Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Jennifer Lopez

Essa semana o disco de estreia de Jennifer Lopez, On The 6, completa 20 anos desde o lançamento. Com 7 milhões de cópias vendidas mundialmente, o disco emplacou uma música no topo do Hot 100 da Billboard, If You Had My Love, após uma campanha massiva da Sony Music. Apesar disso, a música se tornou um grande hit em 1999 e consagrou Jlo como uma das artistas novatas mais populares do momento, porém o seu número de discos vendidos não eram tão expressivos quanto as outras artistas novatas como Britney Spears e Christina Aguilera, que venderam respectivamente 30 milhões e 14 milhões de seus discos de estreia.

 

 Rodney Jerkins, um dos produtores do álbum, concedeu uma entrevista para Billboard contando os bastidores de gravação do álbum, que foi tido como prioridade para Tommy Motolla desde o seu fim de casamento com Mariah Carey.

Os samples da faixa ‘Feelin’ So Good’, uma colaboração com o Fat Joe e Big Pun, foi originalmente escrita e oferecida para Mariah Carey: “A faixa, eu nem deveria dizer isso, originalmente, a faixa real – não a música, não as letras, mas a música (as batidas) – foi originalmente feita para Mariah Carey por Diddy. Mariah rejeitou, achou a música muito ruim. Então, essas coisas se tornam faixas que eu tenho, Puffy tem, e quando você trabalha com artistas como produtor, você não joga fora porque um artista não quer isso – você lança isso de novo. Então ele armou para Jennifer, ou talvez eu fiz. Foi como uma versão mais quebrada da música. Então enviamos o que escrevemos para Diddy, ele embelezou, construiu a trilha ainda mais quando percebeu que havia interesse. Essa faixa saltou de um lado para outro. Liricamente, Jennifer e eu, foi baseado na maior parte de seus dias, como ela se sente.”

Originalmente, a música foi o terceiro single nos Estados Unidos do álbum e alcançou a 51° posição no Hot 100, na época, Mariah Carey estava no topo dessa mesma parada com a canção ‘Thank God I Found You’, colaboração com o Joe e a boyband 98°.

Mariah Carey dominou o mundo pop e as paradas da Billboard desde sua estréia em 1990, e, apropriadamente, a Dick Clark Productions e a NBC anunciaram na quinta-feira (11 de abril) que Carey será homenageada com o prestigioso Icon Award.

Junto com seu prêmio, a própria lenda viva subirá ao palco para realizar uma medley de seus maiores sucessos. Ela se junta às famosas lendárias Icon, Janet Jackson, Neil Diamond, Stevie Wonder, Prince, Jennifer Lopez, Celine Dion, Cher e outros.

Carey liderou a Billboard Hot 100 em todos os anos da década de 1990, fazendo dela a única artista a liderar o ranking em todos os anos de qualquer década, e teve 18 canções em 1° lugar , mais do que qualquer outra artista solo. Além disso, seu total de 79 semanas dominando o topo do  Hot 100 é o máximo de qualquer artista na história. Seis de seus álbuns alcançaram o primeiro lugar na lista de álbuns da Billboard 200.

O Billboard Music Awards de 2019, apresentado por Kelly Clarkson, será transmitido ao vivo do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, na quarta-feira, 1 de maio, às 20h. ET / PT.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

😲🥳😢☺️😘🙏 Thank you so much @billboard @BBMAs. See you May 1st!🎙🦋💕

Uma publicação compartilhada por Mariah Carey (@mariahcarey) em

Fonte: Billboard

O primeiro single do “Glitter”“Loverboy”,  trilha sonora do primeiro longa de Mariah Carey, foi uma mistura de conceito e confusão musical. A essa confusão foi, infelizmente, transferida para o clipe da música – havia corridas de carro, o rosto de Mariah Carey sobrepostos, calotas e shorts muito curtos e algumas danças cafonas.

