Mariah Now é a sua maior fonte brasileira sobre a Mariah Carey. O site é totalmente dedicado para os fãs da Mariah. Acompanhe notícias, vídeos, entrevistas, participe de promoções e eventos. Todo conteúdo divulgado no site é criado ou editado por membros da equipe, qualquer conteúdo retirado daqui, mantenha seus devidos créditos. Somos apoiados pela Universal Music Brasil e pela Sony Music Brasil.

Thirsty

A revista People falou sobre a inusitada participação de Mariah Carey no “The Late Late Show” na madrugada desta quinta-feira. Confira abaixo:

Bom, esta é uma boa maneira para lidar com o trânsito em Los Angeles. O novo apresentador do “The Late Late Show”, James Corden, teve uma grande compania nesta quarta-feira. Quem poderia ser melhor que Mariah Carey para participar de uma sessão de karaokê no carro ao lado dele?

Corden começou a entrevista colocando “Always Be My Baby”, então Carey falou: “Não estou cantando hoje, pois fiquei a noite inteira acordada”. Mas ela improvisou muito bem ao lado de Corden – que fica pau a pau com Jimmy Fallon quando se trata de entusiasmo.

E ele sabia todas as letras. De cada canção. Desde “Fantasy” “Vision Of Love” à “Thirsty”. Em certo momento, James, que estava tentando fazer um sotaque americano, enquanto Carey interpretava uma britânica, perguntou à ela quantos singles na primeira posição ela tinha. A resposta foi 18, o que levou a mais nova solteira do pedaço a falar sobre sua idade e começar a se olhar no espelho.

“Você é tão sexy. Pare com isso”, disse ele quando ela tirou os óculos escuros, dando um olhar 43 e um sorriso. “Eu sou um homem casado. Pare com isso, porque eu sei exatamente o que você está fazendo. Oh meu Deus. Sei extamente o que passa na sua mente”.

Confira o vídeo:

[youtube id=”z2iwQoKD6mg” align=”center” mode=”thumbnail”]

Natal e reveillon batendo na porta, 2014 quase acabando e a revista Rolling Stone fez uma lista com os 20 melhores álbuns de R&B lançados este ano. Mariah Carey aparece na lista com o seu mais recente trabalho, “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse”, que foi lançado em Maio e divulgado na turnê “The Elusive Chanteuse Show”, que já percorreu a Ásia, Oceania e deve ganhar mais datas em 2015 na Europa, Ámérica do Norte e Ámérica do Sul. Confira abaixo o que eles disseram sobre o 14º álbum de estúdio de Mariah Carey:

2014: Um ano com amores difíceis, cantoras indescritíveis, realezas púrpuras e muito mais

O R&B no ano de 2014 foi fascinante e com lançamentos de tirar o fôlego. De FKA Twigs e Tinashe à Mary J. Blige e Prince, além de nossos clássicos favoritos, como Mariah Carey e Sharon Jones. Tivemos também Jessy Ware, August Alsina, Kelis e dueto de Babyface e Tony Braxton em “Love, Marriage & Divorce”. Há algo para todos os gostos, jovem ou velho (de coração ou não).

18. Mariah Carey – “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse”

Ninguém canta como ela, ninguém faz inimigos constantemente como ela, e definitivamente ninguém intitula um álbum como Mariah Carey“Me. I Am Mariah” não é um dos melhores álbuns de Carey, mas teve uma melhora significante desde seu antecessor: o arrastado e morno “Memoirs Of An Imperfect Angel”, de 2008.

Alguns créditos vão para Jermaine Dupri, um dos colaboradores e supervisores de Carey, adepto das transposições que Mariah faz muito bem – cantar, ser nostálgica e as colaborações com rappers – em uma armação sonora contemporânea. Mas a maior parte do crédito vai para a própria Mariah, sempre bem-humorada, engraçada e relacionável. E, sim, “#Beautiful”, um lindo, dueto retro-soul com Miguel, está oficialmente escrito com a hashtag no título da música.

E ela dá uma humilhada em um garanhão aí – “Eu fui a melhor coisa que aconteceu com o seu rabo” – em “Thirsty”, que começa ao som de uma champagne estourando e a bebida enchendo uma taça. Mariah Carey está com quase 45 anos e ainda dá um banho em m mundo que gira em torno da juventude.

Para ver a lista completa, clique AQUI.

