Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

NBCNews

Jalee Baumann, 15 anos, é obcecado por “Obsessed”, de Mariah Carey.

A música foi lançada em 2009 e não foi direito para o 1° lugar no Hot 100 da Billboard, como aos outros trabalhos da cantora. A canção chegou ao 7° lugar do Hot 100 da Billboard quando foi lançada.

Mas ganhou uma segunda vida recentemente no TikTok, onde os usuários criaram e compartilharam coreografias para uma dança na pista. Baumann deu a dança um tiro a si mesma, mas é e todos ficaram “obcecado”  com  a dança dela.

“Uma vez que você está no TikTok o tempo todo, você começa a colocar os sons na sua cabeça e pode pesquisar a letra para encontrar a música real que estava morrendo de vontade de ouvir”, disse Baumann via Twitter.Todos os meus amigos têm o TikTok, e eles encontram música como eu o tempo todo.”

Chame isso de rádio de guerrilha para a geração de smartphones. A viralidade de música infundida do TikTok, que traça suas origens como um aplicativo para sincronização labial junto com as músicas, transformou-se em uma máquina inesperada com a qual os jovens podem descobrir novas músicas e artistas.

O aplicativo agora aparece no Spotify e no Apple Music, onde as listas de reprodução focadas no TikTok têm dezenas de milhares de seguidores; no YouTube, onde as músicas costumam ser inundadas com comentários de usuários que dizem ter encontrado a música no TikTok; e na indústria da música, onde alguns promotores estão aprendendo a usar o aplicativo como um trampolim para novas músicas.

Mas não são apenas artistas conhecidos que se beneficiam do TikTok. O aplicativo desempenhou um papel central no fenômeno cultural em curso de “Old Town Road”, uma música do rapper Lil Nas X, que está no caminho certo para quebrar o recorde de maior permanência no topo do Hot 100 da Billboard, acompanha as principais músicas com base em vendas, transmissão de rádio e streaming.

A rádio dominou por muito tempo como as pessoas descobriram novas músicas, tornando as estações de rádio um ponto crucial na indústria fonográfica. O papel do rádio na descoberta de música chegou a superar a ascensão da Internet e dos serviços de streaming, que reformularam a forma como a indústria ganhou dinheiro.

Mas o rádio não é tão popular entre os fãs mais jovens, de acordo com dados da AudienceNet, uma agência de pesquisa de consumidores. Em 2018, descobriu-se que os americanos entre 16 e 24 anos passam muito menos tempo ouvindo música no rádio do que os mais velhos.

Fonte: NBC News

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.