Tudo apontava para uma grande mudança na vida de Carey, que começou o ano de 2001 com mensagens estranhas de áudio em seu site oficial, uma aparição memorável e icônica, porém nada planejada no programa TRL da MTV, e a saída da Columbia Records. Na época, a jovem Mariah Carey, aos 30 anos,o assinou um contrato de 100 milhões de dólares com a Virgin Records para lançar cinco álbuns, o contrato mais caro da indústria fonográfica até então.

Anos mais tarde, Carey revelou que ela sofre de transtorno bipolar, e muito de seu comportamento naquele ano sinalizou para o sofrimento emocional que ela sofria durante o período.  Em 2001, Carey era uma megastar que lutava para se redefinir como artista e como mulher. Quando “Loverboy” foi lançado, ficou claro que ela ainda não tinha encontrado completamente o caminho certo.

O lado positivo é que “Loverboy” ainda se destaca como um dos vídeos mais memoráveis ​​de Carey, mesmo que não seja necessariamente pelas melhores razões. Veja abaixo o lado bom e o ruim de “Loverboy”:

 

O Lado bom:

Ele vendeu bem: os críticos podem tê-lo considerado desajeitado, sem originalidade e estranho, mas “Loverboy” ainda era a música mais vendida de 2001 nos EUA, apontando para o poder de estrela dominante de Carey. 

Sample de Cameo: Você não pode exagerar o brilho do grupo funk, Cameo. E qualquer um com o bom senso pode dizer uma de suas melhores músicas é“Candy”, e mereceu destaque por estar ali.

Larry Blackmon no vídeo: O vocalista do Cameo, Larry Blackmon, participando do clipe ao lado de Da Brat.

  • O Lado Ruim

Foi o primeiro fracasso comercial de Carey: Sim, apesar de ter o single mais vendido de 2001, porém “Loverboy” também foi o primeiro lead single de Carey que não conseguiu chegar ao 1° lugar do Billboard Hot 100. A música conseguiu somente chegar ao 2° lugar na parada, que apesar de uma excelente posição, foi considerado um desempenho ‘baixo’ para a maior estrela pop da música da época.

Mariah Carey dançando: Apesar de ter um bom coração, Carey não é uma boa dançarina e isso é revelado nesse vídeo. Em todos as cenas que ela aparece dançando de forma erótica em cima de um carro ou na pista de corrida, são muito ruins. Se você notar, a maioria desses desses frames são exibidos em câmeras lenta, provavelmente para ajudá-la a pegar o ritmo.

Glitter: o drama musical romântico de Mariah Carey, Glitter, é um dos piores filmes vistos nas últimas duas décadas, ao lado de Gigli, o horrível e bizarro filme de Jennifer LopezBen Affleck. Glitter foi duramente criticado por causa do enredo brega e das fracas atuações do elenco, tornando-se alvo de muitas piadas na cultura pop nos últimos anos. Consequentemente, Carey lutou para se reerguer após o fiasco do filme, que foi considerado o inicio de sua queda de popularidade. Claro, agora sabemos que isso está longe de ser verdade, ela deu a volta por cima em 2005 com o álbum  The Emancipation of Mimi, que além de ter sido considerado um dos melhores álbuns de todos os tempos, também foi considerado o ‘comeback’ mais icônico da história da música pop.

  • O lado sujo

Mariah Carey foi vítima de sabotagem de Jennifer Lopez  e Tommy Mottola na ocasião. A gravação original de ‘Loverboy’ possuía samples da faixa “Firecracker”  do grupo Yellow Magic Orchestra.  Porém, com intuito de fracassar a ida de Mariah Carey para Virgin Records, o ex-marido de Mariah, Tommy Mottola e sua nova contratada, Jennifer Lopez, roubaram o samples original da canção de Mariah. Eles foram atrás dos direitos para usar o sample um mês após Mariah ter finalizado a canção. Ao descobrir o roubo, Mariah mudou o sample da canção de última hora para ‘Candy’ do grupo Cameo. Então Mottola usou o sample roubado para o single de Lopz, a canção ‘I’m Real’. Falando sobre roubos durante o projeto do Glitter, chefe da Murder Inc., Irv Gotti, disse que Mottola realmente disse a ele para criar Murder Remix de “I’m Real” de J. Lo para soar exatamente como outra música do Glitter, a faixa“If We“, que contou com a participação de Ja Rule e Nate Dogg. Poderia ser por isso que Mariah Carey não conhece a J. Lo?