Sucesso absoluto por onde passou a turnê The Elusive Chanteuse Show está no fim. Antes de ontem, quinta-feira (13), Mimi esteve em Auckland, Nova Zelândia pela primeira vez e foi aclamada pelo público que esteve na Vector Arena.

10416981_539968536138488_1023303248252461757_n

Os atrasos de Mariah já não são novidade alguma para nós, nem para os lambs de lá, mas quem disse que isso foi ruim? A arena estava preparada para receber a artista feminina mais bem sucedida de todos os tempos naquela noite e os atrasos e até mesmo as más impressões dos shows no início de outubro foram esquecidos ao início do show com as firulas de Mimi no início de “Fantasy (Remix feat. O.D.B.)”.

10624580_539968562805152_473855957252161389_n

Após fazer muito bem feito um show em Sydney, Austrália, as expectativas para o show de Auckland eram altas, pois quem não espera o melhor de Mariah Carey? Ela deu o seu melhor e emocionou o público com seus clássicos whistles e seu beltings estrondosos:

A introdução do show da Nova Zelândia foi mantida com a “Across 110th Street (Intro)” que nós simplesmente amamos, bem como nos demais shows da turnê, pois usar James Bond de 007 como inspiração para as coreografias de abertura enquanto Bobby Woomack interpreta a trilha do filme “Across 110th Street” de 1972 é demais. Melhor ainda a reação de euforia do público como em Auckland! Na sequência Mariah entrou soltando suas firulas em “Fantasy (Remix feat. O.D.B.)” após o rap do O.D.B. usando aquele vestido preto de renda, deixando à mostra um pouco do seu belo corpo, atiçando a nossa mente com pensamentos pra lá de quentes, mas o que gostamos mesmo foi da atitude bem “Mariah” ao centro do palco com aquele sorriso lindo na paradinha no início da música que continua na lista das melhores para ela abrir um show e parece ter dado certo. Dançar não é o forte da nossa Diva, mas os lambs amam dar aquela rebolada com “Touch My Body” e não é que ao vivo ela tem soado tão boa que a vontade de sair dançando grita? Com vocais cada vez melhores, em Auckland Mimi nos presenteou mais uma vez com este hit. Para fechar o primeiro ato, Mariah fez a introdução de “Emotions” como no MTV Unplugged de 1992. Ela mantém àquela mesma habilidade dos seus beltings agressivos, uma voz que soa suavemente forte ainda hoje e que fica cada vez mais bonita com os incríveis whistles. Em seguida foi feita a “Singer Intros”.

Assista ao vídeo de “Across 110th Street (Intro)” e “Fantasy (Remix ft. O.D.B.)”:

[youtube id=”1BtARwqnzrA” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Fantasy (Remix ft. O.D.B.)”:

[youtube id=”cbrMoydTQhM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”xCdk2Hviqgk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Touch My Body”:

[youtube id=”1ncMViXGWAY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Emotions”:

[youtube id=”WoLm8H87x4M” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”1a_oHNhxIvk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”yvh7nl3HrhY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Fantasy (Remix feat. O.D.B.)”, “Touch My Body” e “Emotions”:

