Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Brasil

O site theJasmineBRAND conseguiu dados exclusivos sobre a batalha judicial de Mariah Carey com a empresa de shows que traria a ‘Sweet Sweet Fantasy Tour’ para América Latina.A cantora respondeu o processo de difamação que um promotor entrou com ela. A cantora alegou que  a FEG Entretenimientos S.A. esperou muito tempo para entrar com uma ação legal contra ela por causa de sua declaração nas mídias sociais.

Mariah moveu um processo contra a empresa em 2016, pois não foi paga para realizar os concertos no Chile, Brasil e Argentina. Ela disse que a situação prejudicou a sua marca, pois ela foi obrigada a cancelar os shows em cima da hora.

Então a FEG Entretenimientos S.A. moveu um processo contra ela. Eles alegaram que ela não se apresentou nos dois shows no exterior sem aviso ou motivo. Eles estão a processando por pelo menos US$ 500 mil em danos para cada um dos shows perdidos.

Na época, ela postou em sua conta no Twitter: “Estou devastada por meus shows no Chile, na Argentina e no Brasil terem que ser cancelados. Meus fãs merecem mais do que alguns desses produtores têm os tratados”.

Os promotores alegaram que esse tuíte era “conscientemente falso e difamatório” e causou danos irreparáveis ​​à sua empresa, que eles estão buscando 2 milhões de dólares em danos.

Aqui está a história real: Carey diz que a alegação de difamação do promotor é inoportuna, o que significa que eles esperaram muito tempo para processá-la. Ela aponta que a mensagem no Twitter foi publicada em outubro de 2016. No entanto, eles não entraram com uma ação até janeiro de 2018. No processo, a equipe jurídica de Carey também observa que ela nunca mencionou o promotor pelo nome e não fez nenhum falso testemunho, pois ela tem como comprovar que nunca recebeu os cachês para realizar os shows no Brasil, Chile e Argentina. Mariah também exigiu em juízo que as empresas façam uma retratação pública e que as acusações sejam rejeitadas.

Fonte: theJasmineBRAND

Por shows cancelados de Mariah Carey no Brasil, produtoras foram autuadas em R$ 500 mil

Após muita polêmica e reclamação do público, o Procon-SP informou que autuou as empresas responsáveis pela turnê da cantora Mariah Carey no Brasil, onde foram aplicadas multas, que somadas devem passar de R$ 500 mil, por prática abusiva.
Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, do jornal ‘Folha de S.Paulo’, a Stage Entertainment, a Lens Events e a Ingresso Rápido não devolveram o valor dos ingressos aos consumidores dos shows que deveriam ter acontecido em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre em novembro e foram cancelados em cima da hora, pegando os fãs da norte-americana da surpresa.

Por outro lado, a Stage disse que não houve descumprimento e culpou uma produtora chilena pelo cancelamento da turnê latino-americana. A Ingresso Rápido diz que, mesmo já tendo repassado o dinheiro às produtoras, está ressarcindo os clientes e estuda processar as empresas. A Lens não respondeu o contato da colunista.

Fonte: Notícias São Minuto

O grupo Fenix Entertaiment Group Chile deve processar a equipe de Mariah Carey pelo cancelamento do concerto da cantora no país. A cantora se apresentaria no Chile no dia 30 de outubro e tinha 80% dos ingressos vendidos (dos 10 mil ingressos disponibilizados, foram vendidos pouco mais de 8 mil), mas por causa de um problema ocasionado com a produtora brasileira, Mariah Carey cancelou suas apresentações no Brasil, Chile e Argentina.

De acordo com relatos da imprensa local, a empresa pretende iniciar o processo na próxima semana em um tribunal de Los Angeles para recuperar o dinheiro pago antecipadamente a artista e esclarecer algumas questões previstas no contrato.

A empresa chilena tentou remarcar a apresentação da cantora para fevereiro e tentar encaixar a cantora também no Festival de Viña del Mar, porém nem os organizadores do evento e nem a equipe de Mariah tiveram interesse em participar deste evento.

Fonte: Reuters Chile Press

Mais de uma semana após anunciar o cancelamento de três shows da cantora Mariah Carey no Brasil, a produtora Stage Entertainment divulgou nesta sexta-feira (4) instruções para os consumidores que compraram ingressos. Todos poderão pedir reembolso do valor integral do bilhete, mais taxas.

A artista americana tinha apresentações marcadas para terça (1º), em São Paulo, esta sexta, em Curitiba, e o sábado (5), em Porto Alegre. Ao anunciar na última quarta (26), pelo Twitter, que não faria os shows no Brasil, além de outros da turnê pela América do Sul, ela reclamou dos promotores e disse que seus fãs “merecem mais do que esse tratamento”.

São Paulo

A Ingresso Rápido foi a responsável pela venda das entradas para a apresentação em São Paulo. A empresa entrará em contato em até sete dias úteis com informações sobre o ressarcimento para os consumidores que fizeram a compra pela internet ou no serviço de call center.

Quem adquiriu bilhetes em pontos de venda deve acessar o site sac.ingressorapido.com.br solicitando o reembolso. São necessárias informações de contato, dados bancários (para compras em dinheiro) e fotos dos ingressos comprados.

Curitiba

Em Curitiba, a Blueticket entrará em contato em até 7 dias úteis para informar o procedimento aos clientes que fizeram a compra on-line. Quem optou pelos pontos de venda deve entrar em contato com a empresa solicitando o reembolso com informações dos dados bancários e fotos dos ingressos.

Porto Alegre

Para compras feitas pelo site ou pela central de vendas pelo telefone, o cancelamento será feito automaticamente e o reembolso creditado na fatura do cartão de crédito usado no pagamento. A Stage informa que solicitará os reembolsos às operadoras de cartões em até 7 dias úteis e os créditos serão efetuados nas faturas.

Quem adquiriu as entradas na bilheteria oficial ou pontos de venda, com cartão de débito, crédito ou dinheiro, deve preencher um formulário disponível no site da Eventim – há um formulário diferente para cada forma de pagamento. Os documentos precisam ser enviados, juntamente com a cópia dos ingressos, RG e, se for o caso, o comprovante da transação realizada com cartão de crédito ou débito, para cancelamento@eventim.com.br.

Notificação do Procon

Na segunda-feira (31), o Procon de São Paulo notificou as produtoras Lens Events e Stage Entertainment pelo cancelamento do show da cantora na capital. A Ingresso Rápido também foi citada.

O órgão de defesa do consumidor pediu que as empresas informassem e comprovassem os motivos pelos quais a apresentação foi cancelada, quais meios foram usados para divulgar a decisão, as opções dadas aos consumidores e quais os canais disponíveis para atendimento aos que foram atingidos pela medida.

Fonte: G1

A5635D74-C732-439E-93F2-225B46017B0D.jpeg
B4C5FEB9-72FF-4384-AEDF-DF0562C173AE.jpeg
IMG_6957.jpeg
IMG_6958.jpeg
IMG_6959.jpeg
IMG_6963.jpeg
IMG_6997.jpeg
IMG_6962.jpeg
mc_281029~23.jpg
mc_28829~29.jpg
mc_28929~24.jpg
mc_28729~35.jpg
mc_28529~41.jpg
mc_28629~36.jpg
mc_28429~42.jpg
mc_28129~45.jpg