Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

You’re Beautiful

Poucas pessoas percebem o quão diferente a música do outro lado da oceano é da que ouvimos nos Estados Unidos, que o Hot 100 não existe no Reino Unido, e que o seu equivalente para a nossa parada de singles não só apresentam um monte de artistas americanos, como ainda mais faixas de One Direction e Ellie Goulding. O Music Times está revisitando as últimas quatro décadas de música, e aos #1’s do dia 10 de Agosto dos últimos dez anos, começando por 1975. A disputa final, é claro, é qual país que tem melhor gosto musical. No mês passado, a vitória foi para o Reino Unido no confronto “melhor-de-cinco”. Este mês temos Mariah Carey, One Direction, TLC e outros na disputa.

2005: “You’re Beautiful”, de James Blunt (UK) vs. “We Belong Together”, de Mariah Carey (EUA)

Os dois lados do Atlântico tiveram a mesma opinião em 2005: Todo mundo queria baladas. No Reino Unido, James Blunt estava ganhando a confiança de cada menina que ligou o rádio com “You’re Beautiful”, enquanto do outro lado do oceano, Mariah Carey estava levando todo mundo a se questionar por que eles ainda tinham dúvidas de seu potencial como uma hit-maker.

Fazia mais de cinco anos desde a sua última visita na 1ª posição, o que para um músico comum seria ótimo, mas quando você é o detentor do recorde de mais #1’s em uma mesma parada, é um pouco decepcionante. “We Belong Together” eventualmente se tornou a canção número 1 da Billboard em 2005, e, em seguida, a canção número 1 da década…e os ouvintes não estavam errados.

Nós (e provavelmente Blunt), concluiríamos que a canção é linda. Ouvintes do Reino Unido, provavelmente iriam amargar dez anos porque escolhemos Mimi ao invés de James, só permitindo que a faixa chegasse na 2ª posição em suas paradas de singles. Blunt lutou corajosamente, mas o mundo falou mais alto.

[youtube id=”0habxsuXW4g” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Fonte: Music Times

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.