Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Saturday Night Live

Por Andrew

“I’m thinking of you” declara Mariah na linha de abertura de “My All”, o segundo single da obra-prima de Mariah Carey, o ‘Buterfly’. A música que tem uma guitarra espanhola foi seu o 13° single em 1° no Hot 100 da Billboard, tornando-se a cantora com mais single em 1° (superando Madonna e Whitney Houston), e que continua sendo a favorita de todos os fãs e também de Mariah. É um exemplo perfeito de uma composição estelar que Mariah foi capaz de construir e restruturar, a fim de agradar gregos e troianos.

Junto com Walter Afanasieff, Mariah criou algumas de suas melhores canções, “My All” marcou o fim desta colaboração. Devido à separação dela com Tommy Mottola, Afanasieff ficou no meio da briga e acabou ficando do lado que poderia ser mais rentável, Mottola, e terminando a parceira musical de mais de meia década.

A balada foi escrita em Nova York na mansão de Carey e gravada no estúdio de Afanasieff em São Francisco. Ele credita o som de um violão de aço e um teclado Trinity para ajudar desencadear o processo criativo para música. De acordo com Carey:

“Eu tinha ido para Porto Rico e fui influenciada pela música latina naquele momento. Quando voltei, a melodia estava na minha cabeça. Eu estava em uma fase melancólica da minha vida e a música reflete este anseio que estava em mim. Era algo como se eu estivesse em uma situação e quisesse me libertar, mas não podia, então eu estava ainda mais confinada e liberando todas estas emoções através da letra da música. É por isto que acho que muitas pessoas se sentem fortemente conectadas com esta música, porque a emoção é clara quando você ouve a canção.”

Ela canta com paixão e saudade de um amor perdido para o qual ela daria qualquer coisa para passar uma noite com ele. Estruturalmente, a canção foi comparada com o som que a Toni Braxton fazia naquele momento, mais especificamente com “Unbreak My Heart”, e a Entertainment Weekly declarou na época: “Esta é a melhor música de Babyface e não foi produzida por ele”.

O clipe da música foi devidamente filmado em Porto Rico. Gravado todo em preto e branco, foi um dos poucos vídeos dirigidos pelo famoso fotógrafo Herb Ritts (que é responsável pela famosa campanha da Calvin Klein de Mark Wahlberg e pelo vídeo de “Love Will Never Do Without You” de Janet Jackson). O vídeo também serve para mostrar o amor que Ritts tinha pela imagem preta e branco e pela Mitologia Grega, que se assemelha a obra de Botticelli, ‘O nascimento de Vênus’. Ao longo do vídeo, Mariah canta dentro da água caminhando em direção de um farol, onde é a casa do homem que ela é apaixonada. Flashbacks mostram a noite de amor que ela teve com ele no farol, enquanto seu apelo torna-se mais completo ao decorrer da canção.

[youtube id=”mIhI23gBBPQ” align=”center” mode=”normal” maxwidth=”500″]

“My All” é um exemplo de clássica canção de Mariah que foi retrabalhada para ganhar o público de diferentes praias. Quando a música foi lançada como segundo single do ‘Butterfly’ na primavera de 1998 nos Estados Unidos, ela voltou ao estúdio para regravar os vocais e fazer remixes para as pistas de dança com David Morales, um remix de Hip-Hop, e até mesmo uma versão em espanhol da canção, “Mi Todo”. Também tiveram alguns remixes que adicionaram um climax latino na batida da música, mas eles foram lançado de forma de limitada fora dos EUA, mas estas gravações não possuem nenhum vocal novo.

Os remixes de Morales colocaram Mariah no topo de todas as boates, onde ela já estava estabelecida como a rainha das pistas de dança com seus remixes anteriores (Dreamlover, Honey, Fantasy). O ‘Def Club Mix’
é indicado para casa nortuna com sintetizadores, enquanto o’Classic Club Mix’ é mais indicado para uma boate que tenha uma percussão poderosa. O vídeo da música também re-editado para acompanhar alguns dos remixes dances, mas o único que foi lançado com fácil acesso é o ETV Bonus Mix.

Já o remix na versão Hip-Hop feito em parceria com Jermaine Dupri é conhecido como “My All/Stay Awhile”, que tem participação do Lord Tariq e Peter Gunz, e contém samples de “Stay A Little While, Child” do Loose Ends. É o primeiro de muitos remixes que Mariah criaria incorporando e interpolando outra música junto com a canção original, (os remixes de “Thank God I Found You”, “I Still Believe” e “Heartbreaker” também seguiram esta tendência). Um novo vídeo foi gravado para esta versão, e foi dirigido pela parceira de longa data de Mariah, a Diane Martel. No vídeo, todos estão em uma festa dentro de uma casa, e foi usado o efeito granulado na película para dar impressão que seria um vídeo caseiro (percursor dos filtros do Instagram!).

[youtube id=”M1W98wd8Yd0″ align=”center” mode=”normal” maxwidth=”500″]

Ao passar dos anos, “My All” tornou-se essencial no repertório de Carey. Além das várias apresenações ao vivo que ela fez na época para promover a música (Saturday Night Live, The Rosie O’Donnell Show, Pavarotti & Friends, The Soul Train Lady of Soul Awards, Top of The Pops e VH1 Divas Live veja o vídeo no final do post), a música foi cantada em todas as seguintes turnês de Mariah, até mesmo na turnê que ela fez ano passado (2014), ‘The Elusive Chanteuse Show’, onde ela fez uma apresentação impecável e memorável em Manila, Filipinas.

[youtube id=”iF-Z-CWp62k” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

Uma observação pessoal, “My All” foi a primeira música que ouvi de Mariah com a compreensão consciente do que ela representava para música. O disco ao vivo do Divas Live do VH1 foi o primeiro que comprei na vida, e desde então, passei a acompanhar todas as apresentações ao vivo de Mariah, aquele álbum me despertou o interesse por ela, e já se passaram 17 anos. Eu também fiquei muito surpresa de quando finalmente ouvi a versão de estúdio anos depois, toda aquela emoção estava longe de acabar.

[youtube id=”qnxQmuVHdz4″ align=”center” mode=”normal” maxwidth=”500″]

Fonte: est1997.com

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.