Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

me-i-am-mariah

Mariah Carey está em sua melhor fase, quando se sente oprimida. É algo difícil de assimilar para uma nativa de Greenlawn, levando em consideração que ela foi coroada a artista que mais vendeu discos do último milênio e tem mais singles em primeiro lugar do que qualquer outra cantora. No entanto, de alguma forma ela se convence disso novamente, mesmo que muito desse drama todo stenha sido gerado por ela mesma.

Depois de vários atrasos e mudanças de estratégia, Mariah Carey volta à suas origens em “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse”, com grandes baladas que mostram sua voz poderosa e alcance vocal incrível. Enquanto Mariah, nos últimos anos, estava preocupada em não sair de sua zona de conforto, em seu novo projeto, ela vai além e se torna atemporal, conseguindo grandes resultados.

Ela inicia o CD com a adorável “Cry.”, que leva os fãs à era de “Vision of Love”, com os melismas delicados de Mariah. Ela regravou um clássico de George Michael, “One More Try”, adicionando uma roupagem totalmente nova, com seus agudos inconfundíveis.

Mariah não deixou de lado sua paixão pelo Hip-Hop, mas optou por uma abordagem mais suave desta vez. Em “Dedicated”, com participação de Nas, ela presta homenagem à era de ouro do Hip-Hop, mas com uma pitada do estilo dos anos 90, já “Make It Look Good” parece mais com uma produção recente de Kanye West. Seu dueto com Wale, “You Don’t Know What To Do”, vem com uma batida retrô da era Disco. Até mesmo seu novo single, “Thirsty”, consegue ser forte sem ser agressivo.

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.