estava morando na maior parte com minha mãe, o que eles viam como mais fácil, mas na realidade não era. Eles sempre pensaram que a  minha vida era fácil. “

Mariah diz que agora se refere a seus irmãos como ex-irmão e ex-irmã. Ela também chama a mãe pelo primeiro nome, Patricia, em vez de “mãe”

Mariah Carey – Oprah from mariah now on Vimeo.

Fonte: Just Jared

Uma diva continua sendo uma diva se finge ser uma diva?

Fontes dão conta que nem todos da equipe de Mariah Carey estavam felizes quando a esquiva cantora assinou para estrelar o documentário Mariah’s World no canal E!. Alguns membros da equipe de Carey aparentemente, temiam que o programa pudesse manchar a reputação da cantora: “Alguém da estatura de Mariah não deveria estar fazendo isso”, disse um deles à Page Six em março. A Page Six relatou que a empresária de Carey, Stella Bulochnikov, respondeu a essa pergunta de maneira bem “sutil”: “Foda-se e não me ligue mais. Você é um idiota.”

A fonte anônima não deveria ter ficado com medo. Não há nada embaraçoso ou preocupante sobre Mariah’s World, que finalmente estreia no canal E! neste domingo. Isso não faz de Carey um alvo de piadas cruéis como aconteceu com Paula Abdul por causa de Hey Paula; Ele (o programa) não a descreve como alguém à beira de um colapso como com Whitney Houston em Being Bobby Brown ou, aliás, a própria Mariah em seu infame episódio no MTV’s Cribs – que foi exibido poucos meses depois de Mariah fazer uma aparição bizarra no T.R.L antes de ser internada por exaustão.

Quando ainda engatinhava, o gênero era muito mal falado e ninguém ainda tinha estabelecido regras de como se fazer um bom reality – as celebridades pós-Kardashian de hoje, sabem como jogar o jogo.

O que nos leva ao Mariah’s World, um reality show que ultrapassa as barreiras: Ele (programa) começa com uma introdução de “Bianca“, a arqui-inimiga de Carey – que é, naturalmente, apenas Carey, com uma peruca marrom e um sotaque britânico auto-conscientemente terrível. “O mundo não sabe o quão terrível [Mariah] realmente é”, ela diz, preparando o palco para uma hora deliciosa de comportamento “exagerado” da diva.

E o show faz o seu melhor para nos mostrar isso. Mariah salta para o mar do iate do seu noivo bilionário, usando um vestido e um colar de diamantes; Ela aparece duas horas atrasada para um ensaio de dança; Ela dá suas entrevistas esparramada em uma espreguiçadeira, vestida com um corpete de couro envernizado e sem calças. Em um certo ponto, ela agita seus cílios enquanto dois assistentes lhe calçam uma sandália altíssima. “Oprah me disse, não deixe ninguém pensar que você não sabe como colocar seus sapatos mais,” Carey suspira enquanto seus assistentes “lutam” com o sapatos. “O problema é que esses sapatos são muito difíceis de calçar. Eu não consigo colocá-los sozinhos. Não vou mentir sobre isso.”

Nesse momento você tem a ideia exata do que se trata o programa. Mariah’s World não é um reality sobre Mariah Carey – é um programa que apresenta a cantora no papel de “Mariah Carey“. Em certo momento, depois de explicar que está prestes a visitar a Europa pela primeira vez em 10 anos, acrescenta, secamente, que isso não pode ser verdade, porque ela nem sequer tem 10 anos.

Os coadjuvantes do reality são, além de Stella Bulochnikov, a nova assistente aterrorizada, o cabeleireiro simpático, os dançarinos – que são totalmente esquecíveis com a possível exceção do dançarino que Carey seria fotografada beijando meses após o programa ter sido gravado. (o relacionamento de Packer e Carey ainda estava de pé quando Mariah’s World estava sendo filmado e, aparentemente, será uma sub-trama ao longo do programa. De acordo com a TMZ, eles terminaram, em parte, porque ele odiava a ideia de ela estar participando de um reality show. Talvez o próximo álbum de Mariah devesse se chamar Ouroboros).

Essa história da Page Six sobre o drama de Mariah com James não é mencionada no primeiro episódio de Mariah’s World. A estreia, entretanto, dá espaço para outra manchete do Page Six piscar na tela: “Por que a empresária de Mariah Carey é chamada de ‘ditadora’?”. “Stella é a coisa mais distante de uma empresária. Ela é produtora de TV “, disse uma das fontes. Se assim for, ela, certamente, sabe como fazer Mariah’s World dar certo… muito certo.

Fonte: Vanity Fair

Pop Up Video é um programa de televisão americano da VH1 que apresenta “bolhas” (pops up) contendo curiosidades, chiliques e insinuações sexuais ao longo dos vídeos musicais. O show foi criado por Woody Thompson e Tad Low e estreou em 27 de outubro de 1996. Por um tempo, foi o programa de maior audiência no canal VH1. Em outubro de 2011 o Pop Up Video foi relançado pelo VH1, com novos vídeos com novas curiosidades e comentários.

230px-Logo_Pop_Up_Video

Em entrevista para o programa “Oprah: Where Are They Now – Extra”, um dos criadores do “Pop Up Video”, Tad Low, revelou a origem deste programa veio por causa de Mariah Carey.

“Eu não costumava dizer quem me fez criar o programa, mas foi dizer quem é agora, foi Mariah Carey.” disse Low.

enhanced-buzz-12789-1358523478-3

Quando Low estava elaborando o esqueleto do programa para o VH1, ele disse que tinha um amigo que era estilista de Mariah, e que ele contava os bastidores de gravação dos vídeos dela.

“Você sabe, você iria assistir todos estes vídeos e pensar que eles são fabulosos”, diz Low. “Primeiro de tudo, Mariah só gosta de ser filmada de um lado de seu rosto. Ela fez esvaziar a piscina de água e encher ela novamente com água fresca antes dela entrar nela para gravar o vídeo de Honey. Ah, e aquela garotinha, aquela menina que aparece andando de patins em Fantasy? Esta foi a segunda opção de escolha, porque a primeira menina escolhida  era uma de 6 anos de idade, mas Mariah achou ela bonita demais para estar no vídeo e resolveu ficar com a segunda opção, pois ela não tinha sido escolhida por ser gordinha.”

Fonte: Huffington Post

Se você sempre sonhou em ver Oprah vestida de personagem de ‘O Mágico de Oz’ ou Mariah Carey de Maria Antonieta, hoje é seu dia. Carine Roitfeld colocou várias estrelas em seu mais recente trabalho, a edição ‘Icon’ de setembro Harpers Bazaar. Além delas, a publicação também contará com Katy Perry, Willow Smith, Rosie Huntington-Whiteley, Jessica Chastain, Dakota Johnson, e o primeiro homem fotografado pela publicação, Blue Smith. As fotos foram feitas pelo lendário Jean-Paul Goude, com a direção criativa de Stephen Gan.

Katy Perry estará caracterizada de Elizabeth Taylor. Mariah Carey admitiu que ela é um pouco mais reservada a que Maria Antonieta: “Eu estou praticamente o oposto de Maria Antonieta, mas é muito divertido usar estas roupas”. Para Roitfeld, o mais surpreendente foi Oprah pedir para fazer as fotos vestida de Glinda, a Bruxa Boa de ‘O Mágico de Oz’.

A edição da revista chegará às bancas no dia 18 de agosto deste ano.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.