Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

hivplusmag

O sucesso dos anos 90 foi criado para as vítimas da pandemia de AIDS. Hoje, ainda conforta os lutuosos!

 

Uma canção inovadora gravada para as vítimas da crise da AIDS completou 25 anos.

“One Sweet Day”, uma faixa de Mariah Carey e Boyz II Men, foi lançada em novembro de 1995 como o segundo single do álbum Daydream de Carey da Columbia Records. Foi um sucesso instantâneo. Por 16 semanas, a canção liderou o Billboard Hot 100 – um recorde que manteria por 23 anos, solidificando-se como um dos maiores sucessos da história da música.

A música foi um marco cultural importante na pandemia da AIDS. “One Sweet Day” foi criada após a morte em janeiro de 1995 de David Cole, colaborador de longa data de Carey, devido a complicações da AIDS. Co-escrita e co-produzida por Walter Afanasieff, a canção tinha como objetivo confortar aqueles que foram afetados pela crise da AIDS e prantear os mortos.

E quando a equipe de Carey abordou Boyz II Men, o tema também ressoou com os membros do grupo, que recentemente tinham perdido o seu road manager, Kahlil Roundtree, devido à violência armada. Como quis o destino, o membro Nathan Morris estava escrevendo sua própria música com letras semelhantes.

O refrão afirma: “E eu sei que você está brilhando sobre mim do céu / Como tantos amigos que perdemos ao longo do caminho / E eu sei que, eventualmente, estaremos juntos / Um doce dia.”

“One Sweet Day” foi dedicado à memória de Cole, um aclamado produtor musical e membro da C+C Music Factory, responsável por sucessos como “Gonna Make You Sweat (Everybody Dance Now)”. No entanto, sua importância cresceu ao longo dos anos.

Carey e Boyz II Men interpretariam a música no 38º Grammy Awards – onde, surpreendentemente, foi desprezada – e mais tarde como uma homenagem à morte da princesa Diana. Ela também dedicou a música ao Prince depois que ele faleceu.

A música continua encontrando novos fãs nas redes sociais. A postagem do videoclipe no YouTube foi assistida mais de 215 milhões de vezes, com comentaristas compartilhando como isso os ajudou a superar o sofrimento. Muitos mencionam especificamente outra pandemia. “Para vítimas de COVID-19 em todo o mundo que perderam a batalha contra a doença”, escreveu Chandler Palmer em um comentário que recebeu mais de 2.500 likes.

O vídeo em si continua impactante. No momento de sua criação, conflitos de agendamento impediram os artistas de criarem um formal juntos. Mas a filmagem emendada deles gravando a música muda o foco dos artistas para aqueles que estavam perdidos.

O recorde mais antigo da Billboard de “One Sweet Day” foi, apropriadamente, quebrado por Lil Nas X, o artista gay negro inovador por trás de “Old Town Road”.

Em julho de 2019, quando isso aconteceu, Carey tuitou uma imagem dela passando uma tocha para Lil Nas X. “One Sweet Day sempre terá um lugar especial em meu coração e quero agradecer a todos que já me disseram como essa música afetou eles e seus entes queridos “, escreveu ela.

 

Fonte: hivplusmag

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.