Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

O presidente da Epic Records, L.A. Reid, deu uma entrevista para a Billboard e falou sobre Mariah Carey. Confira abaixo:

Em certos aspectos, de onde L.A. Reid está, algumas coisas nunca mudam. Agora, presidente Epic Records, Reid continua a ser incrivelmente leal a artistas que ele guiou e esteve ao lado nos altos e baixos de suas carreiras (o principal deles: Mariah Carey, que ele assinou com a Epic em março).

MC

Você assinou com Carey na IDJ e agora na Epic. Seis anos se passaram desde seu último single no top 10, o que você espera de seu novo single, “Infinity”?

Mariah Carey fez seu primeiro sucesso em 1991. O fato de ainda estar nas rádios neste momento de sua carreira é uma grande realização, porque as rádios não tocam artistas veteranas. As rádios tocam os artistas do momento…ninguém que gravou uma música há 25 anos atrás vai ter um número 1 nas paradas. Nem Paul, Stevie, Bruce, Mick ou Keith. Nem Prince, ninguém. Então, se ela puder tocar nas rádios, nós fizemos um bom trabalho. A gente gostaria de ter um #1? Porra, claro que sim, eu sou ganancioso. Mas essa não é a realidade.

[youtube id=”uxaYd5TJugI” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Você vai colocá-la de volta ao estúdio?

Absolutamente, mas eu não acredito em pedir para os artistas a voltar a serem quem já foram. Eu gosto de álbuns conceituais, eu gosto de ideias temáticas, gravações que contam uma história. Eu amo duetos e o Great American Songbook. Eu acho que um grande vocalista deve se libertar e pensar em coisas como essas às vezes. Quero dizer, Frank Sinatra fez isso. É divertido cantar músicas que você ama. E não vamos esquecer que um dos maiores sucessos de Mariah, “I’ll be There”, foi um cover. Há muitas coisas que Mariah ainda pode fazer.

De certa forma, você tem que posicionar Carey como uma nova artista?

Não. Eu não me iludo de que Mariah deva competir com, digamos, Taylor Swift ou Ariana Grande. Nosso trabalho é ter certeza de que a qualidade está lá. Todo artista está há apenas uma canção de um enorme sucesso.

Você compareceu ao primeiro show de sua residência no Caesars, em Las Vegas, no dia 6 de maio Como foi isso para você?

Me diverti muito. Em todos os anos que passamos como amigos e trabalhando juntos, eu nunca estive na platéia quando Mariah Carey cantou todos os seus sucessos! Ela estava se divertindo, ela estava confortável e nos deixou confortáveis. Nós não ficamos ansiosos como se fossemos cair de um abismo enquanto assistíamos o show. Era como se estivéssemos na casa de Mariah Carey.

L.A. ainda falou sobre o Tidal e Meghan Trainor. A entrevista completa você confere AQUI.

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.