Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

CNN

A Bloomberg – agência de notícias do mercado financeiro, fez uma matéria sobre como Mariah Carey aumenta cada vez mais a sua fortuna. Confira abaixo:

Se você der uma olhada nos projetos recentes de Mariah Carey, você pode concluir que ela está desesperada por dinheiro. Em 2011, ela organizou um especial de três noites no Home Shopping Network, onde ela servia como modelo de jóias baratas, com tanto entusiasmo quanto Paula Abdul fez antes dela. Em 2013, ela seguiu os passos de Abdul novamente, tomando seu lugar no American Idol. No início deste ano, Carey anunciou uma residência em Las Vegas, onde ela vai competir por vendas de ingressos com Britney Spears e Penn & Teller. Em seguida, em 27 de abril, ela – que é famosa por seu alcance vocal de 5 oitavas, irá lançar uma nova música, que integrará o relançamento do seu álbum de greatest hits.

O álbum leva o nome de “#1 To Infinity”, ele apresenta canções que liderou a Billboard Hot 100, começando com sua balada de 1990, “Vision Of Love” e terminando com “Touch My Body”, que se manteve no topo por duas breves semanas no ano de – espera um pouco – 2008? Isso foi há sete anos. Carey lançou três álbuns desde então, mas todos eles fracassaram. E, no entanto, apesar de todos os indícios de uma carreira em declínio, a diva está prosperando. De acordo com a CNN, Carey, que está com 45 anos, tem uma conta bancária estimada em mais de US$ 520 milhões. Isso é mais do que Elton John e está pau a pau com Jay-Z.

Muito de seu sucesso atual, é claro, está na sombra do que ela produziu no início de sua carreira. Com 18 sucessos número 1 na parada da Billboard, ela detém o recorde para um artista solo. Em 2001, repleta de indicações ao Grammy e discos de platina, ela assinou um contrato de US$ 80 milhões, para cinco álbuns com a EMI. Na época, foi um dos maiores contratos com uma gravadora para uma cantora, perdendo apenas para Whitney Houston, que tinha um contrato de US$ 100 milhões com a Arista Records. “Ela é a última de uma raça em extinção”, diz Jeff Rabhan, executivo da Clive Davis Institute of Recorded Music. “Uma diva Pop para se colocar em um pedestal. Isso não acontece mais”.

Carey fez um trabalho memorável gravando sucessos como o “Heartbreaker” e “Always Be My Baby”, mas isso não é o que mantém sua fortuna. O fato é que ela escreveu suas próprias músicas. “Se você é apenas um artista, você fica fora das vendas de discos, mas como compositora ela é paga cada vez que sua música é tocada na rádio ou transmitidas online”, diz Clyde Rolston, um professor de música na Universidade Belmont de Nashville. “Isso faz uma enorme diferença no sucesso financeiro a longo prazo”. Com a nostalgia dos anos 90 a todo o vapor, a música de Carey é ouvida no Spotify duas vezes mais que as de Madonna.

Negociar créditos de composição é uma batalha para Katy Perry, Rihanna, e outras estrelas Pop jovens – mesmo que elas não tenham realmente escrito suas músicas. Mas Carey sempre foi astuta com seus contratos: Em 2001, quando ela tentou atuar no filme “Glitter”, foi bombardeada. O álbum da trilha sonora vendeu apenas 500 mil cópias. A EMI, sua gravadora na época, decidiu que pagaria para nunca trabalhar com ela novamente. Então ela negociou 28 milhões de Dólares pela quebra do contrato. O The New York Times fez as contas: Carey ganhou cerca de 25 Dólares por cada cópia do álbum “Glitter” que fosse vendida.

Depois disso, a cantora passou por alguns selos e lançou novos álbuns com resultados inconsistentes. Carey também não é realmente uma artista dos palcos. Ela consegue cantar, é claro, mas “você realmente não se lembra quando eles anunciaram uma nova turnê de Mariah Carey, não é?”, pergunta Bob Merlis, publicista musical de longa data na Warner Bros. “Ela não é uma artista que excursiona com seus shows” (Ela não sabe dançar.) De acordo com o site de dados de música Pollstar, as turnês de Carey arrecadaram cerca de 60 milhões Dólares desde 2000. Christina Aguilera arrecadou 92 milhões.

Então como é que Carey continua a ser uma estrela sem grandes concertos ou baladas românticas? Dizendo ‘sim’, basicamente. Poucos meses no American Idol rendeu a ela 18 milhões de Dólares. Seus perfumes arrecadaram mais de 150 milhões de Dólares em receita desde 2007. Ela ainda está vendendo sua linha na HSN, e ela também lançou uma nova bebida. A parceria mais rentável da Carey continua a ser a que ela tem com o Papai Noel – ela recebe uma turbilhão de royalties a cada Natal, quando “All I Want For Christmas Is You” toca até a gente enjoar.

