Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

O site da Complex escolheu o novo disco de Mariah Carey, Mariah Carey, Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse, como um dos melhores cds de 2014.

Confira a crítica abaixo:

38. Mariah Carey, Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse
Gravadora: Def Jam
Lançado: 23 de Maio

Mariah Carey não envelheceu nenhum ano ou inovou nada desde sua gloriosa transformação no Butterfly, quando Stevie J lhe deu a sua primeira dose de tequila e pediu para ela ficar selvagem. O Hip-hop que costumava ser um rico para Mariah Carey, agora são a sua marca registrada, que felizmente, não se decepciona. Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse ostenta a M, no caso, até onde as divas querem se divertir. Com metade das músicas sobre fim de relacionamentos (“It’s a Wrap,” “Faded”), o disco não soa tanto com esta sonoridade e sim mais como algo volúvel ou o poder das amigas.

Não há nada tão atraente como o seu último hit de 2009 “Obsessed,” embora “You’re Mine” seja suficiente para os fãs de Mariah Carey, não para os radialistas. “Camoflauge” parece que está fora lugar como um momento único de um piano gospel no álbum, algo que soa estranho, pois ela está logo após da dançante “Meteorite.” ” “You Don’t Know What to Do,” é uma colaboração maravilhosa com o Wale, que nos lembra um pouco de seu momento como Bad Boy (remix de Honey) aqui. “Thirsty” também é mais uma que está aqui escalada de forma irregular, mas inegavelmente ela é do hip-hop. Minha conterrânea, quando teremos a sua mixtape? – Justin Charity

 

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.