Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Yahoo

Quando os foliões organizam listas de reprodução de músicas de festas dos dias atuais, “All I Want For Christmas Is You”, de Mariah Carey, que  acabou de completar 25 anos, geralmente está no topo da lista. É o single de festas que mais foi vendido, de  acordo com a Nielsen , e não há dúvida de que está entre as melhores músicas de Natalinas modernas de todos os tempos – lá em cima com “Last Christmas”, do Wham !, “Fairytale of New York”, dos Pogues. “Santa Claus Is Coming To Town”, do Jackson 5, “Little Drummer Boy”, de David Bowie e Bing Crosby, “Little Saint Nick”, dos Beach Boys e “Christmas in Hollis”, do Run-DMC. Mas qual é a música de Natal favorita de Mariah?

‘The Christmas Song’, de Nat King Cole”, revela a diva ao Yahoo Entertainment. E enquanto Carey é famosa por cantar músicas natalinas – seu álbum de 1994, Merry Christmas, acaba de ser reeditado como Deluxe Anniversary Edition, e ela está atualmente em uma  turnê de Natal  – ela diz que o clássico de Cole é aquele que ela “nem gostaria de tocar…Eu nunca quero fazer minha própria versão dela, porque eu a amo tanto e sei que ninguém pode fazer uma versão melhor”.

“All I Want For Christmas Is You”, por outro lado, já foi interpretada por uma dúzia de artistas –  Cee Lo Green  (versão favorita pessoal de Carey),  Michael Bublé ,  Fifth Harmony ,  Ingrid Michaelson e até  My Chemical Romance  – e o festivo hit também inspirou um filme de animação. Na superfície, parece uma tarifa otimista e agradável; no entanto, a Vice  uma vez declarou  que “All I Want for Christmas Is You” é a música de Natal mais triste de todos os tempos. Carey, que atualmente está escrevendo sua autobiografia, confessa que a música foi parcialmente inspirada pelas dificuldades de sua infância.

Relembrando sobre escrever a música, Carey diz: “Comecei a pensar: sobre quais são minhas coisas favoritas de Natal? O que eu amei? Quais são as coisas que eu gostaria de ter quando criança no Natal? Meus natais não eram excelentes quando criança. Minha mãe realmente tentou, mas havia outras forças que simplesmente não eram tão boas. E então lidamos com isso, mas eu fiquei tipo, como faço isso?”.

Carey sempre gostou das festas de fim de ano, quando ela era criança, mesmo quando os tempos eram difíceis, e ela trouxe essa atitude determinada ao processo de composição. “Eu não estava tentando acentuar isso quando escrevi. Eu só queria torná-lo um momento festivo. Eu queria fazer todo mundo ficar tipo, ‘É Natal. Eu vou ser feliz . Eu acho que o que eu fiz quando criança, passei pela tristeza e pensei: ‘Vamos ser festivos. Se ninguém mais vai ser festivo, eu vou ser festiva. E eu adorava demais, e ainda o adoro, até hoje. Se alguém estragar meu Natal, nunca vou perdoar! … Você simplesmente não pode deixar que eles parem você. Você não pode deixar ninguém levar sua alegria”.

Por falar em alegria, outro clássico de Carey que inesperadamente ganhou uma reforma religiosa e apropriada para o Natal, para deleite de Carey, é a balada de 1997 “My All”, que  o coral de Kanye West apresentou recentemente em um de seus eventos dominicais. Carey ficou “emocionada” quando ouviu,  twittando  sua emoção.

“É incrível. Ouvir a versão de ‘My All’ foi tão emocionante que eu chorei”, diz ela. Porque como artista secular, eu não sou um artista do Gospel, mas eu reverencio artistas do meio Gospel. Quando ouvi a música e o jeito que eles mudaram e a tornaram tão bonita. Com aquele momento, quando eu percebi de fato do que eles fizeram. Eles pegaram e transformaram em um momento espiritual. Estou muito agradecida porque sinto que todas as músicas que aparecem assim são um presente de Deus. Eles são um presente. Para mim, essa ainda é uma das minhas melhores músicas de todos os tempos. O fato de terem transformado em uma canção gospel…é um enorme elogio”.