Agora ela está indo para Vegas, o único lugar que ainda falta para ela ganhar seu dinheiro. A partir de maio, ela vai se apresentar em 18 shows no Caesars Palace, enquanto a dona da casa, Celine Dion, descansa. Se os shows forem bem sucedidos, Carey seria inteligente para torná-lo permanente: Dion ganha cerca de 2 milhões de Dólares em vendas de ingressos por noite. Se não der certo para Mariah, tudo bem, também. Até mesmo as suas falhas acabam lhe rendendo um monte de dinheiro.

MC_UOMF

De acordo com a Entertainment Weekly, a New Line Cinema está planejando um filme natalino de Mariah Carey. O produtor Jonathan Shestack confirmou que está trabalhando no projeto ainda sem título, juntamente com o amigo de longa data de Carey, o diretor Brett Ratner.

“Vai ser algo como a música consegue te fazer voltar no tempo,” contou Shestack para o Entertainment Weekly. “Será tudo o que você espera ver sobre um filme de Natal com Mariah Carey” – acrescentou.

Aqui estão as 5 razões pelas quais um filme de Natal com Mariah Carey tem que acontecer:

1. O que seria da temporada de Natal sem um pouquinho de Mariah?
Fala sério! O seu hit de 1994, “All I Want For Christmas is You” é um clássico, e você tem que admitir isto! Começamos a ouvir tocar nas rádios um pouco antes da temporada de fim de ano realmente começar. É a música da estação!

2. Os anos 90 estão voltando
Com um documentário dos Backstreet Boys prestes a ser lançado, a NBC trazendo de volta para TV o seriado “Coach”, as famosas calças Jeans da JNCO (famosa calça boca de sino para nós) estão voltando, e também há rumores sobre uma nova versão do seriado “Full House”. Mariah foi a rainha da década de 90, então nada mais justo que ela reviva este momento.

3. Você não pode esquece-la.
Como mesmo ela já te disse: “Don’t Forget About Us”.

4. Ela percorreu um longo caminho no cinema após o “Glitter”
Carey foi ridicularizada com seu filme de 2001, o Glitter, mas ela conseguiu se redimir em papéis pequenos em filmes aclamados pela crítica como “Precious” e “The Butler”, ambos de Lee Daniels.

5- A diva ainda reina
Para que não esqueçamos o quanto brilho ela ainda pode trazer para nossas vidas, confira esta coleção de cutucadas que Mariah Carey deu. Isto é realmente o máximo!

[youtube id=”BwZtZUuOpoc” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no” maxwidth=”500″]

Os orientais sempre tiveram um jeito muito particular de idolatrar os famosos, vide o reflexo estrondoso que China e Japão, por exemplo, têm no mundo do entretenimento. Porém, um dado curioso foi divulgado pela emissora norte-americana CNN sobre os chineses: fãs costumam dar apelidos a seus ídolos, de acordo com algum fator curioso envolvendo o famoso.

Confira a lista abaixo:

Katy Perry, cantora
É conhecida como Irmã Fruta (ou Shui guo jie). Isso aconteceu pelo fato da cantora costuma usar roupas coloridas e com estampas de frutas. Isso sem contar a tradição de levar bonecos em formato dos alimentos naturais em suas performances.

Jennifer Lawrence, atriz
A vencedora do Oscar por O Lado Bom da Vida em 2013 e estrela da franquia Jogos Vorazes como Katniss, é chamada de Prima (Biao jie). Isso porque, ao disputar a estatueta dourada pela primeira vez (em 2011, pelo filme Inverno da Alma), um internauta chinês alegou que J-Law era sua prima e que teria ganhado o prêmio. Ambas as histórias eram falsas.

Mariah Carey, cantora
À primeira vista, o apelido de Mariah não parece nada lisonjeiro: a Prima Vaca (Niu jie). Porém, se trata de um belo elogio dos chineses. É que um ditado popular do país diz que alguém é como a “vagina de uma vaca” que, no bom português, significa que alguém manda muitíssimo bem no que faz.

Ariana Grande, cantora
Com menos tempo de estrada – mas cada vez fazendo mais sucesso – a cantora de 21 anos é chamada de Vaca Pequena (Xiao niu). Isso porque segue a mesma linha de pensamento de Mariah: possui um talento incrível, mas menos experiência.

Jennifer Lopez, atriz e cantora
Com o corpo que causa inveja nas mulheres e deixa homens babando ao redor do mundo, nada mais natural chamar J-Lo de A Senhora do Bumbum (Luo ba) por conta da uma retaguarda pra lá de avantajada.

Adam Levine, cantor
Ter o charme do vocalista do Maroon 5 é para pouquíssimos, certo? Bom, os chineses também sabem disso e chamam o bonitão de Adam Sedutor (sao dang) por conta de sua voz inconfundível e suas diversas fotos em que aparece nu.

Nicki Minaj, cantora
Nicki, que deixou o público babando e dançando muito com Anaconda e seu clipe mais do que sugestivo, é conhecida por Frango Picante Entorpecente (Ma la ji). Isso tudo porque é uma mulher, digamos, quente e ainda deixa aquele gostinho de quero mais.