[youtube id=”aaNDnxcclB4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Mariah abriu o segundo ato cantando “Cry.” Sobre o piano de calda, na companhia incrível de Big Jim Wright e a energia dos movimentos pra lá de quentes de um de seus bailarinos. Ela começou a música completamente sem base pré-gravada e fez o público ficar estático com seus vocais bem crus. Como de costume, Mariah improvisou bonito, mas desta vez com snippets de “Circles” e “I Wish You Knew” dando início à espiritualíssima “Fly Like a Bird” que nos impressiona cada vez mais e mais com a forma performática na qual ela canta uma das mais lindas músicas do álbum “The Emancipation of Mimi” de 2005. Para a nossa alegria, é claro, Mimi cantou a sua balada preferida do álbum “Butterfly” de 1997: “My All”. O que foi o final desta música em Auckland? Indescritível! Ela tem nos deixado sem palavras, pois seus vocais só melhoram, mesmo com uma falha aqui, outra ali, mas ninguém consegue fazer como ela faz. Para nos deixar ainda mais eufóricos, Mimi manteve o “Car River Medley: Heartbreaker (Remix feat. Da Brat & Missy Elliot)/Heartbreaker(feat. Jay-Z)/#Beautiful/Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)/I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)/It’s Like That/Crybaby (feat. Snoop Dogg)/The Roof (Back In Time)/Obsessed/Don’t Forget About Us” em Auckland. Os 18 minutos de performance reuniu sucessos que não caberiam em um show normal, mas com carinho Mimi conseguiu nos dar este momento incrível e lá vai o nosso “pitaco”. De forma inteligente ela faz de “Heartbreaker (Remix feat. Da Brat & Missy Elliot)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)” a melhor forma de abrir o medley que segue com “#Beautiful” mesmo sem o Miguel, mas ainda poderia ser um pouco mais longa, quem sabe com o Trey Lorenz na próxima leg? Em seguida veio “Breakdown (feat. Krazie Vone & Wish Bone)” com a dancinha fofa na cadeira acompanhada de suas bailarinas que manda muito bem na sensualidade e na coreografia. Depois foi a vez dela continuar balançando os quadris com “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)” que antecede a incrível “It’s Like That”, o que fez a arena sacudir ainda mais. Para acalmar os ânimos, Mimi continuou o medley com “Crybaby (feat. Snoop Dogg)” e logo puxou “The Roof (Back In Time)” que faz fãs dos anos 90 irem à loucura, pois a música sempre soou tão “Mariah” e na turnê não tem sido diferente. Mantendo o bom ritmo entre baladas e mid-tempo song, Mimi cantou a gostosíssima “Obsessed” com seus bailarinos a fazendo mais diva do que antes. Para fechar este momento nostálgico, Mariah cantou seu 17º #1 “Dont Forget About Us” extraído do álbum “The Emancipation of Mimi” de 2005 com vocais ainda mais fortes, uma final de tirar o fôlego e uma prova verdadeira de que ela canta e muito (mas nem precisa provar mais coisa alguma). Sem perder tempo, Mimi foi logo anunciando que ia cantar “I’m That Chick” que se manteve forte na turnê até hoje e sem fazer mais que o normal, o que nem é necessário para nós, a música seguiu no ritmo em sua versão estendida para a “Band Intros” enquanto a Diva Mor Mariah Carey se retirou para mais uma troca de roupa.

Assista aos vídeos de “Fly Like a Bird”:

[youtube id=”X2W6r-dn0Lg” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao snippet de “Circles”:

[youtube id=”XdYa0Go17Uc” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao snippet de “I Wish You Knew”:

[youtube id=”FUpnBy12rr8″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista Mariah falando com o público de Auckland:

[youtube id=”K2SfV5s6b-M” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “My All”:

[youtube id=”2POzZbGb70g” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”1We9HsNd3Fc” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Heartbreaker (feat. Jay-Z)” e “#Beautiful”:

[youtube id=”KYML27xDkNE” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Heartbreaker (Remix ft. Da Brat & Missy Elliot)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)”, “#Beautiful”, “Breakdown (feat. Krayzie Bone & Wish Bone)”, “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”, “It’s Like That” e “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”:

[youtube id=”lm0G6wGT5f4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Obsessed”:

[youtube id=”24_BzXoIoUo” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”5gdJJDPj1e4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Don’t Forget About Us”:

[youtube id=”LaXIZgpqpCQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”zWPM-ihdafs” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Breakdown (feat. Krayzie Bone & Wish Bone)”, “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”, “It’s Like That”, “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”, “The Roof (Back In Time)”, “Obsessed” e “Don’t Forget About Us”:

[youtube id=”Ya8GJWcg7oI” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Para o terceiro ato, Mariah voltou ao palco após a introdução de “Honey” no telão, mas cantou de fato “Honey (So So Def Remix feat. Mase” vestida com seu vestido azul com calda de sereia mesmo com as bases pré-gravadas, mas na vibe da música que até hoje agita a noite nas boates do mundo todo. Depois ela cantou “Thirsty” que mesmo não fazendo Mimi ir para o meio do público como em Melbourne e Sydney, fez com que ela se soltasse mais, e olha que isso não tem sido difícil pra ela. A música continuou com a introdução feita por ela e o público conforme os shows desde Singapura, o que nos anima ainda mais para o lançamento da música como single no mês seguinte. Até então tudo normal, mas Mariah voltou a cantar “Meteorite” que é uma das surpresas do novo álbum lançado neste ano. Na sequência ela saiu do palco para uma troca de roupa e os seus dançarinos voltaram a fazer a “Dances Intros” com a versão estendida da música.

