Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

De acordo com o site The Jasmine Brand, a antiga gravadora de Mariah Carey, a Island Def Jam (selo da Universal Music Group), pagou uma multa contratual porque a cantora desistiu de fazer um novo ensaio fotográfico para seu último disco de estúdio, o ‘Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse’.

O contrato de Michael Thompson era de $150 mil + valor das despesas, que totalizavam em $228,140. As despesas incluiam custos com a equipe de maquiagem, cabeleireiros, estilistas e passagens aéreas para todos da equipe.

A agência disse que a gravadora pagou o valor de $171 mil. Mas como o contrato foi cancelado ou adiado, a gravadora ainda mantinha a dívida do valor da quebra de contrato. De acordo com a agência, eles só foram avisados que o ensaio fotográfico seria cancelado no dia em que ele seria realizado.

Na época, o porta-voz da Jed Root explicou que que devido a quebra de contrato, a gravadora deveria  pagar para eles uma multa de $169,592,52. Eles entraram na justiça exigindo que a Island Def Jam pagasse este valor para eles.

Em seguida, a antiga gravadora de Mariah Carey respondeu a ação judicial alegando que a agência estava mentindo sobre o contrato. Eles explicaram que havia um contrato separado e declarou que este valor não seria pago até que as fotografias fosse entregues para gravadora.

Eles disseram que cancelaram o ensaio fotográfico porque Mariah não estaria disponível na data marcada. E como eles nunca concordaram com os termos apresentados pela agência, e então os executivos da gravadora exigiram que a ação fosse julgada como improcedente.

As fotos seriam feitas para o disco ‘Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse’, tanto o ensaio fotográfico como o lançamento do projeto teve que ser adiado 1 ano, pois Mariah sofreu um acidente durante a gravação de um vídeo musical, ela descolocou o ombro e teve que tirar férias forçadas para se recuperar do acidente.

No dia 28 de setembro deste ano, o processo foi arquivado e a agência Jed Root afirmou que a UMG Recordings e a Island Def Jam chegaram a um acordo monetário com eles. Os acordos são confidenciais, mas parece que o selo musical pagou uma quantia para que a briga judicial fosse encerrada e deixasse a cantora livre de uma vez por todas deste processo e de ser obrigada a realizar o ensaio fotográfico futuramente.

Obs: As fotos que foram usadas no álbum foram realizadas em 2013, foram poucas fotos aproveitadas do primeiro ensaio, talvez seja por isto que as fotos do encarte teriam sido usadas na capa dos singles e fotos promocionais da turnê, e também por isto que fizeram aquele serviço porco na capa do promo de ‘You Don’t Know What To Do’.

Fonte: The Jasmine Brand

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.