Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Tire as roupas de mamãe Noel do armário:  Chegou a  época que “All I Want For Christmas Is You”  de Mariah Carey vai começar a tocar com muita frequência em todos os lugares, seja no rádio do carro, no Spotify, nos iPhones daqui até o Pólo Norte.

21 anos depois de seu lançamento, Carey lançou uma obra-prima que pode ser comparada um filhote de golden retrieve com um laço vermelho lambendo você em cima da sua caixa de presentes sem parar, e é assim que a música continua a dominar todas as rádios e sistemas de downloads pagos.

Escrita por Mariah para seu primeiro álbum natalino, ‘Merry Christmas’, a música música continua a dominar o topo da parada natalina da Billboard,  que contabiliza execuções em rádios,  serviço de streamings e downloads pagos, superando grandes clássicos mais antigos como clássico de Brenda Lee, “Rockin’ Around the Christmas Tree”.

E mesmo depois de 21 anos lançada, esta obra-prima natalina é a canção de Carey mais vendida no sistema de download pagos, e também tornou-se a primeira música natalina  na história a ter sido certificado de 2x platina com ringtones, sim, ela já vendeu mais de 2 mihões de ringtones  na América do Norte (e foi relatado que Mariah já recebeu  em  2013 cerca de $50 milhões em direitos autorais). Estes números refletem o quão duradouro esta música pode ser, apesar de deste ano, de acordo com a PlayNetwork, a música caiu uma posição e ficou em segundo lugar entre as mais executadas nas lojas de varejos, ficando atrás de “Wonderful Christmastime” do The Shin.

O domínio e legado de Mariah Carey pelo Natal só tem crescido nos últimos anos, incluindo especiais televisivos para televisão nos últimos anos, como um filme para o Hallmark Channel, uma série de concertos bem sucedidos no Beacon Theatre em Nova York. A música já foi até cantada por Miley Cyrus e revisada para o The New Yorker. Mas o que a torna tão mágica?

A Vogue conversou com três lendas da rádio: a gerente de entretenimento da ABC News, Andrea Dresdale; com Elizabeth Milch, que é a vice-presidente de conteúdo do site Genius, e o apresentador da rádio mais importante de Nova York, o Elvis Duran, que tem um programa diário na Z100.

Por que vocês acreditam que ‘All I Want For Christmas Is You” já dominava as paradas de sucesso desde 1994, antes dos downloads?

Andrea Drysdale: É uma canção natalina, mas não tem conteúdo religioso. Na verdade, é apenas uma canção de amor. Todo mundo entende  que ela fala sobre como  é estar desejando alguém ou sentindo falta de alguém.  É uma mensagem universal que foi embrulhada em um presente de Natal.

Elizabeth Milch: É muito alegre! Ela foi lançada no auge do poder da Mariah na indústria fonográfica, e houve momentos culturais e fundamentais que manteve esta música presente nos olhos e ouvidos de todo mundo. O filme ‘Love Actually’ teve um efeito muito real para esta música. E em seguida, todo mundo vê o clipe dela passar na TV e lembram de tão grande ela é. Mas o desempenho com Jimmy Fallon e o The Roots em 2012 também foi muito bom (e também ela foi uma das primeiras artistas a fazer isto no programa). E isto fez com a música voltasse para internet e tornasse notícia e atraindo as pessoas de forma perfeita.

Elvis Duran:  É uma daquelas músicas que só te deixa feliz. É realmente uma espécie de como macarrão e queijo; ele só faz você se sentir bem.  Quando primeiro álbum natalino de Mariah foi lançado com este single, a Z100 fez uma grande festa de lançamento para Mariah em Rockefeller Center. Alugamos uma pista de patinação no gelo, e esta usando uma roupa de Mamãe Noel, eu nunca vou me esquecer disto. Isto foi há mil anos atrás. E esta canção ainda é a mais solicitada pelas pessoas desde aquele tempo. Ela é mais pedida na rádio o que grandes clássicos como ‘White Christmas”.

Qual é ou quais são as partes da música que mais tocam o coração?