10492023_846768448676899_6232799364656213615_n

De preto, mas deslumbrante, Mariah cantou a música que marcou a sua carreira em todo o mundo: “Hero”. Este foi o ponto mais alto do show em Auckland, pois a arena inteira cantou a música que inspira corações até hoje, mesmo a Mariah não a considerando tanto quanto outras músicas da sua carreira. Continuamos sentindo falta da cascata no último refrão da música, mas Mariah nos deixa ainda mais fissurados por ela com vocais limpos e notas bem sustentadas pelos seus vocais magníficos, pois se ela cantar “Hero” muito bem, ela canta tudo muito bem. Confessamos que sentimos ela um pouco cansada e abatida, mas logo sua alegria veio ao palco após cantar “Supernatural (feat. DemBabies)”, pois ela ama os seus filhos que inclusive foram para o palco e encheram nossos olhos de lágrimas com tamanha “fofura” e carinho para com Mariah. Roe cantou sua parte da música mesmo depois da performance e Roc… ah Roc é um fofo! Juntos os gêmeos são incríveis! Então Mariah cantou “Always Be My Baby” de forma impecável e finalizou a noite com o seu hit inegável: “We Belong Together/We Belong Together (Remix)” sem fazer o encore.

Assista aos vídeos de “Hero”:

[youtube id=”y_M3wIJbHgs” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”5euEADFK3zs” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Supernatural”:

[youtube id=”F3xThotMApM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

DemBabies no palco:

[youtube id=”IQdy7naU8yQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”hhQ1-NIQ5Wo” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”KnYFYmx4pd8″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Always Be My Baby”:

[youtube id=”92GGxzzNHm4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”5Uh6sgoU9D8″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”7i6svXJBsVQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”Vexz8rb4B5o” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”t-UqZmeW-LU” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”9VwIhfg-CLE” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”t2ZhQK8HxZk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”EInRNxsJM7M” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Emotions”, “Fly Like a Bird”, “My All”, “Heartbreaker (feat. ft. Da Brat & Missy Elliot)”, “Don’t Forget About Us”, “I’m That Chick”, “Honey (So So Def Remix fear. Mase)”, “Thirsty”, “Hero” e “Always Be My Baby”:

[youtube id=”YT1zJfLtWD0″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “We Belong Together/We Belong Together (Remix)”:
[youtube id=”YD9rktLyJpQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “We Belong Together (Remix)”:

[youtube id=”LX3XzTjnHpQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista a um resumo do show com “Across 110th Street (Intro)”, “Fantasy (Remix feat. O.D.B.)”, “Fly Like a Bird”, “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”, “The Roof (Back In Time)”, “Don’t Forget About Us”, “I’m That Chick”, “Honey (So So Def Remix feat. Mase)”, “Hero”, DemBabies no palco, “Always Be My Baby” e “We Belong Together”:

[youtube id=”4hd-0eaHaCg” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Mariah mostrou aos críticos que ela é a dona da voz e que consegue impressionar ao seu público com vocais, não com performances. Seu show em Auckland foi um dos melhores de toda a turnê com seus pontos mais altos em “Hero”, “My All”, “Emotions” e no “Car River Medley”. Amanhã (domingo, dia 16/11) Mariah fará o seu último show desta leg da turnê The Elusive Chanteuse Show em Mount Cotton, de volta à Austrália. O show começará às 07h (Horário de Brasília-DF) na Sirromet Wines com a abertura feita pelo cantor australiano Casey Barnes às 04h20min (Horário de Brasília-DF), depois o também australiano Nathaniel às 05h30min e na sequência a super Mariah Carey. Nós já estamos prontos para o último show e você?

Confira as fotos do show de Auckland clicando aqui!

Set-list de Auckland:

Across 110th Street (Intro)
1. Fantasy (Remix feat. O.D.B.)
2. Touch My Body
3. Emotions
Singers Intros (Emotions Extended)
4. Cry.
5. Circles (Snippet)
6. I Wish You Knew (Snippet)
7. Fly Like a Bird
8. My All
Car River Medley:
9. Heartbreaker (Remix feat. Missy Elliot & Da Brat)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)
10. #Beautiful
11. Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)
12. I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)
13. It’s Like That
14. Crybaby (feat. Snoop Dogg)
15. The Roof (Back In Time)
16. Obsessed
17. Don’t Forget About Us
___
18. I’m That Chick
Band Intro (I’m That Chick Extended)
19. Honey (So So Def Remix feat. Mase)
20. Thirsty
21. Meteorite
Dances Intros (Meteorite Extended)
22. Hero
23. Supernatural (feat. DemBabies)
24. Always Be My Baby
25. We Belong Together/We Belong Together (Remix)

A turnê The Elusive Chanteuse Show tem sido um festival de surpresas e momentos únicos por onde passa. Antes de ontem, segunda-feira (10), Mariah agitou a noite de Sydney, Austrália com mais um show incrível.