Confira o vídeo abaixo:

“Bem-vindos ao Mariah’s World”, diz a mensagem no telão para a seleta audiência, formada pela imprensa e algumas celebridades. Eles estão aqui para a exibição exclusiva da nova série de documentários de oito partes de Mariah Carey – “não é um reality show, dahlings” você pode ouvir claramente o grito da superstar falando – para o canal E!, casa das Kardashians, séries que abordam cirurgias plásticas mal feitas e mais algumas séries para o público feminino.

Porque uma das cantoras mais famosas do mundo sentiria a necessidade de mostrar a sua vida? Isso é desconcertante até para mim, membro da Lambily. (“Lambily” é como Mariah se refere a fanbase.) Mas ela responde isso logo no primeiro episódio: o programa acompanha sua primeira turnê europeia em mais de uma década, entre março e abril deste ano, um evento que ela quer se lembrar porque não tem certeza se o fará novamente. Há também toda a questão do planejamento do casório com o bilionário australiano James Packer, outro evento que ela estava interessada em documentar. Desde então, eles se separaram.

Do abraço as portas de sua mansão, ou em seu iate privado, Carey faz pouco para dissipar a ideia de que seja uma diva, uma palavra designada a grandes cantoras com vozes maravilhosas. Na verdade, ela reforça toda a postura de diva. O resultado é uma percepção ridiculamente divertida do mundo de Mariah, algo tão surreal que faz com que os robôs assassinos da Westworld da HBO, pareçam mais reais.

Aqui estão apenas cinco dos momentos mais loucos da estreia:

É totalmente normal fazer entrevistas de lingerie, certo?

Normalmente as cabeças (cenas onde o participante do reality conversa diretamente com as câmeras) de outros programas semelhantes são demasiadamente chatas e sem graça. Mas Mariah não é todo mundo, e em suas “cabeças”, ela é filmada vestindo (apenas) lingerie e diamantes e confortantemente acomodada em sua mobília caríssima.

Isso pode ser um divisor de águas para outros programas. Eu posso sentir isso.

Ninguém pode chorar na turnê de Mariah

Enquanto Carey planeja embarcar em sua turnê Sweet Sweet Fantasy em toda a Europa, Stella Bulochnikov, sua nova e sedutora agente, contrata uma nova assistente, Molly, para ajudá-la. Existem algumas regras básicas para trabalhar para ela (Stella). “Você não tem permissão para namorar durante o primeiro ano de trabalho “, diz Bulochnikov, o que é uma má notícia para o namorado de Molly. A segunda regra é “você não está autorizado a chorar no meu escritório.” Não demora muito para Molly quebrar também essa regra.

Os hábitos de dormir de Mariah

Não é uma câmara hiperbárica, mas Carey tem alguns hábitos de sono incomuns. Ela tem que dormir com uma Apple TV ligada, em segundo plano.

“Se ela não tiver a Apple TV ligada, ela não consegue dormir. Se ela não consegue dormir, ela não pode descansar. Se ela não descansar, não há show. Se não estiver lá, todo o resto se desintegra “, diz Molly, meio estressada.

O sucesso de uma turnê multimilionária gira em torno de uma Apple TV. Sério.

Certifique-se de estar sempre bem em frente as câmeras

A iluminação é tudo no mundo de Mariah. Quando ela entra em um estúdio com iluminação fluorescente, ela logo diz: “Eu tenho uma regra que afirma que não posso ser vista em iluminação fluorescente sem óculos de sol.” Ela pode estar brincando. Provavelmente não.

Ela sabe jogar o jogo

Por mais bizarro que seu mundo possa parecer para aqueles que estão fora dele, Carey percebe que sua reputação a precede. “Oh, que agonia”, ela diz, “eu estou em um iate e quero [entrar na água] com um vestido e diamantes.” Ela realmente não se importa que seja ridículo para as pessoas fora do mundo dela – e isso faz parte do seu charme.

