Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

MC

Os artistas que desejam realizar shows na Malásia precisam de uma autorização prévia para colocar os ingressos à venda. Foi o que declarou o ministro Datuk Jailani Johari para o The Rakyat Post.

“Olhando para trás e vendo cancelamentos de shows anteriores e até mesmo o incidente ocorrido no Future Music Festival Asia, não queremos que isto se repita”, disse ele, referindo-se a morte de seis pessoas devido a overdose de metanfetamina no Future Music Festival Asia (FMFA) deste ano, no Bukit Jalil Stadium.

“Há tempo suficiente para os promotores aderirem a estas diretrizes e cumprir com nossas necessidades”, disse ele, ressaltando que os ingressos não devem ser vendidos antes de estas condições estarem de acordo. “Se eles estão usando um estádio, eles devem obter autoridades para aprová-lo também. Eles devem estar de acordo com estas diretrizes para garantir segurança e que todos os esforços foram feitos antes de receber o show”, disse ele. Ele acrescentou que um show na magnitude de Mariah Carey atrairia a atenção de um monte de fãs. “Por isso, seria uma atitude bastante responsável para obter as aprovações de utilização e representá-la da melhor maneira”, disse ele.

Hoje saiu uma reportagem do The Star de que um novo promotor de concertos da Malásia venceu uma guerra de lances como em um leilão, para ter Mariah Carey em um show na Malásia, em 22 de outubro, no Estádio Merdeka, à frente de Singapura e Filipinas.

A Malásia já foi motivo de notícias internacionais várias vezes por proibição de espetáculos, devido às regras rígidas impostas aos artistas, especialmente do sexo feminino. Beyoncé cancelou um show na Malásia em 2007, apenas algumas semanas depois de Gwen Stefani se recusar a cobrir seu figurino. A Malásia também tinha proibido a banda Lamb Of God de se apresentar depois de chamar sua música de satânica.

O Show de Erykah Badu foi cancelado depois que uma  foto de seu corpo tatuado com a palavra “Allah”, publicada pelo jornal The Star, foi alegada “ofensiva”. As Pussycat Dolls, que se apresentaram em 2006, também causaram polêmica depois que seus promotores foram multados por que lhes permitiram executar movimentos “explícitos”. A cantora Ke$ha teve seu show cancelado na Malásia no último minuto depois que as autoridades a proibiram de citar questões religiosas e culturais.

Os ingressos já tinham sido vendidos e o promotor sofreu perdas de mais de 1 milhão de Ringgit Malaios (cerca de 330 mil Dólares).

Fonte: The Rakyat Post

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.