10747732_856224207742636_429995154_n

Mimi não é muito britânica e com 25 minutos de atraso subiu ao palco da Qantas Credit Union Arena em Sydney. Com mais de 10 mil pessoas, o público vivenciou as mais diversas emoções ao ver a cantora indescritível no palco da arena. Ela mostrou mais uma vez que atinge as notas altas como nos anos 90 e que é suprema sem perder o seu lado humano, carinhoso e simpático. Mais do que isso, ela é acessível e provou que as críticas negativas no início da turnê não passaram de equívocos de quem não sabia o que havia acontecido.

10748124_379972188844724_542354804_n

 

 

Classificado em terceiro lugar dentre os shows da Austrália até o momento, o show de Sydney ficou atrás dos de Melbourne e Adelaide de acordo com as opiniões de lambs australianos, mas nós nem nos importamos com classificações, pois a Mariah já é nossa #1 mesmo:

Disponibilizamos 76 vídeos a seguir e 214 fotos na nossa galeria!

“Across 110th Street (Intro)”: o vídeo inspirado em James Bond de 007 seguiu como abertura do show em forma de vídeo na voz de Bobby Woomack já que ele interpretou a trilha do filme “Across 110th Street” de 1972.


“Fantasy (Remix feat. O.D.B.)”: Com o vestido preto de renda, Mimi subiu ao palco incrivelmente linda e sorridente. Atenção para a paradinha no início da música que a gora é feita mais ao centro do palco!

Assista ao vídeo de “Across 110th Street (Intro)” e “Fantasy (Remix ft. O.D.B.)”:

[youtube id=”XwryUm0orLo” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“Touch My Body”: Nós sabemos que a música é difícil de ser cantada por ter muito “conteúdo”. Não entendeu? Assista ao vídeo e preste atenção no quanto é desgastante cantar a primeira parte da música. Para nós, Mimi tem feito os melhores lives da música nesta turnê e em Sydney não foi diferente, principalmente na ponte da música em que ela não se importa em fazer como fez em estúdio.

Assista aos vídeos de “Across 110th Street (Intro)”, “Fantasy (Remix ft. O.D.B.)” e “Touch My Body”:

[youtube id=”bIEp0e2a_T0″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”OIfNngHyr68″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Touch My Body”:

[youtube id=”f0zYxvMUhPg” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”wNWlzBXiRVE” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”PYxUK9ezXXw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“Emotions”: Mimi não cantou a introdução que ela fez em 1992 no MTV Unplugged, mas fez uma performance incrível como sempre, mas cantou um trechinho de “Standing O” do álbum “Memoirs of an Imperfect Angel”: “Toast, bravo, to you”. Melhor foi na música com whistles tão bem feitos depois de anos, já que a música é de 1991! Na sequência foi feita a “Singer Intros”.

Assista aos vídeos de “Emotions”:

[youtube id=”ok-wuELHPpw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”4fpwrXmU9i0″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”ZxCra-ZSqww” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”xlXsomA549U” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”7NZOpRKyUi4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”nz_B4_naZ4M” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”6VcKWMaWC3s” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”sQSiHZc4FBA” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo da “Singer Intros”:

[youtube id=”ok-wuELHPpw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


 

“Cry.”: O segundo ato tem sido marcado por uma Mariah romântica no início, ainda mais por abri-lo com uma música ao mesmo tempo tão melancólica e forte. Sobre o piano, ainda sem muitas luzes no palco, Mimi subiu ao piano e fez uma performance linda com sua banda e um bailarino de tirar o fôlego. Claro que as bases pré-gravadas continuam nesta música, mas diferentemente do início da turnê, a primeira parte da música é totalmente ao vivo. Agora resta saber se você vai prestar atenção na Mariah, no vídeo do telão ou no bailarino super sexy!