Benedict Cumberbatch, ator
Famoso por interpretar o detetive Sherlock Holmes na série Sherlock, Cumberbatch é reconhecido pela alcunha Bênção Encaracolada (Juan fu) por conta dos cabelos cacheados do personagem criado pelo escritor Arthur Conan Doyle.

Leonardo DiCaprio, ator
O grande astro do cinema tem um apelido pra lá de fofo na China: Pikachu. Sim, o apelido inspirado no principal pokémon porque, durante uma entrevista em 2011, uma jornalista taiwanesa teve dificuldades em proncunciar o nome do ator e disse “Leonardo Pikachu”.

Justin Timberlake, ator e cantor
Ninguém pode com ele! Sim, JT tem um apelido pra lá de respeitoso entre os chineses: Chefe (Lao ban). O motivo? Os moradores da superpotência mundial ficam incrédulos com a capacidade que Timberlake tem de obter sucesso em tudo que faz fora do mundo do entretenimento, no melhor estilo “galinha dos ovos de ouro”.

Fonte: Paraiso Web

Nota do editor: O Leading Women nos conectará com as mulheres extraordinárias da nossa geração. Cada mês, nós encontraremos uma destas mulheres e falaremos sobre suas carreiras, vidas e ideais.

CNN – Ela muitas vezes foi retratada como uma típica loira burra, mas opor trás dos cabelos dourados e imagem de mulher fatal, Marilyn Monroe era uma empresária astuta.

Décadas mais tarde, a atriz da década de 50 seria uma grande inspiração para criação do grande império do entretenimento, Mariah Carey.

“Marilyn Monroe, de quem eu sou muito fã, teve a primeira empresa liderada por uma mulher” , contou Carey para a repórter da CNN, Nischelle Turner, antes do lançamento de seu novo disco no fim deste mês.

“Ela fazia o papel de loira burra, o fez muito bem, mas ali não era ela de verdade.” Se você andar hoje pela Times Square, Nova York, verá vários cartazes de Mariah Carey divulgando seu novo disco, “Me. I am Mariah.”

Mas Carey teve que trabalhar duro para se tornar a cantora que mais vendeu no milênio em 2000. Uma mulher que já vendeu mais de 200 milhões de discos em todo mundo, e superou Elvis Presley como a artista que mais tem canções em primeiro lugar nos Estados Unidos.

Menos parecido com uma colher de prata em sua boca, “mais parecido com uma colher de plástico”, disse a filha de uma cantora de ópera mãe em Long Island, Nova York.

“Eu sentia que não fazia parte de nenhum lugar, então decidi que a música era a única coisa que eu poderia me apegar. Isto me fez tornar alguém especial, era como se eu tivesse um segredo.”, acrescentou Mariah, que hoje tem 44 anos e é mãe de duas crianças.

A ideia de que se tornaria uma grande estrela, no entanto, era motivo de chacota para seus colegas de classe. “Lembro de uma vez quando estava na sétima série e perguntaram para mim: ‘ O que você quer ser quando crescer ‘“, disse Carey, apelidado de ” cantora suprema” pelo livro Guinness dos Recordes por seu incrível alcance vocal.

“Eu disse que queria ser cantora ou atriz e todos debocharam de mim. Até porque nesta época eu não tinha experiência nem para pentear o meu cabelo de forma corretamente“, disse a música, cuja mãe é Irlandesa e pai é de ascendência Africana e Venezuelana .

Porém em 1990, a jovem de cabelos encaracolados e olhos arregalados estourou na cena musical. Com seu incrível alcance vocal de cinco oitavas, o seu álbum de estreia (que levava o seu nome no título), vendeu mais de 6 milhões de cópias nos Estados Unidos.

Até hoje ela já ganhou cinco prêmios Grammy, recebeu uma indicação ao Guild Awards por sua excelente atuação no filme “The Butler”, tornou-se a jurada mais bem paga da história do “American Idol”, e também tornou-se recentemente mãe de gêmeos, que foram batizados carinhosamente de DemBabies.

Chegando à Times Square usando um vestidinho preto e sendo aclamada por seus fãs (chamados carinhosamente de Lambs), onde gentilmente posou para fotos e cedeu autógrafos, Mariah Carey é tão brilhante e fascinante como a antiga estrela de Hollywood. É, ela não chegou aqui por um acaso.

IMG_6957.jpeg
IMG_6958.jpeg
IMG_6959.jpeg
IMG_6963.jpeg
IMG_6997.jpeg
IMG_6962.jpeg
mc_281029~23.jpg
mc_28829~29.jpg
mc_28929~24.jpg
mc_28729~35.jpg
mc_28529~41.jpg
mc_28629~36.jpg
mc_28429~42.jpg
mc_28129~45.jpg
mc_28329~41.jpg
mc_28229~44.jpg