Mariah’s World estreia em 4 de dezembro no canal E! Nos EUA. No Brasil Mariah’s World estreia no dia 13.

Fonte: Newsweek

“Mariah é como uma vampira, ela te suga até a última gota.”

A separação de Mariah está se tornando uma das mais confusas histórias de rompimento de Hollywood.

E agora o irmão de Mariah Carey, Morgan, está entrando na briga, insistindo que o ex-noivo de sua irmã, James Packer, “se esquivou uma bala”.

“Não há possibilidade de Mariah estar realmente apaixonada por James” porque “Mariah só ama Mariah”, ele diz ao Woman’s Day, alegando que “foi pelo dinheiro de James que ela estava apaixonada”.

No mesmo bate-papo, o irmão de Carey, de 51 anos, pede ao bilionário (Packer) para “jamais reatar com Mariah“, insistindo que ele “se esquivou de uma bala” por não se casar com ela.

“Mariah é como um vampiro”, disse Morgan ao WD. “Apesar de milionária, ela gasta dinheiro como água…”.

“Não há possibilidade de Mariah estar realmente apaixonada por James, para Mariah, só existe a Mariah,” Morgan disse.

Na semana passada, Mariah finalmente rompeu o silêncio sobre sua separação, conversando com Mario Lopez do EXTRA TV : “Eu pareço perturbada?”, disse num trecho.

Enquanto isso, em uma aparição no The Ellen DeGeneres Show poucos dias antes, Mariah também insistiu que está tudo bem desde que se separou de James depois da grande briga que aconteceu na Grécia, em setembro.

Perguntada se ela está “ bem mentalmente” e se ela está “feliz”, a cantora respondeu: “Acho que estou indo bem”.

A cantora de 46 anos, mãe de dois filhos, disse: “Tudo acontece por uma razão, as coisas são como são”, antes de admitir: “É meio difícil falar sobre isso no momento”.

Mariah e James ainda negociam a separação, segundo o TMZ a cantora estaria pleiteando que o ex lhe pagasse 50 milhões de dólares, valor esse que cobriria os gastos da mudança de Carey e dos filhos para Los Angeles.

“Ela se mudou para Los Angeles a pedido de James, para que eles pudessem ficar mais próximos e construírem uma vida como marido e mulher”, disse uma fonte.

O representante de Mariah foi contatado para comentar.

Fonte: Yahoo

Nick Cannon elogiou sua esposa, Mariah Carey, por “ter deixando as coisas acontecerem naturalmente” após sua separação com empresário James Packer. Na semana passada, foi confirmado que a cantora não está mais noiva do empresário bilionário.

“Isto é tudo, é amor”, disse Cannon ao EXTRA. “Você sabe como é, né? Eu acho que a imprensa vem com toda esta especulação e coisas assim, mas todo mundo está apenas deixando as coisas acontecerem… é disso que se trata”.

Nick também desmentiu os rumores de que Mariah e James teriam brigado na Grécia, que isto foi o motivo da separação deles. Que o motivo da briga teria sido Nick Cannon, que nunca assinou os papéis do divórcio.

“É como se fosse algo novo todos os dias”, disse ele. “Um ciclo novo de notícias sempre acontece por alguma razão, e estou constantemente nele. Isto não me incomoda, porque eu realmente não alimento isto, eu sou um livro aberto. Quando alguém me pergunta algo, eu respondo, mas eu não tento ir muito além disso, as coisas estão sempre se movimentando e acontecendo, mas enquanto estamos enraizados no amor e família, é a coisa mais importante.”

Apesar de um divórcio turbulento em 2014, Nick e Mariah estão se dando bem, tudo em nome de seus filhos, Moroccan e Monroe. Nick foi o DJ da festa de Halloween de Mariah este ano. Nick teve ajuda na festa de seu filho, o Moroccan, na pick up, “Ele estava literalmente fazendo a festa até a meia-noite”, brincou Nick.

Fonte: Yahoo News

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.