Assista aos vídeos de “Cry.”:

[youtube id=”B1ZIxyOUAmY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”z9muSlwJE1c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”iaN1vFfDd1c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”nIGda6tfwgM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”1F3j4jilsZ4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”Pv3WRWthJps” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“Fly Like a Bird”: Como esperado, Mimi cantou a faixa espiritual que embelezou o álbum “The Emancipation of Mimi” de 2005. Após conversar com o público ainda sobre o piano, Mariah começou a cantar até que na ponte ela desceu para as partes mais altas da música que nos deixam sem ar assim como ela ao final.

Assista aos vídeos de “Fly Like a Bird”:

[youtube id=”Eam1U8iwdv0″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”6jDCKjC9r2c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”NvVum-Gu9Jk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”HmcNrk7kQgs” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”nP5IRJRE__M” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”BzcP40KLfEs” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Cry.” e “Fly Like a Bird”:

[youtube id=”d01j-sc1t-A” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“My All”: Nós ainda não acreditamos na performance feita em Sydney. Sem medo de errar foi a melhor performance de “My All” não só da turnê, mas sim de anos e anos de carreira. Mariah se entregou de uma forma tão linda à música e misturou as versões da música com seus graves e agudos, fazendo beltings incríveis, estendendo a música no final e ela nem ligou para o tempo, para as limitações de tempo da música. Ela é a nossa cantora indescritível de verdade!

Assista aos vídeos de “My All”:

[youtube id=”BV88qQtD3Xw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”T2kQje0kdpY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”PUDwna73v8c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”qjaBr4syG7U” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”3rf4DhrjkNU” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”b4ppR9hsjRI” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“Car River Medley”: medley incluiu “Heartbreaker (Remix feat. Da Brat & Missy Elliot)”, “Heartbreaker (feat. Jay-Z)”, “#Beautiful”, “Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)“, “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”, “It’s Like That”, “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”, “The Roof (Back In Time)”, “Obsessed” e “Don’t Forget About Us”. A maior surpresa desta turnê é sem dúvidas o medley com sucessos da Mariah. Tudo bem que ela não incluiu as digníssimas “Love Takes Time”, “Can’t Let Go”, “Make It Happen” e “Dremlover” que são dos anos 90, nem “Loverboy”, “Boy (I Need You)”, “Side Effects”, “Migrate” nem mesmo uma das mais atuais como “You’re Mine (Eternal)”, mas ela tem feito bonito em 18 minutos de performance. Ela conseguiu reunir grandes sucessos para a alegria dos lambs, mas nós temos algumas críticas baseadas nos comentários de alguns lambs que estiveram nos shows de Adelaide, Melbourne e claro, no de Sydney, fora que estamos afim de dar nosso pitaco:

Inteligentíssima em “Heartbreaker (Remix feat. Da Brat & Missy Elliot)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)” incluir a briga entre ela e Bianca no banheiro conforme o vídeo original da música com o Jay-Z. Fica aquela saudade da Bianca e de uma boa briguinha entre rivais, quem sabe isso volte a acontecer, não? Mimi foi uma fofa arriscando umas reboladinhas na música e acariciando os seus bailarinos.

[youtube id=”BRuDsoSpm70″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”3KvDPyj8xa4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”PVo8VRHI1As” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”JWDqMam1wfM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Em “#Beautiful” falta uma certa pegada por parte dela, pois a gente sabe que ela está mais sobre as bases do que arriscando sua linda voz. Talvez ela queira poupá-la já que a música é um pouco recente, mas que tal aproveitar o Trey Lorenz ou até mesmo o talentosíssimo do Nathaniel para substituir o Miguel, hein Mariah?

[youtube id=”z_5_wz74J8w” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Heartbreaker (Remix feat. Da Brat & Missy Elliot)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)” e “#Beautiful”:

[youtube id=”RzrB9-wIQd0″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Quem nunca dançou a dança das cadeiras? Ok, no show é bem diferente, mas a gente sabe que cadeira e vestido não dão muito certo, pelo menos para “Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)”. O vestido rosa, lavanda, floral, primavera, pink, chocked da Mariah não ajuda em nada no medley, mas ele é lindo né? Não tanto quanto o que ela usou em 2008 no GMA, mas é o que temos pra hoje. Pelo menos ela alisa a cadeira em uma das músicas mais dignas do álbum “Butterfly” de 1997.

Parece que rebolar não é algo difícil pra nossa diva. Ela balançou bem os quadris no início de “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”. O único problema é o vestido mesmo, pois até o público cantou a música e se sentiu no início dos anos 2000 com a música.

