Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

anigif_enhanced-buzz-22960-1410586049-9

Inegavelmente, Mariah Carey é uma das artistas mais bem sucedidas no mundo. Ela não é só conhecida por seus sucessos, por sua gama vocal de 5 oitavas, mas também por ser pioneira em criar tendências e moda durante toda a sua carreira. Aqui estão algumas coisas que Mimi ensinou para você e para o resto do mundo:

1. Não tem problema algum em cantar melodias de forma melismáticas

maxresdefault

Cantando de forma melismática é algo como cantar apenas uma sílaba da letra com uso de várias notas, em uma só respiração. Vamos te mostrar as primeiras linhas do primeiro single de Mariah Carey, “Vision of Love”, para você entender:

“Treated me k-i-i-nd, sweet desti-ny-y-y-y-y..”

As sílabas de “KIND” e “NY” são cantadas em 4 e 5 notas, respectivamente.

Quando Mariah surgiu, esta técnica não era popular. Ela foi, sem sombra de dúvida, a primeira cantora a usá-la de forma eficaz e com sabedoria. Ela sabia onde colocar estas séries de notas para destacar uma parte específica da música, e assim, transmitindo uma mensagem por trás dela. Ela concluiu a sua música de lançamento assim, com uma sequência de melismas, tornando esta técnica uma de suas marcas registradas.

Assista “Vision Of Love”:
[youtube id=”tov22NtCMC4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

2. Não tem problema algum em mesclar o Pop com o Hip-Hop

fantasy-mariah

“Fantasy (Bad Boy Remix)” em colaboração com o Ol’ Dirty Bastard é um single de muita importância para o catálogo de Mariah. Quando a música saiu em 1995, deu origem ao um novo gênero musical referido como “Hip-Pop”.

A canção apresenta versos de rap de ODB e vocais de Mariah, algo que foi recebido de forma positiva pela crítica. Foi uma fusão inteligente de dois gêneros que trouxe algo completamente novo para a música popular. Mariah Carey fez o cruzamento entre o Pop e o Hip-Hop tornar-se algo de muito sucesso.

Mariah permaneceu fiel a esta reinveição como fez em muitos outros de seus singles, e também em canções não lançadas. Desde então ela gravou “Breakdown” com Bone Thugs-N-Harmony; “Heartbreaker” com Jay-Z, e no seu mais recente álbum, “You Don’t Know What To Do”, com Wale.

Assista “Fantasy” Remix:
[youtube id=”D6v_AiUK5mk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

3. Não tem problema algum em escrever suas próprias canções

8-things-mariah-taught-world-002

Quando ouvimos o nome de Mariah Carey, a primeira coisa que vem em mente é “Mariah, a cantora”.

Não há nenhum problema com isto, mas deve-se lembrar que Mimi também é uma compositora brilhante. Na verdade, ela que escreveu e co-escreveu todas as suas músicas. Muitas pessoas não sabem, mas 17 de seus 18 famosos hits em 1° lugar, como “Hero”, “My All”, “One Sweet Day” e “We Belong Together” são todos de sua autoria. Sem mencionar o clássico natalino mais vendido da história, “All I Want for Christmas is You”.

Mariah também escreveu canções para outros artistas como o Allure (“Last Chance”); Paul Robbins (“I Pray”) e Faith Hill (“Where Are You Christmas” para a trilha sonora de “How the Grinch Stole Christmas”).

4. Não tem problema algum em ensinar um novo vocabulário através de suas canções

8-things-mariah-taught-world-003

Sim, MC não somente escreve suas próprias canções, mas ela também nos ajuda a expandir nossos vocabulários. Aqui estão algumas palavras “obscuras”, que talvez  nem sejam mais usadas, mas estão em suas letras:

Aquiescente / adjetivo
– Pronto para aceitar algo sem protesto, ou para fazer o que outra pessoa quer.
“I was oh so acquiescent, but I’ve learned my lesson”
(“It’s a Wrap,” Memoirs of an Imperfect Angel)

Indescritível / adjetivo
– Difícil encontrar, captura, ou alcançar.
“I can’t be elusive with you honey”
(“Honey,” Butterfly)

Linho / adjetivo
– Cor pálida cinza-amarelada – nome dado as sementes de linho.
“Thank you for embracing a flaxen-haired baby”
(“Sunflowers for Alfred Roy,” Charmbracelet)

Leveza / substantivo
– O tratamento de uma questão séria com humor.
“I bring that levity / Take me for a ride”
(“I’m That Chick,” E=MC2)

Minúsculo/ adjetivo
– Extremamente pequeno; minúsculo.
“If my shows of gratitude are miniscule inside your mind, sorry”
(“I Wish You Well,” E=MC2)

Mariah não usa palavras excêntricas somente em suas letras, mas também em alguns títulos de seus álbuns, como: “The Emancipation of Mimi”, “Memoirs of an Imperfect Angel” e “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse”.