 

Comportamento estranho:

Aliado ao lançamento do Glitter, mais controvérsias surgiram por causa do comportamento controverso de Carey, que sem dúvida impactou negativamente a recepção de “Loverboy”. Ela começou a postar sobre mensagens em seu site, incluindo uma que dizia: “Estou tentando entender as coisas na vida agora e por isso não sinto que deveria estar fazendo música agora”. Ela também fez aparições bizarras na  TV , incluindo uma surpresa  no TRL da MTV, em que ela exibiu comportamento bizarro – ela saiu empurrando um carrinho de sorvete e distribuindo picolés para plateia, antes de fazer um strip-tease. A aparição atraiu muita atenção, assim como uma tarde de autografos no loja Tower Music, onde foi contida por sua assessora, Cindi Berger. Menos de uma semana após isso, ela foi hospitalizada por exaustão mental e física grave. Como resultado, o lançamento do Glitter, filme e trilha-sonora, foram atrasados.

 

O lançamento oficial da trilha-sonora caiu no 11 de setembro: Uma infeliz coincidência, a trilha sonora de Glitter foi lançada em 11 de setembro de 2001, aumentando ainda mais sua história de desastre.

Fonte:  The Boombox

 

Cantora teve residência de Los Angeles invadida por bandidos, na madrugada de quinta-feira (19)

Mariah Carey tomou um susto daqueles ao ter sua mansão de Los Angeles, na Califórnia, assaltada na madrugada de quinta-feira (19). Os bandidos invadiram a residência e levaram mais de 50 mil dólares (mais de 158 mil reais) em pertences da cantora.

De acordo com o site TMZ, os assaltantes invadiram a mansão por uma janela ou através de uma porta do andar superior da residência, já que uma escada foi encontrada no jardim. Por sorte, os bandidos não tiveram acesso às joias milionárias de Mariah. Afinal, o prejuízo poderia ter sido ainda maior.

Entre os objetos levados pelos bandidos, estão apenas bolsas e óculos escuros. Ainda segundo o site, cerca de dez objetos foram levados mas, por conta do alto valor, o prejuízo chegou aos 50 mil dólares. A cantora não estava na residência na hora do roubo, já que passa temporada em Nova York.

A polícia investiga o roubo na residência, que já atingiu astros como Jason Derulo, Alanis Morissette, David Spade, Emmy Rossum e Scott Disick apenas este ano.

Fonte: TMZ & Revista Quem

IMG_4969.jpeg
3AAA15D5-3F11-44AB-98E4-0FB46A313FC7.jpeg
7A5507E7-43E2-4CDD-9DAE-64D98636F4AD.jpeg
1A5AA04C-5572-42A6-B2DF-602BE02F7BB0.jpeg
F048D0AA-1D10-4D23-BDF4-149FB181B56A.jpeg
57E5416A-4C6A-4D51-82C8-97F4E409B8DC.jpeg
IMG_4474.jpeg
IMG_4473.jpeg
C32A4454-1878-4905-BDA5-9380FEA7DC23.jpeg
IMG_3709.jpeg
heartbreaker.jpg
IMG_3680.jpeg
IMG_3641.jpeg
IMG_3642.jpeg
344BDA56-1C2B-4C54-92BF-B671ED08906F.jpeg
E0000A7C-B0BD-4347-9EA1-AB2D21146DF5.jpeg