Assista aos vídeos de “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”:

[youtube id=”tA1oJcHF4W4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”QLjH46w3o1s” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Mariah se soltou tanto depois de suas “reboladinhas” que ajustou os seios, quase bateu cabelo e cantou “It’s Like That” que fez o público ir ao delírio.

Assista ao vídeo de “It’s Like That”:

[youtube id=”PlnqJMkemxw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Queridíssima do álbum “Rainbow” de 1999, “Crybaby (feat. Snoop Dogg)” soa tão atual em termos vocais e levou lambs aos prantos em Sydney.

Assista aos vídeos de “Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)”, “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”,
“It’s Like That” e “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”
:

[youtube id=”emk9J9g3w6s” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”5DW959vAnwo” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Nós amamos “The Roof (Back In Time)”, mas poderia ser encurtada pra que outra música fosse incluída no medley. Que tal “Side Effects”, Mimi?

Assista ao vídeo de “Crybaby (feat. Snoop Dogg)” e “The Roof (Back in Time)”:

[youtube id=”z3ZXj8hWTuE” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Heartbreaker (Remix feat. Da Brat & Missy Elliot)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)”, “#Beautiful”, “Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)”, “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”, “It’s Like That”,
“Crybaby (feat. Snoop Dogg)” e “The Roof (Back In Time)”
:

[youtube id=”HF2Pl4kMUNk” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Para quem disse que ela esqueceu o álbum “Memoirs of an Imperfect Angel”¸ Mimi manteve “Obsessed” no medley e com seus bailarinos fizeram uma boa performance, mas nós sentimos falta do final “divônico”, porque sim!

Assista ao vídeo de “#Beautiful”, “Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)”,
“I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”, “It’s Like That”, “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”,
“The Roof (Back In Time)” e “Obsessed”
:

[youtube id=”JBi5nVGoRwg” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Diferentemente do show de Melbourne que também foi em uma arena, Mimi cantou “Dont Forget About Us” e nos impressionou com um belting digno do nome que ela carrega. She’s Mariah Carey, baby! Ela fez carão, soltou o gogó e não perdeu tempo estendendo a música que é uma balada perfeito do álbum “The Emancipation of Mimi”.

[youtube id=”_y7HtcmTH4E” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”RmLCLaI7LOY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “The Roof (Back In Time)”, “Obsessed” e “Don’t Forget About Us”:

[youtube id=”G69n1-DlboM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“I’m That Chick”: Mimi fixou mesmo esta música em sua set-list, mas nós não estamos reclamando, pois ela está com uma versão estendida para a “Band Intros” que dá um up pra música que faz parte do álbum “E=MC²” de 2008. Em Sydney, Mariah foi até o final da nota alta antes de sair do palco, diferentemente dos shows anteriores.

[youtube id=”1B_W72bEM1s” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)”, “I Know What You Want (feat. Busta Rhymes)”, “It’s Like That”, “Crybaby (feat. Snoop Dogg)”, “The Roof (Back In Time)”, “Obsessed”, “Don’t Forget About Us” e “I’m That Chick”:

[youtube id=”4-6ml6MeFgQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “Obsessed”, “Don’t Forget About Us” e “I’m That Chick”:

[youtube id=”upk4LNRIWoI” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo do “Car Ride Medley” e “I’m That Chick”:

[youtube id=”anI5gB-YVCM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“Honey (So So Def Remix feat. Mase)”: Com seu “pretinho básico” e um sorriso lindo, Mimi dominou o palco da Qantas Credit Union Arena com as batidas deste remix.

 

[youtube id=”PY8XxWQgmhY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”omGKFyQdlBY” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”1ne2hoHfEQ4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“Thirsty”: E quem diria que uma introdução que começou em Singapura no mês passado viraria um momento tão digno e lindo da Mariah com os lambs. Ela foi de encontro ao público novamente, agitou todo mundo e se jogou na música que será o novo single do álbum “Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse” no mês que vem.

 

[youtube id=”IWLOlS7wZ3A” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”QjT03u2CY7c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”M8orJTR749M” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”38Ow5pEgmq4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”KZ0O1WfIn5I” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


 

“Hero”: Nós estamos sentindo falta da cascata no último refrão da música, mas aquele telão lindo com grandes nomes do mundo todo nos enche de orgulho. Viram nosso querido Pelé nele? Se pra você ele não é um herói, sorry, mas para o futebol ele é. Voltando à música, não temos muito o que dizer sobre “Hero”, pois Mimi tem usado e muito bem os seus vocais nesta turnê! Ela poderia muito bem fazer um medley com “Never Too Far”, não? Em Sydney ela continuou incrível com o seu grande hino que ela querendo ou não é a marca dela na música, principalmente em tributos!

