Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Era uma noite de sexta-feira de realeza de alma e pop – o legado de Lionel Richie se estendia até os poderosos Commodores; Já Mariah Carey cantou todo aqueles hits que atingiram o topo da Billboard, afinal ela é a artista que mais têm músicas em 1° lugar. Essas são as credencias necessárias para pisarmos no tapete vermelho do show destes artistas, certo?

No entanto, no meio de concertos dos Die Antwoord e Guns N Roses esta semana, não deveria ser uma grande surpresa que estes dois artistas ofereciam um grande baile romântico, digno de um cruzeiro amor, durante o concerto que realizariam juntos na cidade. Carey, abraçando conscientemente o seu status de diva, fazendo um grande show vocal e retocando a maquiagem e o penteado no palco. E Richie, um grande animador de concertos: “Talvez eu possa precisar de algum segurança extra aqui”, ele gritou. “Eu vejo pessoas de 1977 dançando aqui, fiquem em alerta!“, disse o entusiasmado cantor.

 

Mas o concerto da Nova-iorquina Carey veio primeiro, ela inciou o concerto com sua versão de diva que surgiu no fim dos anos 2000, com uma vibração mais cinética, mais envolvida com o hip-hop. Aparecendo no palco sentada em um trono, Carey abriu o show com o “I’m That Chick”, seguida por uma versão mais funk-groove com o medley “Love Hangover/Hearbreaker”.

Com ajuda de seus três backing vocals e sua banda, ela mostrou que a sua ainda esta na melhor forma. Ela cantou o seu clássico “Touch My Body” e o “I Know What You Want”, que contou com uma participação pré-gravada de Busta Rhymes.

“Devemos ter um momento glamour?” – perguntou a cantora com um sorriso, sentada em um trono de rainha enquanto sua equipe retocava a sua maquiagem e seu cabelo. Para cantar o hit de 1998, “My All”, um farol estava no telão do palco, mas os faróis que realmente estavam onipresentes durante a apresentação eram os celulares da plateia, que filmavam cada minuto daquela bela apresentação. Ela provou que a sua voz ainda é maravilhosa e que ela ainda consegue fazer aquelas acrobacias vocais lendárias.

Em seguida, a cantora convocou seus filhos, os gêmeos Moroccan e Monroe, para ajudá-la a cantar o hit “Always Be My Baby”.

Após isto, Carey cantou o clássico “One Sweet Day” ao lado de Trey Lorenz, e Daniel Moore e levou a plateia ao delírio. Após isto, Mariah fez uma emocionante apresentação de “Vision Of Love” e “We Belong Together”. Depois, Mimi voltou ao palco para fazer um bis cantando o seu icônico clássico “Hero”, brilhando no vestido de franja de prata de 1920. Um conjunto seguro e suave – sem fantasia – mas encantador, no entanto, e foi ótimo vê-la.

Fonte: Edmonton Journal

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.