Dresdale: É uma canção otimista. As outras canções de Natal não são. Muitos deles são baladas, algumas são deprimentes, mas este soa como uma festa.

Milch: É a voz de Mariah.  E também poderia dizer que no caso, Walter Afanasieff (co-autor da canção), teve o poder de canalizar a voz de Mariah, e ele quis deixá-la arrebatadora, e conseguiu. Ele é o mesmo cara que fez  “A Whole New World” e “My Heart Will Go On”, então ele sabe exatamente como tocar em nossos ossos. Quando estava previsto para Mariah escrever esta canção, ela estava canalizando em artistas como Darlene Love, Ronnie Spector, e todas estas incríveis cantoras que surgiram nos anos 60. Isto explica porque esta música é amada por jovens, e crianças da geração Y.

Duran: É uma canção natalina moderna, alguém que também poderia ter sido um grande hit nos anos 40.  Essa composição poderia ser facilmente cantada por Frank Sinatra, ou por outro cantor da época. E acho que é isto que dá esta qualidade musical clássica e atemporal para gravação. Há sinos por todas as partes, mas a minha parte favorita é quando toca o trecho:  “All I want for Christmas . . .”—e aí o sino começar a tocar e então Mariah finaliza com  —“is youuuuu.” Nesta esforce Mariah Carey mostra perfeitamente como é o clássico estilo de Mariah Carey de cantar.

Por que até hoje nenhuma daquelas estrelas pops que surgiram após a Mariah Carey, como Katy Perry, Taylor Swift e Justin Bieber, conseguiram fazer um clássico natalino que conseguisse rivalizar com esta música?

Dresdale: Escrever um clássico de Natal moderno é quase impossível, porque sempre serão lembradas aquelas canções clássicas que sempre foram cantadas para nós, ano após ano, passa de geração para geração. Talvez, as pessoas não querem tentar concorrer com Mariah, porque eles se sentem intimidados com ela. O álbum de Natal do Michael Bublé foi bem, mas você jamais irá ver alguém fazendo algum viral de uma música de Natal dele. O fato é que Mariah foi capaz de escrever uma música que rompeu as barreiras e tornou-se um verdadeiro clássico moderno de Natal, e isto provou o quanto ela é talentosa como compositora. Ela também tornou-se, sem querer, a verdadeira Rainha do Natal. Ela transformou em algo presente na cultura do Natal. Esta música foi uma das melhores coisas que aconteceu para a carreira de Mariah Carey.

Milch:  Músicas festivas podem ser uma coisa complicada de serem feitas. Se você é alguem que esteja tentando fazer algo, e tentar transformar algo inocente em legal, não é desta forma que nasce uma canção natalina. Você precisa ter a confiança e talento e saber seu lugar no mundo, que é algo que a Mariah Carey tem, David Bowie e Bing Crosby também tiveram. Mariah Carey é conhecida agora como a Rainha do Natal, mas a realidade era outra em 1994, e ela se sentiu muito muito jovem na época para lançar um disco de Natal.  O ex-marido dela, o Tommy Mottola escreveu em seu livro que quando a gravadora tentou fazer com que ela parecesse com Connie Francis na capa do álbum e ela não aceitou isto. E felizmente, ele provou que ela estava errada, e então ela abraçou esta idéia, e transformou todo este legado para ela mesma. Kelly Clarkson tentou fazer algo parecido com  “Underneath the Tree”, para tentar disputar a coroa com “All I Want For Christmas Is You”. Taylor Swift é basicamente o Natal em forma  de pessoa, ela cresceu uma fazenda onde tinha árvore de Natal por todas as partes, e isto seria um pouco redundante em seu caso.

Duran: Vários artistas lançam álbum de Natal todos os anos. O álbum de Justin Bieber (de Natal) foi realmente bem, mas ele não teve nenhuma música famosa. É este caso de Mariah, este single dela realmente foi algo fora do comum. Eu posso dizer que nunca mais teremos outro clássico natalino em nossas vida, que este foi o último, porque é uma faixa muito ímpar. E quer sabe?  Tudo o que sei que esta música faz a gente se sentir tão bem, que nunca queremos parar de ouvi-la.

Fonte: Vogue.com

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.