 

[youtube id=”kAg2XKp7Q8c” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”k2L5VqkIEPM” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”6SbFAHXHFu8″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”1zfj6N3DtLQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


 

“Supernatural (feat. DemBabies)”: Apesar de não ser totalmente ao vivo pelo fato de Mimi cantar por cima da base, vemos uma Mariah bem mãe nesta música, não pelo fato de cantar a música com os filhos na faixa original, mas porque ela sente a música e faz isto transparecer mesmo sem vocais extraordinários ao vivo. O mais bonito e pessoa alguma pode negar é a declaração de amor que ela fez ao final. A arena manteve-se de pé para este momento fofo do show que teve um improviso antes da parte final da música.

[youtube id=”105UrWJ7mFw” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “Hero” e “Supernatural (feat. DemBabies)”:

[youtube id=”YC3Gx3Bf7Ao” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”ztua5usXmrQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


“We Belong Together/We Belong Together (Remix)”: Sem fazer o encore, Mimi simplesmente se entregou a mais uma performance do hit. Quando o público de Sydney ouvir o piano, só se ouviu gritos! Mariah finalizou o show com a música que lhe rendeu o título de música da década pela Billboard. Carey agradeceu aos fãs, à banda, aos seus cantores e bailarinos e disse: “Eu vou voltar, vocês querendo ou não”. Volte sim, Mimi, mas venha ao Brasil também!

[youtube id=”itEZ6b1NKYA” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”JH3jRx_gQTQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista aos vídeos de “We Belong Together”:

[youtube id=”0IZ2zo4D04s” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”Lyi9z8gz5ks” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

[youtube id=”mfcaMpRUGR4″ align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]

Assista ao vídeo de “We Belong Together (Remix)”:

[youtube id=”AE9STZzvfHQ” align=”center” mode=”normal” autoplay=”no”]


Mariah fez um show incrível mais uma vez. Ela não nos desaponta de forma alguma e nem liga para as críticas que tanto cobraram mais voz em seus shows. Mimi sabe muito bem como fazer um bom show e como se entregar ao público das mais diversas formas. Os pontos mais altos do show de Sydney foram as performances de “My All” e a energia de “Thirsty”! Amanhã (quinta-feira, dia 13/11) terá mais um show, mas desta vez em Auckland, Nova Zelândia. O show começará às 05h45min (Horário de Brasília-DF) na Vector Arena com a abertura feita pela boy band Titanium da Nova Zelândia às 04h30min (Horário de Brasília-DF). Nós já estamos prontos para mais um show e você?

Confira as fotos do show de Sydney clicando aqui!

Set-list de Sydney:

Across 110th Street (Intro)
1. Fantasy (Remix feat. O.D.B.)
2. Touch My Body
3. Emotions
Singers Intros (Emotions Extended)

Ato II:

4. Cry.
5. Fly Like a Bird
6. My All
Car River Medley:
7. Heartbreaker (Remix feat. Missy Elliot & Da Brat)/Heartbreaker (feat. Jay-Z)
8. #Beautiful
9. Breakdown (feat. Krazie Bone & Wish Bone)
10. Know What You Want (feat. Busta Rhymes)
11. It’s Like That
12. Crybaby (feat. Snoop Dogg)
13. The Roof (Back In Time)
14. Obsessed
15. Don’t Forget About Us
___
16. I’m That Chick
Band Intro (I’m That Chick Extended)

Ato III:

17. Honey (So So Def Remix feat. Mase)
18. Thirsty
19. Hero
20. Supernatural (feat. DemBabies)
21. We Belong Together/We Belong Together (Remix)

A5635D74-C732-439E-93F2-225B46017B0D.jpeg
B4C5FEB9-72FF-4384-AEDF-DF0562C173AE.jpeg
IMG_6957.jpeg
IMG_6958.jpeg
IMG_6959.jpeg
IMG_6963.jpeg
IMG_6997.jpeg
IMG_6962.jpeg
mc_281029~23.jpg
mc_28829~29.jpg
mc_28929~24.jpg
mc_28729~35.jpg
mc_28529~41.jpg
mc_28629~36.jpg
mc_28429~42.jpg
mc_28129~45.jpg