5. Não tem problema algum em fazer uma regravação e torná-la um hit número 1

Mariah Carey raramente regrava músicas, mas quando ela faz, ela simplesmente se supera.

Durante a gravação de seu MTV Unplugged em 1992, os produtores solicitaram de última hora uma canção inédita e ela fez um cover. Carey e sua equipe, então, decidiram fazer uma regravação do clássico do Jackson 5, “I’ll Be There”. Em dueto com o seu backing vocal, Trey Lorenz, que futuramente se tornaria um dos seus melhores amigos.

“I’ll Be There” tornou-se o sexto single número 1 de Mariah Carey nos Estados Unidos, e seu maior hit na época no mundo inteiro. Foi uma conquista completamente inesperada se referindo a Mariah Carey.

MC fez uma apresentação emocionante da canção em homenagem ao Rei do Pop, Michael Jackson, em seu funeral, em 2009.

[youtube id=”UIt3dx4an9c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

6. Não tem problema algum ter problemas no palco, quando você lida com isto no melhor estilo diva de ser

Mariah não está livre de viver com erros de produção no palco – tanto faz se ele for um mau funcionamento de seu retorno ou vestido abrindo (Good Morning America, 2013), perder o equilíbrio no palco (concerto de Cingapura de 2010) ou no caso, as habituais falhas técnicas.

Quando os seus retornos deram pau durante o seu concerto na Austrália em 2012, em vez se aborrecer com sua equipe ou deixar a platéia desconfortável, Mimi resolveu improvisar uma canção de última hora para avisar que estava com problemas técnicos:

Hoje à noite, é uma noite especial que eu passarei aqui com você
A Gold Cost é bonita, e eu acho que é demais
Esta não pode ser uma das melhores letras que eu já escrevi, mas o que posso fazer?
Estou em um vestido, que talvez seja um pouco pequeno ou um pouco grande
E os meus sapatos, meus sapatos meus sapatos, meus sapatos, meus sapatos, meus sapatos

E o meu ouvido, estão um pouco (fale com o cara da tecnologia, é o lado direito, querido).
Eu não ouço absolutamente nada no ouvido direito

Falar com o público: Agora ele começou a funcionar bem
Mas em seguida, voltou a ficar ruim

Cantei para o pianista que deixou de ter o clímax
Vamos fazer uma ponte, vamos fazer uma ponte

e isto se transformou em raiva, eu quero
Me diz por que eu não posso ouvir
Então vocês *coloquem o microfone longe* de lá de fora!

[youtube id=”ZMNUkh9NY_8″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

7. Não tem problema algum em manter os cabelos longos eternamente

8-things-mariah-taught-world-001
Mariah não é apenas conhecida por sua música, mas também pelos seus belos cachos. Que sejam eles naturais amassados, alisados ou permanentes no melhor estilo de diva.

Enquanto outras celebridades gostam de aos poucos irem cortando os cabelos ao longo da carreira, MC não faz e isto parece agradar boa parte de seus fãs.

Seja por seu amor a juba, que está sempre muito saliente na capa de seus álbuns.

8. Não tem problema algum…tudo vai ficar bem, pois há um herói dentro de você

Não há dúvida alguma que “Hero” é definidamente a canção de marca registrada de Mariah Carey. Ela faz questão de sempre deixar esta música na setlist de seus shows, não importa onde ela vá, esta música sempre está lá.

Mas “Hero” não é a única canção inspiradora do catálogo de Carey. “Can’t Take That Away (Mariah’s Theme)” do álbum “Rainbow” também é uma das favoritas do público. “Fly Like a Bird” do “The Emancipation Of Mimi”, também é de grande destaque, e ela cantou no Grammy em 2006.

“Through The Rain” e “My Saving Grace” são faixas edificantes do álbum “Charmbracelet”, e que foram cantadas exaustivamente no começo da década de 2000. Boa parte de seus fãs sabem o período difícil na vida pessoal da diva, quando ela perdeu seu pai, Alfred Roy Carey, na época (ele faleceu com câncer).

Estas são o tipo de canções que Carey faz e que são amadas pelo grande público. Ela é conhecida por fazer músicas que ajudaram pessoas a sobreviver batalhas e dificuldades, tornando-se trilha sonora de suas vidas.

Assista “Hero”:

[youtube id=”0IA3ZvCkRkQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

Mesmo que você não seja um Lamb (é assim que Mariah chama seus fãs, antes mesmo dos artistas darem nomes aos fãs nas redes sociais), você não pode negar, ela ainda é uma das artistas mais influentes no mundo.

É certo que suas contribuições e seu legado são e serão reconhecidos por várias gerações que estão por vir, pois afinal, ela nos ensinou muitas coisas e muito bem, obrigado.

Deixe sua opinião

    Avatar

    Nossa diva é incrivelmente maravilhosa!!! serei uma lamb eternamente.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.